R.B. 15/ABR/13 "Tiro de canhão''


R.B.

"Tiro de canhão"

 

São Paulo, 15 de abril de 2013 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais diante da divulgação de um PIB menor que o esperado na China, porem deve-se ressaltar que o patamar atual é bom para compras de longo prazo, principalmente diante das forte perdas acumuladas no mês (-2,5%) e no ano (-9,83%).

-    O DÓLAR deve cair, para fechar em queda pelo oitavo pregão consecutivo, diante do prevalecimento das ''apostas'' de que a taxa de juros subir na reunião do Copom desta semana, o que por sua vez elevará a atratividade para ''investimentos externos'' na taxa real de juros da economia brasileira.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA –0,8%, já abriu em queda, para na mínima recuar –1,7% e, com boa volatilidade devido ao vencimento de opções, manteve-se em território negativo ao longo de ''quase'' todo pregão, acompanhando as perdas das bolsas dos EUA e da Europa.

-    DÓLAR –0,3% à R$ 1,97, já abriu em queda e, alheio ao ''humor negativo'' na Bovespa, manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, diante do aumento da percepção de que o início do ciclo de alta da taxa básica de juros é iminente.

-    Na ÁSIA, realizando lucros recentes, JAPÃO –0,5%, prejudicada pelo fortalecimento do iene e por uma queda dos papéis da Fast Retailing (-0,9%), já que seus resultados ficaram abaixo de algumas previsões, CHINA –0,6%, com os investidores cautelosos sobre a próxima série de indicadores econômicos do país, que devem ser anunciados nesta semana e CORÉIA –1,3%, já que as tensões referentes à Coreia do Norte continuam a pesar sobre o mercado.

-    Na EUROPA, reduzindo uma boa parte dos lucros acumulados na semana, INGLATERRA –0,5%, FRANÇA –1,2% e ALEMANHA –1,6%, prejudicadas por diversos indicadores econômicos negativos nos EUA e pelas novas incertezas em relação ao resgate do Chipre.

-    Nos EUA, também reduzindo uma parte dos lucros acumulados na semana, S&P –0,3%, DJ –0,1% e NASDAQ –0,2%, prejudicadas por uma série de indicadores econômicos negativos do país, como (1) a confiança do consumidor, que recuou para 72,3pts em ABR/13, diante de uma expectativa de 79pts 2 (2) as vendas no varejo, que tiveram queda mensal de -0,4% em MAR/13, quando a previsão era de retração de -0,1%.


Economia:

 

Gerando inquietações sobre a recuperação da segunda economia mundial, de acordo com o resultado divulgado pelo Escritório Nacional de Estatísticas o crescimento da China foi de ''apenas'' 7,7% em ritmo anual no primeiro trimestre de 2013, patamar -0,2% a menos que no período anterior e -0,3% inferior a expectativa média dos analistas (8%).

 

Esta semana tem reunião do Copom e, embalado por declarações de Mantega, ministro da Fazenda, e Tombini, presidente do BC, sobre a política econômica, as ''apostas do mercado'' apontam para um aumento de 0,25% na taxa básica de juros, que atualmente está em 7,25%, para segurar as pressões inflacionárias.

 

Como não consegue ficar 1 dia sem dar uma entrevista, na iminência de uma retomada do ciclo de alta de juros, Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou que a inflação não vai precisar ser debelada com um "tiro de canhão" como na história recente do País.

 

Diante das incertezas da economia brasileira, já que a cada dia uma autoridade do governo Dilma dá uma declaração e/ou um sinal divergente da anterior, e do bom desempenho dos mercados do ''primeiro mundo'', a captação de investimentos brasileiros em fundos que investem em ativos estrangeiros já cresceu cerca de 130% neste ano.

 

-    A Vale subiu 1,6%, depois que o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, deu uma entrevista na qual informou que, embora ainda não exista uma decisão sobre a participação especial no setor de mineração, a tendência é não haver esta cobrança.

-    A OGX subiu 6,6%, diante da expectativa de que a empresa divulgaria hoje seu relatório de produção de março com números melhores do que o mercado está trabalhando.


Política:

 

Com o respaldo da Justiça do Trabalho, o governo Dilma estuda flexibilizar algumas normas trabalhistas para assegurar o cumprimento dos novos direitos dos empregados domésticos assegurados pela Constituição, adequando esses direitos às peculiaridades dessa atividade.

 

Dirigentes do DEM e do PSD, que são os partidos que podem perder mais deputados para a nova sigla que nascerá da fusão do PPS com o PMN, que por sua será oficializada na quarta-feira, começaram a se mobilizar para evitar defecções em suas bancadas.

 

''Rasgando dinheiro publico'', o deputado federal peemedebista Eduardo Alves, eleito no começo deste ano presidente da Câmara dos Deputados com a promessa de recuperar a imagem do Legislativo e conter gastos, mandou instalar uma cobertura ao lado da piscina em sua residência oficial e gastou R$ 4.000 com roupas de cama de alto padrão.

 

Como não quer arrumar confusão com os evangélicos, a presidenta Dilma pretende manter intocadas as legislações sobre aborto e casamento gay, assim como prometeu em 2010.

 

Aliados do senador tucano Aécio Neves comemoraram as declarações recentes de Serra, que afirmou que trabalhará pela "união" das oposições, ressaltando que se Aécio for o candidato o apoiará.


Crítica:

 

Como na Grande São Paulo os trabalhadores gastam, em média, 42,8 minutos para chegar ao trabalho, o que é um dos mais altos índices do mundo, empresas paulistas, com o objetivo de fazer seus funcionários cheguem mais rápido ao escritório, preferencialmente deixando o carro na garagem de casa, instituíram um "coordenador de mobilidade", que analisa qual é a melhor forma de os membros da equipe fazerem o caminho até o trabalho, principalmente reduzindo o número de pessoas dirigindo sozinhas.

 

Enquanto José Eduardo Cardozo, ministro brasileiro da justiça, se torna o principal oposicionista da demanda popular para redução da maioridade penal, segundo uma pesquisa divulgada neste final de semana, o número de adolescentes internados por atos infracionais cresceu 67% nos últimos 10 anos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário