R.B. 16/AGO/12 ''Não tem medo de dar sua opinião''

 

R.B.

"Não tem medo de dar sua opinião"

 

El Colorado, 16 de agosto de 2012 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, agora com ''folego'' para buscar o patamar dos 60.000pts até o final deste mês, diante da melhora das perspectivas para a economia brasileira, da recuperação dos preços das commodities e dos sinais de melhora da economia norte-americana e de grandes países da Europa, como a Inglaterra.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, ainda com ''boas chances'' de testar o ''suporte'' dos R$ 2,00 até o final deste mês de AGO/12, acompanhando (1) a melhora do ''humor'' na Bovespa, (2) o fluxo positivo de recursos externos e (3) a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,2%, já abriu ''de lado'' e, com alguma volatilidade (máxima de 0,5% e mínima de –0,7% e ótimo volume de negócios (R$ 21,0bi), fechou próxima da estabilidade, sem dar muita ''bola'' para o pacote de investimentos anunciado por Dilma e seguindo o movimento de indefinição das demais bolsas mundiais.

-    DÓLAR –0,2% à R$ 2,02, já abriu em queda e, acompanhando o movimento da moeda de outros países emergentes, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, com baixo volume de negócios e em um ''ajuste técnico'' após 2 dias consecutivos de alta.

-    Na ÁSIA, realizando uma parte dos lucros recentes, JAPÃO –0,1%, CORÉIA –0,5% e CHINA –1,1%, com destaques de queda para as exportadoras, diante do aumento dos ''temores'' de desaceleração da economia Chinesa e da demora na divulgação de medidas de estímulo.

-    Na EUROPA, ainda com baixos volumes de negócios, INGLATERRA –0,5%, FRANÇA –0,4% e ALEMANHA 0,2%, em um movimento de consolidação após um forte rali recente e pressionadas pelas ações de mineradoras depois de resultados pessimistas do setor.

-    Nos EUA, com baixa volatilidade e também com baixos volumes de negócios, S&P 0,1%, DJ –0,1% e NASDAQ 0,5%, tentando se estabilizar já que o S&P fechou no maior patamar em 3 meses (aos 1.405pts) e que está no fim a atual temporada de balanços.


Economia:
 

Superando inclusive as expectativas mais otimistas do ''mercado'' (R$ 100bi), ontem Dilma, com o objetivo de incentivar a economia brasileira e reduzir o déficit em infraestrutura do país, lançou um pacote para duplicar 5.700 quilômetros de rodovias e construir 10 mil quilômetros de ferrovias, passando ao setor privado concessões estimadas em R$ 133bi ao longo dos próximos 30 anos.

 

Mostrando que tem ''outras armas'' para incentivar o crescimento da economia brasileira, que segundo ela deve crescer 5% ao ano no longo prazo, ontem Dilma afirmou que até SET/12 deve lançar novas medidas para redução do custo da energia elétrica.

 

Repetindo o que falou seu chefe menos de 1 semana atrás, ontem João Ferraz, vice-presidente do BNDES, afirmou que ''aposta'' numa recuperação mais firme dos investimentos no segundo semestre deste ano, ressaltando que os números de financiamento do banco à compra de máquinas e equipamentos destinados a novos projetos e à ampliação de unidades já existentes apontam nessa direção.

 

''Apostando'' no aumento da demanda por conta da Copa e das Olimpíadas, a rede de hotéis BHG pretende alcançar a marca de 70 hotéis no país até o fim de 2015, com 25 novos empreendimentos e uma oferta de 13,027 mil quartos.

 

Discordando das ''apostas do mercado'', Carlos Hamilton Araújo, diretor de Política Econômica do BC, ''avisou'' que a autoridade monetária trabalha com a perspectiva de convergência da inflação para a meta (4,5%) no curto prazo.

 

-    A Petrobras subiu 1,0%, com os investidores cada dia mais satisfeitos com a gestão de Graça Foster, que ontem detalhou seu plano de exploração de petróleo, e com confirmação de que o poço de Carcará "é algo muito grande" pelo diretor de exploração e produção da empresa.

-    A Vale caiu –2,0%, diante da baixa no preço do minério de ferro por causa da desaceleração chinesa e a perda de mercado da brasileira para as concorrentes australianas.


Política:
 
Ontem, mesmo após Inri Cristo, o catarinense doidão que se diz a reencarnação de Jesus Cristo, ir ao Supremo Tribunal Federal ''revelar'' que Lula era o "comandante" do mensalão, os ''nobres'' ministros do STF rejeitaram, alegando questões técnicas, a inclusão do ex-presidente como réu do referido processo.
 
Aumentando a pressão sobre o governo federal por reajustes, ontem os aposentados e pensionistas do INSS protestaram em frente ao Palácio do Planalto para pedir 7,38% de aumento.
 
Fazendo como o PT, que quando na oposição sempre era ''do contra'', ontem Sergio Guerra, presidente do PSDB divulgou uma nota para ironizar a presidenta Dilma pelo pacote de concessões afirmando que a petista aderiu ao programa de privatizações, há anos desenvolvido pelos tucanos.
 
Mostrando mais uma vez que ''não tem medo de dar sua opinião'', ontem Soninha, candidata do PPS à prefeita de SP, defendeu (1) a criação de pedágio urbano para controlar o acesso de carros a regiões centrais da cidade, como aliás já acontece em Manhattan (NY), e (2) a legalização da maconha, que poderia ser vendida em bares, a exemplo de bebidas e cigarros, que também são drogas legais e causam o mesmo dano à saúde.

Crítica:
 

Ontem, coincidentemente no mesmo dia em que foi divulgado que suas empresas de capital aberto (LLX, MMX, MPX, OGX, OSX e Portx) tiveram prejuízo de R$ -1,2bi apenas no primeiro semestre deste ano, contra R$ –1,0bi no mesmo período de 2011, o que obviamente não deixou nenhum de seus sócios felizes, Eike Batista chamou de "kit felicidade" o pacote de concessões para ampliar os investimentos em rodovias e ferrovias que está sendo lançado pelo governo federal.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário