R.B. 28/JUN/13 ‘’A colônia colonizando os colonizadores’’


R.B.

"A colônia colonizando os colonizadores"

 

São Paulo, 28 de junho de 2013 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir tentando reduzir as perdas acumuladas no primeiro semestre do ano (-21,9%), que aliás caminha para ser o pior semestre desde a segunda metade de 2008, hoje ainda acompanhando a valorização das commodities e a melhora do ''humor'' externo.

-    O DÓLAR deve cair, para fechar em baixa pelo quinto pregão consecutivo, influenciado pela provável manutenção do ''humor positivo'' na Bovespa e pela expectativa de que o BC seguirá atuando na ponta vendedora para evitar maiores pressões inflacionárias.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,9% (aos 47.609pts), já abriu em alta e, com os investidores mais otimistas em relação à continuidade de estímulos econômicos nos EUA, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, acompanhando a valorização das commodities e a melhora do ''humor'' externo.

-    DÓLAR –0,5% à R$ 2,18, já abriu em queda e, acompanhando o ''humor positivo'' na Bovespa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, também acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelos leilões de venda do BC.

-    Na ÁSIA, recuperando as perdas do pregão anterior, JAPÃO 2,9%, CORÉIA 2,9% e CHINA 0,1%, acompanhando o bom desempenho das demais bolsas mundiais no dia anterior e sustentadas por esperanças de que o Fed (''BC'' dos EUA) não se apressará em encerrar seu programa de estímulos comentários e por mais sinais de que o estresse no sistema bancário chinês está diminuindo.

-    Na EUROPA, em alta pelo terceiro pregão consecutivo e se preparando para fechar um bom primeiro semestre, INGLATERRA 1,3%, FRANÇA 1,0% e ALEMANHA 0,6%, desta vez com destaque de alta para a montadora PSA Peugeot Citroen (5,5%), diante de ''rumores'' de que a família fundadora da empresa pode abrir mão do controle para reanimar planos de uma aliança mais próxima com a General Motors.

-    Nos EUA, ainda recuperando as perdas da semana passada, S&P 0,6%, DJ 0,8% e NASDAQ 0,8%, impulsionadas por relatórios econômicos positivos e por declarações de membros do Fed (''BC'' local) indicando que a autoridade monetária norte-americana deverá manter sua política de relaxamento monetário até que a economia do país esteja preparada.


Economia:

 

Ontem, logo após o BC reduzir para 2,7% sua ''aposta'' para o crescimento da economia brasileira este ano e a Fiesp anunciar que em MAI/13 a atividade da indústria paulista avançou recuou –0,9% na comparação com ABR/13, Mantega, ministro da Fazenda, confirmou mais uma vez sua ''inocência'' ao afirmar que é viável trabalhar com uma meta de crescimento do PIB de 3% para 2013 e ressaltar que o Brasil está superando as dificuldades apesar do cenário internacional adverso.

 

''Apostando'' na economia brasileira, ontem o Banco Santander anunciou que decidiu separar cerca de R$ 20bi para financiar pequenas e médias empresas nos próximos três anos no Brasil, ressaltando que pretende crescer em ritmo 50% acima dos demais bancos no segmento, que é um dos mais carentes de crédito e particularmente sensível aos momentos de desaceleração da economia como o atual.

 

Com ''a colônia colonizando os colonizadores'', a empresa área Azul, com uma ''foça financeira'' do BNDES e ''ajuda politica'' da presidenta Dilma, está criando um fundo de investimento destinado à compra da companhia aérea portuguesa TAP e da americana JetBlue, o que vai elevar a concorrência no setor aéreo brasileiro criando um superaérea nacional com rotas para Europa, África e EUA.

 

Apesar de ser considerado um projeto faraônico para um país cuja rede ferroviária é precária e escassa, o projeto do trem-bala ligando Campinas – SP – RJ, que não tem interessados na iniciativa privada principalmente pelos custos elevados e pela demanda incerta, teve suas regras alteradas e agora será uma obra bancada totalmente pelo dinheiro publico.

 

Depois de ter ficado estável em MAI/13, o IGP-M, pressionado pela forte alta dos preços no atacado, subiu 0,75% em JUN/13 e agora acumula uma lata de 6,31% nos últimos 12 meses, porem mesmo assim Carlos Hamilton, diretor de Política Econômica do BC, ''garantiu'' que o cenário de queda da inflação neste e no próximo ano "está de pé".


Política:

 

Desesperados para ''mostrar serviço'', ontem o senadores da Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovaram, por unanimidade, a chamada PEC do Trabalho Escravo, que tramitava há 14 anos no Congresso Nacional e que permite a expropriação de terras onde houver exploração de trabalho análogo à escravidão.

 

Mostrando mais uma vez o perigo de se fazer um plebiscito para a reforma politica, que aliás não apareceu em nenhum cartaz durante os protestos recentes, os presidentes de dez partidos da base aliada e de líderes na Câmara e no Senado disseram à presidenta Dilma que apoiarão a convocação de um plebiscito sobre a reforma política, mas provocaram mal-estar ao propor um debate sobre o fim da reeleição e mandato de 5 na consulta popular e ao enfatizar que mudanças no sistema só devem vigorar em 2018.

 

A oposição classifica como "manobra diversionista" a proposta da presidenta Dilma para realização de um plebiscito sobre a reforma política, já que na avaliação do PSDB, DEM e PPS o governo está "criando subterfúgio para deslocar a discussão dos problemas reais do país".

 

O Senado aprovou ontem urgência para o projeto do presidente da Casa, Renan Calheiros, que institui o "Passe Livre Estudantil" em todo o país e cujo custo será bancado com os royalties da exploração o petróleo, que aliás já estava destinado para a educação e para a saúde.


Crítica:

 

Atualmente o governo brasileiro gasta cerca de 5,6% do seu PIB em Educação, patamar que é superior ao de muitas nações consideradas desenvolvidas, porem como esta preocupação é nova no pais, se o Brasil quisesse se igualar aos países ricos em termos de gastos por aluno deveria mais que triplicar suas despesas com o setor educacional, passando para para 20% do PIB, conforme apontam dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário