R.B. 10/ABR/13 ‘’Piorar a democracia brasileira’’


R.B.

"Piorar a democracia brasileira"

 

São Paulo, 10 de abril de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, ainda reduzindo as perdas acumuladas no mês (-0,9%) e ano ano (-8,3%), influenciada pela redução das ''apostas'' de elevação da Selic na próxima reunião do Copom e também seguindo o bom desempenho das bolsas do ''primeiro mundo''.

-    O DÓLAR pode cair, para fechar em baixa pelo sexto pregão consecutivo e assim reduzir um pouco mais a alta de 9,1% no acumulado de 12 meses, acompanhando o fluxo positivo de recursos externos que deve aumentar com as ofertas publicas da Votorantim Cimentos e do BB seguridade.

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,5% (aos 55.912pts), já abriu em alta e, com bom volume de negócios (R$ 8,4bi), manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, impulsionada externamente pela inflação mais fraca na China, pela avanço das commodities e pelo balanço positivo da Alcoa nos EUA e internamente pelas altas da Petrobrás (4,3%) e da Vale (4,2%).

-    DÓLAR –0,2% à R$ 1,98, já abriu em queda e, acompanhando a forte melhora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, porem com poucos negócios e baixa volatilidade.

-    Na ÁSIA, ainda sem uma tendência única, JAPÃO –0,2%, realizando uma pequena parte dos fortes ganhos acumulados em 5 pregões consecutivos de alta, com destaques de queda para os papéis de incorporadoras, porem CORÉIA 0,1% e CHINA 0,6%, beneficiadas pela divulgação de indicadores que mostraram uma forte atenuação da inflação chinesa.

-    Na EUROPA, em alta pelo segundo pregão consecutivo, INGLATERRA 0,6%, FRANÇA 0,1% e ALEMANHA 0,2%, com destaques de alta para as ações de empresas ligadas a recursos naturais, como as mineradoras Vedanta Resources (5,3%), Rio Tinto (4,8%) e ArcelorMittal (3,3%).

-    Nos EUA, com o DJ atingindo um novo recorde histórico, S&P 0,3%, DJ 0,4% (aos 14.673pts) e NASDAQ 0,5%, impulsionadas pelas esperanças com balanços corporativos positivos nos EUA e por indicadores econômicos melhores do que o esperado na Europa e na China.


Economia:

 

Na próxima semana tem reunião do Copom e, após se reunir com Mantega, ministro da Fazenda, e com os economistas Delfim Neto, Luiz Gonzaga Belluzzo e Yoshiaki Nakano, a presidenta Dilma afirmou que o BC deve subir a taxa de juros se a inflação permanecer girando próximo ao teto da meta, de 6,5%.

 

''Mandando um recado subliminar'' para o Brasil, ontem o FMI recomendou aos governos que deem independência "de fato" às suas autoridades monetárias a fim de manter os preços e a inflação sob controle.

 

Indicando que ainda não está 100% convencido em subir a taxa básica de juros na reunião do Copom da próxima semana, Tombini, presidente do BC, afirmou ontem que é plausível a autoridade monetária tomar outras ações para conter a inflação e que se mantém cauteloso devido à permanência de incertezas em relação à elevação dos preços.

 

Com o objetivo de impulsionar o crescimento da economia brasileira, ontem o governo Dilma divulgou um plano com cerca de 200 medidas para nortear a política industrial do país até o final do seu mandato e dentre as propostas formuladas há a criação de um programa de incentivos     fiscais para a cadeia de fornecedores de petróleo e gás e a formatação de metodologias para aferir o uso de conteúdo local na fabricação de automóveis no país.

 

Dando 2 sinais positivos da economia brasileira, (1) com um recorde histórico de R$ 28,9bi em contratações, as operações de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal fecharam o primeiro trimestre de 2013 com uma alta de 31,7% em relação ao mesmo período de 2012 e (2) a demanda dos consumidores por crédito cresceu 5,8% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o primeiro trimestre de 2012.

 

O Brasil está retomando os esforços há muito abandonados de negociar um acordo de livre comércio com a União Europeia, para contrabalançar sua dependência excessiva com relação à China e antecipar o pacto em negociação entre o bloco europeu e os EUA.

 

Podendo ajudar no controle da inflação, ontem a Companhia Nacional de Abastecimento elevou para 10,8% sua previsão de aumento da safra brasileira de grãos 2012/13 na comparação com a 2011/12.

 

Devido ao bom desempenho das refinarias da companhia, que vêm batendo recordes consecutivos, ontem a Petrobras anunciou que conseguiu reduzir a importação de gasolina e diesel no primeiro trimestre do ano, comparado ao mesmo período do ano anterior.

 

-    A Petrobras subiu 4,2%, após José Miranda Formigli, seu diretor de Exploração e Produção da estatal, afirmar que a produção da companhia vai crescer nos próximos meses com a entrada em produção de novas unidades.

-    A LLX subiu 7,7%, beneficiada pelo anuncio de que a Petrobrás está negociando com o empresário Eike Batista o uso do porto do Açu.

-    A OGX caiu –1,7%, prejudicada pela decisão da agência de classificação de risco Moody's de rebaixar sua ''nota'' para a empresa.

-    A Brasil Foods caiu –1,4%, no dia e que o empresário Abílio Diniz, ex-dono do Pão de Açúcar, foi eleito presidente do conselho de administração da empresa resultante da fusão entre Sadia e Perdigão, que aliás é a maior produtora de proteína animal do Brasil.


Política:

 

Mostrando que tem ''cartas na manga'', ontem, durante uma reunião cujo objetivo principal era faze-lo renunciar da presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o deputado e pastor Marco Feliciano, do PSC de SP, afirmou que só sairia do cargo se os deputados petista João Paulo Cunha e José Genoino, condenados no processo do Mensalão, também saíssem da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

 

Ameaçando ''piorar a democracia brasileira'', já que se aprovado o projeto dará mais força aos políticos que se aproveitam da ignorância politica dos eleitores, já entrou na pauta de votações da Câmara a proposta de realizar de uma única vez, a cada 4 anos, uma única eleição para escolha de presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e vereadores.

 

Tomando uma atitude de coragem e cidadania, ontem a prefeitura do RJ anunciou que quem jogar lixo em vias públicas da cidade maravilhosa poderá ser multado em até R$ 980,00 a partir de JUL/13.


Crítica:

 

Quase sem empregadas domesticas, já que o país tem uma das menores taxas de emprego doméstico no mundo (menos de 0,1% da população empregada), no Japão a desigualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho ainda é muito grande e também por este motivo 70% das mulheres japonesas abandonam o trabalho assim que têm o primeiro filho.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário