R.B. 17/MAI/13 "Força política"


R.B.

"Força política"

 

São Paulo, 17 de maio de 2013 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, porem com boa volatilidade já que hoje é o ultimo dia para negociar as opções que vence segunda-feira, beneficiada (1) pela recuperação dos preços das commodities, que abriram em alta nos demais mercados mundiais, e (2) pela aprovação da MP dos portos, que mostra que que Dilma ainda tem ''força política''.

-    O DÓLAR deve cair, respeitando a ''resistência'' dos R$ 2,03, influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e também pela expectativa de crescimento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,3%, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,9%, porem após um pregão com alguma volatilidade passou a cair fechou em baixa, acompanhando a realização de lucros nas bolsas dos EUA, já que foram apresentados indicadores ruins da economia do referido país.

-    DÓLAR 0,2% à R$ 2,03, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 2,02, porem passou a subir na parte da tarde, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante das incertezas sobre a continuidade dos estímulos econômicos do governo norte-americano.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO –0,5%, realizando lucros após fechar o pregão anterior no maior patamar em 5 anos, porem CORÉIA 0,8% e CHINA 1,2%, beneficiadas pela divulgação de dados melhores que o esperado sobre o crescimento da economia japonesa, que superando as expectativas cresceu 0,9% no primeiro trimestre deste ano.

-    Na EUROPA, devolvendo os ganhos da abertura, INGLATERRA –0,1%, FRANÇA –0,1% e ALEMANHA –0,1%, em um movimento de realização de lucros recentes causado por resultados corporativos abaixo das expectativas e dados decepcionantes dos EUA.

-    Nos EUA, também realizando lucros recentes, S&P –0,5%, DJ –0,3% e NASDAQ –0,2%, com aceleração das perdas no fim da sessão, após uma autoridade do Fed dizer que BC norte-americano poderia começar a diminuir o estímulo monetário no verão do Hemisfério Norte.


Economia:

 

Após a divulgação de que o Índice de Atividade Econômica do BC, considerado uma prévia do PIB, apresentou expansão de 1,05% no primeiro trimestre do ano em relação ao quarto trimestre de 2012, Mantega, ministro da Fazenda, ''garantiu'' que o crescimento no primeiro trimestre do ano foi puxado pelo investimento e pela indústria de transformação.

 

Confirmando definitivamente que a taxa de juros seguirá em alta na próxima reunião do Copom, Tombini, presidente do BC, afirmou ontem que a autoridade econômica fará o que for necessário e de forma tempestiva para a inflação cair na segunda metade do ano e assegurar que essa tendência persista no próximo ano.

 

-    As vendas de bens duráveis cresceram 3,1% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2012, atingindo um faturamento de R$ 24,3bi no período.

 

O acesso à internet cresceu 143,8% entre a população com 10 anos ou mais de 2005 para 2011, enquanto o crescimento populacional foi de 9,7%, porem, por falta de dinheiro, por falta de interesse e principalmente por falta de educação digital, 53,5% dos brasileiros dessa faixa etária ainda não utilizam a rede mundial de computadores.

 

Com objetivo de elevar e estimular a produção de etanol, que polui menos e pode ajudar a reduzir pressões inflacionárias, o governo Dilma anunciou um nova medida de estímulo aos produtores de cana-de-açúcar que destinará a R$ 12,00 para cada tonelada de cana vendida pelo produtor rural da região Nordeste.

 

-    A Eletrobrás subiu 13,4%, mesmo após a empresa anunciar que fechou o primeiro trimestre de 2013 com um prejuízo de R$ –36mi, resultado que veio melhor que o esperado por analistas.


Política:

 

Mostrando que Dilma ainda tem ''força politica'', na noite ontem, apesar dos protestos da oposição e do risco de a votação ser interrompida por decisão da Justiça, o Senado aprovou, por 53 a 7, a MP dos portos que agora será encaminhada para sanção presidencial sem qualquer alteração no conteúdo original.

 

Ontem, às vésperas da convenção que elegerá Aécio Neves para comandar o PSDB, Alckmin, o governador de SP, disse que o novo cargo não será decisivo para fortalecer a candidatura do mineiro à Presidência da República e ressaltou que o partido "tem vários bons candidatos" para disputar o Palácio do Planalto em 2014.

 

Após ser derrotado em sua tentativa de pressionar o governo convocando greve de estivadores contra a aprovação da MP dos Portos, o deputado federal Paulinho da Força, do PDT de SP, afirmou que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal alegando que houve "fraude" na tramitação.

 

A Câmara analisará se abre investigação sobre a denúncia do deputado Anthony Garotinho, do PR do RJ, de que houve compra de votos para mudar a MP dos Portos.


Crítica:

 

Ao invés de investir em educação de qualidade, o governo Dilma, para facilitar a vida das empresas que estão procurando profissionais especializados, vai implantar duas medidas para facilitar a entrada e tentar atrair mão de obra estrangeira qualificada para o Brasil, reduzindo os documentos exigidos para visto e permitindo "estágios" de estudantes de pós-graduação.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Um comentário: