R.B. 4/JUN/12 ''É tudo farinha do mesmo saco''


R.B.

"É tudo farinha do mesmo saco"

 

São Paulo, 4 de junho de 2012 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar o dia abaixo dos 53.000pts, acompanhando a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e também influenciada negativamente pela piora das expectativas para a economia brasileira.

-    O DÓLAR pode seguir em alta, acompanhando a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e com o mercado novamente ''testando paciência" da autoridade monetária, que já mostrou desconforto a forte valorização da moeda norte-americana.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -2,0%, já abriu em queda, para logo atingir a mínima do dia recuando -2,6% e, com bom volume de negócios (R$ 6,2bi), manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, acompanhando a nova piora do ''humor'' nas bolsas da Europa e dos EUA e também influenciada negativamente pelo recuo das commodities.

-    DÓLAR 1,5% à R$ 2,05, já abriu em alta e, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, também influenciado pela ausência do BC na ponta vendedora.

-    Na ÁSIA, com o Nikkei do Japão completando seu maior período de perdas semanais em 2 décadas, JAPÃO -1,2%, CORÉIA -0,8% e CHINA -0,2%, influenciadas negativamente por dados fracos da indústria chinesa e por preocupações de que a crise da dívida da zona do euro vai prejudicar ainda mais o crescimento global.

-    Na EUROPA, nos menores patamares dos últimos 6 meses, INGLATERRA -1,1%, FRANÇA -2,1% e ALEMANHA -3,4%, já que dados econômicos fracos dos EUA e da Europa colocaram dúvidas sobre as perspectivas de recuperação econômica mundial.

-    Nos EUA, com o DJ passando a acumular perdas no ano, S&P -2,5%, DJ -2,2% e NASDAQ -2,8%, pressionadas pela divulgação de dados fracos sobre emprego nos país, após o Departamento do Trabalho informar que apenas 69 mil vagas foram geradas em MAI/12.


Economia:
 
Segundo Meirelles, ex-presidente do BC, a euforia com o Brasil acabou e o investidor estrangeiro começa a mostrar sinais de preocupação com a frequência com que o governo Dilma tenta impor suas vontades às empresas privadas.
 
Abaixo do esperado pele equipe econômica de Dilma (0,7%) e também pelo ''mercado'' (0,5%), o PIB brasileiro cresceu apenas 0,2% no primeiro trimestre ante o último quarto de 2011 e 0,8% na comparação anual.
 
Diante de um ambiente de crise e perspectivas mais negativas para o futuro, as empresas pisaram no freio em seus planos de investimento, que aos 18,7%  do PIB teve o pior desempenho desde o primeiro trimestre de 2009 (17% do PIB), quando o país sofria com a crise global.
 
Indicando, como já deveria se prever, que o brasileiro não tem interesse em ter mais de 1 carro na garagem, em MAI/12, mesmo com os estímulos do governo para o setor de veículos, os emplacamentos registraram recuo de -8,7% na comparação com MAI/11.
 
Com a queda de -3,8% registrada na ultima sexta-feira, o Petróleo Intermediário do Texas fechou aos US$ 83,23 o barril e assim atingiu o menor patamar dos últimos 8 meses.
 
Certamente pressionando a inflação, influenciado pela alta do dólar, que só em MAI/12 avançou 5,8%, o preço do pão deve subir em média 5% neste mês de JUN/12, já que cerca de metade do trigo consumido no País é importado.
 
Beneficiada pela alta do dólar e com destaques positivos para as exportações de soja e de petróleo, em MAI/12 a balança comercial brasileira apresentou um saldo positivo de US$ 2,9bi que, apesar de representar uma queda de -16,2% em relação a MAI/11, foi o melhor resultado mensal do ano.

Política:
 
Confirmando que ficou ''chateada'' ao ser preterida por Lula, que escolheu Haddad, Marta não tem aparecido ao lado do referido candidato do PT à prefeitura de SP e só deve marcar presença mesmo no horário eleitoral, porque é conveniente para ela se aproveitar da exposição na televisão junto aos eleitores.
 
Representantes dos evangélicos no Congresso Nacional ''avisaram'' que o governo Dilma enfrentará a oposição das denominações religiosas se proibir o aluguel de canais e horários na programação de rádio e televisão.
 
Para elevar o valor do ''passe'' de seu partido, o PSD, Kassab, prefeito de SP, vai lançar "candidatos-laranjas" à Câmara Municipal com o intuito de convencer os tucanos a aceitar uma aliança na chapa de vereadores da eleição na capital paulista.
 
Indicando que ''é tudo farinha do mesmo saco'', Luiz Antonio Pagot, ex-diretor do Dnit, acusou o PT e o PSDB de usarem os governos federal e de SP para bancar as campanhas de Dilma e de Serra à Presidência da Republica, em 2010.

Crítica:
 
Confirmando com são ''complexas e exóticas'' as leis tributárias no Brasil, a "Coletânea da legislação" sobre PIS-Pasep e Cofins, elaborada pela Receita Federal, tem ''modestas'' 1.246 páginas.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário