R.B. 3/DEZ/12 ‘’Fuleco o PIB’’


R.B.

"Fuleco o PIB"

 

São Paulo, 3 de dezembro de 2012 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, tentando ampliar a ''tímida'' valorização acumulada no ano (1,3%) e dar sequencia ao rally de final de ano impulsionada pela melhora do ''humor'' externo  e também beneficiada pelas boas noticias corporativas das empresas brasileiras.

-    O DÓLAR deve cair, reduzindo uma parte da forte alta acumulada no ano (14,0%), diante da provável melhora do ''humor'' externo e interno e da manutenção do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA –0,6% (aos 57.474pts), abriu ''de lado'' e, com bom volume de negócios (R$ 14,3bi), logo passou a cair, pressionada principalmente pelo fraco desempenho do PIB brasileiro no terceiro trimestre, para fechar o mês de NOV/12 acumulando uma leve alta (0,7%), mesmo com preocupações sobre os riscos fiscais nos EUA.

-    DÓLAR 1,6% à R$ 2,13, já abriu em alta e, rompendo com facilidade a ''resistência'' dos R$ 2,12, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, com o BC ausente da ponta vendedora, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa para fechar o mês com alta de quase 5% e assim liderando o ranking das aplicações financeiras em NOV/12.

-    Na ÁSIA, nos maiores patamares dos últimos 9 meses, JAPÃO 0,5%, CORÉIA 0,7% e CHINA 0,8%, com destaques de alta para as ações nos setores de mineração e de bancos devido a preços maiores de metais e um encerramento mais alto em Wall Street no dia anterior.

-    Na EUROPA, fechando próximas da estabilidade o sexto mês consecutivo de alta, INGLATERRA –0,1%, FRANÇA –0,2% e ALEMANHA 0,1%, com os investidores ''apostando'' que o pior da crise da dívida da Europa já passou e que um acordo sobre o orçamento dos EUA será atingido antes do fim do ano.

-    Nos EUA, também próximas da estabilidade, após uma sessão bastante volátil, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ –0,1%, com o ''humor'' dos investidores oscilando em torno das notícias sobre as negociações para evitar o chamado "abismo fiscal", que é uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos programada para entrar em vigor no começo do ano que vem.


Economia:
 
Animando os gregos, ontem Angela Merkel, a chanceler alemã, disse pela primeira vez que não exclui a possibilidade de um perdão da dívida grega dentro de alguns anos, ressaltando que isto pode acontecer caso a Grécia consiga um dia superar suas dificuldades com sua arrecadação sem contrair novas dívidas.
 
Surpreendida negativamente com o fraco crescimento do PIB, a presidenta Dilma convocou reunião com sua equipe econômica para amanhã na qual cobrará medidas para a retomada dos investimentos, taxa que registrou a quinta queda consecutiva neste terceiro trimestre.
 
Bem abaixo do esperado pela média do ''mercado'' (1,3%), foi classificado como ''Fuleco o PIB'' brasileiro que cresceu apenas 0,6% no terceiro trimestre deste ano na comparação com o segundo trimestre, prejudicado principalmente pela pior retração dos investimentos em mais de 3 anos e indicando que o baixo patamar da taxa de juros não está estimulando a economia e que será difícil o Brasil chegar a um crescimento de 4% no ano que vem.
 
Confirmando que a queda da taxa básica de juros não está estimulando os investimentos no setor produtivo da economia brasileira, em OUT/12 a indústria fabricante de máquinas e equipamentos paralisou 25% da capacidade de produção por falta de encomendas e o tempo que as empresas levam para entregar toda a carteira de pedidos, por sua vez, caiu de 22 semanas, em 2010, para 15.
 
Diversificando e tornando ainda mais sustentável a matriz energética brasileira, o braço para energia renovável da gigante americana GE anunciará hoje vai fornecer, por R$ 820mi, 230 turbinas para o segundo complexo de energia à base de ventos no sudoeste da Bahia.
 
Mostrando como foi ''50% hipócrita e 50% capitalista'' a decisão da Gol de demitir 850 funcionários da Webjet, o aliás que causou um repentino aumento de mais de 100% do preço médio das passagens aéreas, em OUT/12 a demanda doméstica de passageiros subiu 6,69% em relação ao mesmo período do ano passado e alcançou seu maior nível para o mês de outubro desde o início da série histórica da Anac em 2000.
 
Confirmando mais uma vez a real ''vocação do Brasil'', o crescimento do PIB agropecuário no terceiro trimestre de 2012 foi o melhor desde 1995, quando o IGBE modificou a metodologia do levantamento, isto apesar de 2012 ter sido um ano de problemas de seca no Sul e perda de safra.
 
Economizando cada vez mais para, enquanto não pode subir o preço dos combustíveis, manter seus níveis de investimento, na sexta-feira a Petrobras lançou uma série de medidas na área de logística para economizar US$ 1,6bi nos próximos 4 anos.
 
-    A Eletrobrás subiu 23,5%, após o governo federal ter elevado o valor das indenizações de transmissoras de energia elétrica no processo de renovação antecipada de concessões do setor.

Política:
 
''Humildemente'' se reaproximando do PSB de Eduardo Campos, o governador de Pernambuco, ontem o diretório municipal do PT de Recife aprovou o apoio ao futuro governo de Geraldo Júlio, prefeito eleito pelo PSB que derrotou o candidato do PT em OUT/12.
 
Por questões técnicas e jurídicas, e não por pressão de artistas e dos cariocas, Dilma vetou o projeto de lei que modificaria a distribuição dos royalties do pré-sal, apesar de pessoalmente preferir muito mais sancionar o projeto aprovado na Câmara sem vetos e não comprar briga com a maioria dos governadores.
 
Dando um ''presente de Natal'' para a oposição, Roberto Gurgel, o procurador-geral da República, deverá propor esta semana ao plenário do Supremo Tribunal Federal a prisão imediata dos réus condenados do mensalão, com isto Joaquim Barbosa, o presidente da Corte, poderá decretar as prisões ele mesmo ou submeter a questão aos demais ministros.
 
O governo federal deve editar nos próximos dias o decreto que estabelece a "ficha limpa" na administração pública, já que o Palácio do Planalto cobrou agilidade depois do escândalo de corrupção envolvendo servidores públicos federais infiltrados numa organização criminosa que vendia pareceres técnicos, investigados na Operação Porto Seguro.

Crítica:
 
Em retaliação contra a decisão da ONU de reconhecer a Palestina ao status de Estado observador não-membro, Israel lançou um projeto para construir novas colônias em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia, o que segundo Ban Ki-mon, secretário-geral da ONU, é um "golpe fatal" ao processo de paz entre israelenses e palestinos.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário