R.B. 11/JAN/13 ‘’Vai para o lixo’’


R.B.

"Vai para o lixo"

 

São Paulo, 11 de janeiro de 2013 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, podendo inclusive fechar a segunda semana do ano acima dos 62.000pts, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelos sinais de recuperação da economia dos EUA.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, agora tentando romper o ''suporte'' dos R$ 2,03, cm o ''mercado testando os limites'' dos BC, que ao que tudo indica não tem atuado na ponta compradora pelo ''temor'' de que a valorização da moeda norte-americana frente ao real pressione a inflação no Brasil.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,2%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7% e, apesar de chegar a recuar –0,7% na parte da tarde, se recuperou no fechamento e fechou em leve alta, sustentada pelo bom desempenho das "blue chips", diante de dados positivos das exportações chinesas, e acompanhando a valorização das bolsas de NY.

-    DÓLAR –0,3% à R$ 2,03, já abriu em queda e, acompanhando a retração da moeda norte-americana no exterior, fechou no menor patamar do dia, também influenciado por dados melhores que o esperado da balança comercial chinesa, principal parceira comercial do Brasil.

-    Na ÁSIA, em mais um dia de alta, JAPÃO 0,7%, CORÉIA 0,7% e CHINA 0,4%, desta vez beneficiadas pelo anuncio de que em DEZ/12 as exportações chinesas cresceram 14,1% na comparação com DEZ/11, atingindo o maior nível em 7 meses e superando a expectativa do mercado de um crescimento de 4%.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, quando os índices se aproximaram das máximas em 2 anos, INGLATERRA –0,1%, FRANÇA –0,4% e ALEMANHA –0,2%, com destaques de queda para as ações de empresas do setor de luxo, prejudicadas por declarações do presidente-executivo da Swatch sobre a perspectiva para exportações de relógios suíços.

-    Nos EUA, em alta pelo segundo pregão consecutivo, S&P 0,8% (no maior patamar em 5 anos), DJ 0,6% e NASDAQ 0,5%, após dados sobre as exportações chinesas melhores que o esperado fomentarem otimismo sobre as perspectivas de crescimento da economia global.


Economia:

 

Ontem, logo após anunciar que o BC Europeu decidiu manter sua taxa de juros em 0,75%, Mario Draghi, presidente da referida entidade, adiou novas medidas de estímulo econômico e ressaltou que em sua avaliação a economia europeia está se estabilizando e deve se recuperar a partir do segundo semestre.

 

Comprovando mais uma vez que o investidor, caso queira manter seus patamares de rentabilidade, terá que correr mais riscos neste atual cenário de Selic baixa, segundo um levantamento da consultoria Economatica a "velha" poupança, que rende 6,17% ao ano + TR, teve em 2012 a pior rentabilidade real dos últimos 8 anos.

 

Indicando que, mesmo com dinheiro para investir e com a taxa de juros no menor patamar da história, o brasileiro segue sendo conservador, em 2012 a categoria previdência teve uma captação líquida de R$ 35bi, o que representa o maior valor da história para 1 ano e um crescimento de 38% na comparação com o resultado de 2011.

 

Atingindo o maior patamar da história, em 2012 as vendas domésticas de papelão ondulado, que são usadas para embalagens e por isto são consideradas um importante termômetro do nível de atividade econômica do país, totalizaram 3,3 milhões de toneladas em 2012, o que representa uma alta de 2,77% frente ao verificado no ano anterior.

 

Como no Pão de Açúcar não consegue mais mandar nem na festa de final de ano da empresa, o empresário Abílio Diniz anunciou que pretende comprar 5% das ações da Brasil Foods e, já orquestrando um acordo entre o fundo de investimento Tarpon e alguns fundos de pensão, entre eles a Previ, almeja assumir a presidência do conselho de administração da referida empresa.

 

Após ''comemorar'' que em 2012, pelo oitavo ano consecutivo, a inflação medida pelo IPCA ficou dentro da banda de tolerância de 2%, que com a meta em 4,5% oscila entre 2,5% e 6,5%, Tombini, presidente do BC, ''garantiu'' que as perspectivas indicam retomada da tendência declinante ao longo deste ano.

 

Pressionada principalmente pelos preços dos alimentos, que avançaram 9,86% no período, a inflação oficial (IPCA) fechou o ano passado acumulando alta de 5,84%, patamar acima das expectativas de mercado (5,71%), porem abaixo do nível registrado em 2011 (6,5%).

 

-    A Hering desabou -11,9%, após a empresa divulgar seu balanço do quarto trimestre, que decepcionou o ''mercado'' com as vendas bem abaixo do esperado.

-    O BTG Pactual caiu -4,3%, após um acionista não-identificado ter anunciado a venda de 6,53 milhões de units a um preço inferior à cotação dos papéis.

-    A MMX caiu -3,9%, após o anuncio de que, mostrando o quanto ''acreditam'' na empresa, seus conselheiros e diretores anunciaram que venderam R$ 3,5mi em ações apenas em DEZ/12.


Política:

 

Sem combinar com os cariocas, que podem no mínimo estranhar a ideia, os tucanos, com não tem nenhum nome forte no RJ, querem ''matar 2 coelhos com apenas uma cajadada'' ao lançar a proposta de ''exportar'' Serra para disputar o governo do referido estado em 2014.

 

Mostrando como a demagogia é ''natural'' para todos os políticos, ontem (1) ACM Neto, prefeito de Salvador, anunciou que vai adotar um sistema de cotas raciais no serviço público municipal e (2) Eduardo Suplicy, senador petista de SP, decidiu devolver o dinheiro do salário extra que recebeu em DEZ/12 do Senado.

 

Favorito para assumir a presidência do Senado nos 2 últimos anos do governo Dilma, o senador peemedebista Renan Calheiros foi denunciado ontem pela Procuradoria Geral da Republica por ter cometido um crime ambiental ao ordenar a pavimentação de uma estrada de 700 metros dentro de uma reserva ambiental por meio de sua empresa, a Agropecuária Alagoas.


Crítica:

 

Confirmando mais uma vez que a fome no mundo não ocorre por falta de alimentos, segundo um relatório de uma organização britânica, desperdiçando energia e dinheiro, até metade de toda a comida produzida a cada ano no mundo, ou cerca de dois bilhões de toneladas, ''vai para o lixo'' e os principais motivos são as condições inadequadas de armazenamento, a adoção de prazos de validade demasiadamente rigorosos e a preferência dos consumidores por alimentos com um formato ou cor específicos.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário