R.B. 24/JUN/13 ‘’Falta de humildade’’


R.B.

"Falta de humildade"

 

São Paulo, 24 de junho de 2013 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a cair, seguindo a nova piora do ''humor'' nas bolsas da Europa e da Ásia, diante da divulgação de sinais negativos da economia da China, e também influenciada negativamente pelos reflexos dos protestos que devem continuar esta semana no Brasil.

-    O DÓLAR pode seguir em alta, com ''boas chances'' de se aproximar dos R$ 2,30 até o final desta semana, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado principalmente pela ''falta de humildade'' de Dilma para demitir Mantega, seu desacreditado e incapaz ministro da Fazenda.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA –2,4% (aos 47.056pts), já abriu em queda e, com bom volume de negócios (R$ 10,4bi), manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no menor patamar desde 28/ABR/09, com os investidores preferindo fugir da Bolsa brasileira, sobretudo os estrangeiros, diante da onda de protestos em diversas regiões do País, fator que expõe a falta de habilidade por parte do governo em lidar com problemas internos.

-    DÓLAR –0,7% à R$ 2,24, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 2,27, porem, em um pregão marcado pela volatilidade, fechou em queda, realizando lucros acumulados em 5 sessões de alta (5,5%) e pressionado pelos leilões de venda do BC.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,7%, com as exportadoras, como a Honda (2,1%), beneficiadas pela valorização do dólar frente a moeda local (o iene), CHINA –0,5%, no menor nível em 6 meses, com preocupações sobre a falta de liquidez no mercado interbancário e a desaceleração da economia do país e CORÉIA –1,5%, no nível mais baixo de fechamento em 11 meses, acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior.

-    Na EUROPA, após uma sessão volátil, INGLATERRA –0,7%, FRANÇA –1,1% e ALEMANHA –1,8%, ainda com os investidores reagindo negativamente à possibilidade de redução dos estímulos econômicos nos EUA e desta vez também prejudicadas pela Grécia, que voltou ao foco com uma crise política que pode levar a novas eleições e ao adiamento da liberação de mais uma parcela do pacote internacional de resgate.

-    Nos EUA, em uma tendência única, porem recuperando quase todas as perdas registradas na abertura, S&P 0,3%, DJ 0,3% e NASDAQ –0,2%, com o setor de tecnologia pressionado pelo desempenho ruim das ações da Oracle e as demais bolsas beneficiadas pelas declarações de James Bullard, presidente do Fed de St. Louis, indicando que Bernanke, presidente do BC norte-americano, pode ter se antecipado ao anunciar que o plano de compra de ativos pode diminuir ainda este ano.


Economia:

 

Corroborando com a opinião de Bernanke, presidente do Fed (''BC'' dos EUA), o BIS, que é o consórcio dos principais BCs do mundo e que fica na Suíça, ressaltou que após seguidos anos de esforços para combater os efeitos da crise de 2008, chegou a hora de os BCs pararem de tentar estimular a economia e voltarem a focar o combate à inflação.

 

Apesar de não ter ajudado a segurar a cotação do dólar, que era o real motivo da medida, a retirada do IOF sobre investimentos estrangeiros em renda fixa fez disparar a entrada desses recursos no país, já que segundo dados do BC nos 19 primeiros dias de JUN/13 ingressaram no país US$ 4,9bi para aplicações nesses títulos, valor que é maior do que tudo que entrou de JAN/13 até MAI/13 (US$ 4,2bi).

 

-    O saldo negativo nas transações correntes do Brasil com o exterior somou US$ -6,4bi em MAI/13, um recorde histórico, considerando a série iniciada em 1947, e quase o dobro do registrado no mesmo mês do ano passado (US$ -3,4bi).

-    Mesmo com a disparada do dólar, em MAI/13 os gastos dos brasileiros no exterior somaram US$ 2,23bi e com isto já atingiram o patamar recorde de US$ 10,4bi nos primeiros 5 meses do ano.

-    Apresentando o pior resultado para o mês dos últimos 10 anos, em MAI/13 a economia brasileira gerou 72 mil novos empregos formais, o que representa quase a metade das 139,7 mil vagas criadas no mesmo mês do ano passado.

 

Dando sequencia à ruina do ''castelo de cartas'' de Eike Batista, (1) a OSX deixou de pagar uma dívida de cerca de R$ 500 milhões com a construtora espanhola Acciona, (2) dos R$ 2bi de dívidas de curto prazo do estaleiro OSX quase R$ 900mi são com a Caixa e com o BNDES e (3) a petroleira OGX anunciou a saída de conselheiros independentes de peso como o o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan, o ex-ministro de Minas e Energia Rodolpho Tourinho Neto e a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal Ellen Gracie Northfleet.

 

A disparada do dólar neutralizou os reajustes de combustíveis realizados pela Petrobras neste ano, à medida em que as importações ficam mais caras, o que pode prejudicar o desempenho operacional da empresa e colaborar para aumentar os problemas da sua área de Abastecimento.

 

-    A Copel caiu -16,7%, penalizada por declarações do governador do Paraná, Beto Richa, de que pedirá a suspensão do reajuste na tarifa de energia concedida pela Aneel.


Política:

 

Indicando que a população brasileira ainda segue em busca de um ''salvador da pátria'' e não entende que a democracia tupiniquim tem 3 poderes (executivo, legislativo e judiciário), segundo uma pesquisa de intenções de voto para presidente feita durante as manifestações, Joaquim Barboza, presidente do STF, lidera com 30%, seguido de Marina Silva com 22%, Dilma com 10%, Aécio com 5% e Eduardo Campos com 1%.

 

Na sexta-feira Dilma foi à TV e fez um discurso para a Nação que merece nota 4,8, (1) foi "esperta" ao fazer uma dobradinha com o JN e como ele também ficou metade do tempo criticando os vândalos, (2) foi deselegante ao pedir para o povo ser camarada com os gringos, (3) mandou bem, só falta cumprir e combinar com o RJ, ao anunciar que 100 % da grana do petróleo vai para a educação e (4) confirmou que vai mesmo cometer a insanidade de importar médicos cubanos.

 

O primeiro e mais importante reflexo dos protestos nas ruas será a queda de Dilma nas próximas pesquisas de intenção de votos, se todo correr como o esperada a presidenta cairá e pode já mostrar empate com alguém, provavelmente Marina Silva, que já tem as assinaturas necessárias para montar seu partido, o #Rede.


Crítica:

 

É no mínimo incauto e no máximo ignorante politico quem pede Joaquim Barbosa para presidente do Brasil, pois (1) são 3 poderes na nossa republica brasileira o executivo, o legislativo e o judiciário, (2) colocar o referido presidente do supremo no executivo é como colocar o Neymar de goleiro da seleção e (3) o que precisamos é escalar melhor nossos governantes e membros do legislativo.

 

A resposta e a mudança devem vir das urnas em 2014, o povo brasileiro deve lutar por no mínimo 60% de renovação dos senadores (só 66% das vagas estarão em disputa), 80% de renovação dos deputados (estaduais e federais), 90% de renovação dos governadores e obviamente 100% de renovação das presidentas.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário