R.B. 4/DEZ/12 ‘’Presente de Natal’’


R.B.

"Presente de Natal"

 

São Paulo, 4 de dezembro de 2012 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, tentando se sustentar acima dos 58.000pts e até fechar o ano acima dos 60.000pts, impulsionada pelos sinais de redução das tensões externas e pelas novas medidas de estimulo econômico que o governo Dilma deve divulgar como ''presente de Natal''.

-    O DÓLAR pode cair, reduzindo mais um pouco da forte alta ainda acumulada no ano (13,4%), também seguindo a redução da tensões externas e diante das ''apostas'' de que o BC voltará a atuar vendendo a moeda norte-americana para evitar uma apreciação excessiva da divisa, o que poderia contribuir para uma indesejada alta na inflação.

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,3%, já abriu em alta e, com alguma volatilidade (máxima de 1,5% e mínima de 0,1%) e bom volume de negócios (R$ 7,0bi), manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, influenciada pelo divulgação de resultados animadores da indústria chinesa e com destaques de alta para as ações da Petrobras (1,5%), do Itaú (2,0%) e da Cesp (8,9%).

-    DÓLAR –0,5% à R$ 2,12, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 2,14, porem passou a cair ainda na parte da manhã e fechou em leve queda, mesmo após fortes atuações do BC, que realizou 2 leilões de "swap" cambial e 2 leilões de venda.

-    Na ÁSIA, mesmo diante das preocupações de que um impasse nas negociações sobre o orçamento dos EUA possa colocar a maior economia do mundo em recessão, JAPÃO 0,1%, CORÉIA 0,4% e CHINA 0,3%, desta vez beneficiada pela divulgação de novos sinais de retomada da economia chinesa, cujo ritmo de atividade do setor industrial acelerou pela primeira vez em 13 meses em NOV/12.

-    Na EUROPA, perdendo ''forças'' no final do pregão, após se aproximarem dos maiores patamares desde JUL/11, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA 0,3% e ALEMANHA 0,4%, sustentadas pelas pesquisas que mostraram que (1) o setor industrial da China voltou a crescer em NOV/12 e (2) a desaceleração das indústrias da zona do euro diminuiu.

-    Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, parra fecharem em queda após 3 pregões consecutivos de alta, S&P –0,5%, DJ –0,5% e NASDAQ –0,3%, prejudicadas por dados decepcionantes sobre a indústria local, como inesperada contração da atividade manufatureira em NOV/12.


Economia:
 

Ressaltando que ''qualquer economista sabe que o investimento é o primeiro a cair e o ultimo a voltar", Mantega, ministro da Fazenda, afirmou ontem que (1) o real mais desvalorizado reposiciona o Brasil na ''guerra cambial'', (2) o Brasil promoveu a redução do desemprego e das desigualdades e se tornou um grande ''país de classe média'' e (3) o cenário econômico do Brasil em 2012 é similar ao de 2009, quando o país foi atingido pelos efeitos da crise global do ano anterior.

 

Depois do ''susto'' com o ''PIB Fuleco'', a equipe econômica de Dilma tenta acelerar a divulgação de medidas para impulsionar os investimentos, como a ampliação da desoneração da folha de pagamento, o que pode incluir o setor da construção civil.

 

Reagindo ao ''PIB Fuleco'' divulgado na sexta-feira, ontem a Confederação Nacional da Indústria reduziu sua previsão de crescimento do PIB do Brasil de 1,5% para 0,9% neste ano e estimou a expansão de 2013 em 4%, citando a recuperação dos investimentos e as medidas de estímulo já adotadas pelo governo.

 

Provocando otimismo, (1) a indústria brasileira de brinquedos estima que em 2012 suas vendas cresçam 14% na comparação com 2011, (2) em OUT/12 as vendas em shopping centers brasileiros cresceram 5,06% na comparação com o mesmo mês do ano passado e (3) nos 11 primeiros meses deste ano as vendas de automóveis no Brasil cresceram 6,3% na comparação com o mesmo período de 2011.

 

Cedendo aos poucos, ontem o governo Dilma deu um novo incentivo às empresas de energia para que renovem antecipadamente seus contratos de concessão, permitindo agora que as geradoras forneçam até o fim de 2013 informações complementares sobre investimentos feitos em seus ativos e, assim, se tornem elegíveis a novas compensações.

 

''Apostando'' no bom desempenho da economia brasileira, ontem a Ambev anunciou que investirá R$ 280mi para construir uma fábrica no Paraná, que terá incentivos fiscais do programa Paraná Competitivo e deve gerar 500 empregos, entre diretos e indiretos.

 

Influenciada principalmente pelo aumento de 32% nas importações de combustíveis pela Petrobrás, em NOV/12 a balança comercial brasileira registrou um déficit de R$ -186mi, o que representa o primeiro resultado negativo mensal desde 2000, com isto no acumulado do ano o superávit da balança comercial brasileira caiu para US$ 17,2bi, valor -34% inferior ao registrado no mesmo período de 2011.

 

Pressionado principalmente pelos alimentos e pelos serviços, o IPC que mede a inflação da cidade de SP registrou alta de 0,68% em NOV/12, patamar abaixo do resultado de OUT/12 (0,80%), porem acima da média das ''apostas do mercado'' (0,59%).

 

-    A Gafisa subiu 6,2% e a PDG Realty avançou 5,3%, já que a decepção com o resultado do PIB brasileiro no terceiro trimestre pode levar o governo a manter os juros mais baixos por mais tempo, o que beneficiaria o setor de construção.

-    O Itaú subiu 2,0%, após ter sua ''nota'' elevada pelo Credit Suisse.


Política:
 
Após vetar a mudança na divisão dos royalties do pré-sal aprovada pelo Congresso, Dilma afirmou, durante seu programa semanal de rádio, que a destinação dos recursos para a área da educação será "o maior investimento que o Brasil vai fazer no presente e no futuro.
 
De forma antecipada, já que ainda faltam quase 2 anos para a próxima eleição presidencial, FHC, com a intenção de finalmente unir o PSDB, lançou ontem o nome do senador tucano e mineiro Aécio Neves como o candidato do PSDB à presidência em 2014.
 
Após defender a prisão imediata dos réus do mensalão, ressaltando que vai propor essa medida no plenário do Supremo Tribunal Federal ainda nesta semana, Roberto Gurgel, o procurador-geral da República, afirmou que também defenderá a perda automática dos mandatos dos 3 condenados com assento na Câmara dos Deputados (Valdemar Costa Neto, do PR, João Paulo Cunha, do PT, e Pedro Henry, do PP).

Crítica:
 
Elevando ainda mais sua popularidade, o que aliás lhe coloca como um forte candidato à presidente em 2014, ontem Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, derrubou uma decisão do Tribunal de Justiça de SP que autorizava o pagamento de salários acima do teto constitucional para 168 servidores do Tribunal de Contas do município de SP.
PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário