R.B. 30/ABR/12 ''Desafio real''


R.B.

"Desafio real"

 

São Paulo, 30 de abril de 2012 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após as perdas de sexta-feira, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, porem com baixo volume de negócios devido ao feriado de amanhã.

-    O DÓLAR pode cair, em um ''ajuste técnico'' após avançar 3,4% no mês e fechar o pregão anterior no maior patamar desde o final de NOV/11, porem também provavelmente com poucos negócios diante do feriado de amanhã.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -0,8% (aos 61.691pts), abriu em alta, para na máxima avançar 0,4%, porem, com baixo volume de negócios (R$ 5,8bi), passou a cair ainda na parte da manhã, pressionada pela ações ligadas aos setores domésticos de construção e de commodities, como Cyrela (-7,9%) e Petrobrás (-1,5%).

-    DÓLAR 0,1% à R$ 1,89, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,88, porem passou a subir na parte da tarde, pressionado pelos leilões de compra do BC e seguindo a piora do ''humor'' na Bovespa.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,4%, CORÉIA 0,6% e CHINA -0,3%, divididas entre dados positivos divulgados pelos EUA, novas medidas de alívio do BC do Japão e corte da ''nota'' da Espanha.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, que fora causada pelo rebaixamento da ''nota'' da Espanha, INGLATERRA 0,5%, FRANÇA 1,1% e ALEMANHA 0,9%, beneficiadas pela divulgação de resultados de balanços corporativos favoráveis.

-    Nos EUA, em alta pelo quarto pregão consecutivo, para fecharem a semana acumulando os maiores ganhos semanais em mais de 1 mês, S&P 0,2%, DJ 0,2% e NASDAQ 0,6%, beneficiadas pelos resultados trimestrais da Amazon (15,7%) e da Expedia (23,5%), que superaram as expectativas do mercado.


Economia:
 
Indicando que o governo Dilma segue cuidando com ''competência e prudência'' das contas publicas, segundo o BC nos primeiros 3 meses do ano já foi cumprida 32,9% da meta do ano para o superávit primário do setor público.
 
Podendo justificar as ações do governo, segundo um estudo do IBGE 4 grupos de atividades concentram cerca de 50% da força de trabalho do país, são eles (1) comércio de mercadorias, reparação de veículos automotores e motocicletas, com 17% (2) agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, com 14,2%, (3) indústria de transformação, com 11,8% e (4)construção, com 7,3%.
 
Mais uma vez contrariando a ''ladainha dos bancos privados'', segundo um estudo do Serasa, no primeiro trimestre deste ano o indicador que mede o risco de inadimplência das empresas caiu pela primeira vez após 5 trimestres de estagnação.
 
Coincidentemente após o anuncio de que os brasileiros gastam R$ 194,8bi por ano com pagamento de juros de empréstimos bancários, a Caixa Econômica Federal, provavelmente recebendo ''ordens bem de cima'',  ''avisou'' que pretende seguir reduzindo suas taxas de juros para desbancar a posição do Bradesco, dono hoje da terceira maior carteira de empréstimos do país, ainda antes do fim do ano.
 
Se concentrando em um ''desafio real'' para dar mais competitividade para as exportações brasileiras, o governo Dilma anunciou que vai investir R$ 500mi até o final de 2014 para informatizar o gerenciamento dos principais portos do país, o que certamente vai reduzir o prazo para se liberar uma carga no Brasil, que atualmente pode chegar a 17 dias.
 
Já ''apostando no Brasil'' uma pequena parte dos R$ 3,7bi que levantou com seu recente IPO, o BTG Pactual comprou por cerca de R$ 200mi uma participação de 30% nas redes de academias de ginástica Bodytech e Formula, que tem 33 academias em funcionamento.
 
-    A Brasil Foods subiu 0,1% e, após o fechamento do pregão, anunciou que registrou uma queda de 60% no lucro líquido do primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.
-    A Petrobrás caiu -1,5% e, após o fechamento do pregão seu Conselho de Administração anunciou a mudança de 2 diretores da companhia (Engenharia e Abastecimento), o que representa numa vitória da sua nova presidente, Graça Foster, que conseguiu a nomeação de nomes de técnicos de carreira e de sua confiança.

Política:
 
Após passar alguns dias em Abu Dhabi fazendo propaganda para o Banco Itaú, FHC chegou em SP afirmando que atualmente a corrupção aumentou em relação ao que havia em seu governo e que falta no Brasil planejamento de longo prazo.
 
Indicando que a crise política deflagrada pela Operação Monte Carlo pode ganhar contornos incontroláveis no Distrito Federal, segundo um dos trechos do inquérito o vice-governador Tadeu Filipelli, do PMDB, conspirava para derrubar o governador Agnelo Queiroz, do PT.
 
Usando a intimidação como sua principal arma, Marconi Perillo, governador tucano de Goiás, procurou caciques do PMDB para dizer que, se a deputada Iris de Araújo partir para o ataque na CPI do Cachoeira, haverá retaliação na comissão da Assembléia Legislativa contra a gestão de seu marido, Iris Rezende, na Prefeitura de Goiânia.
 
-    Atacando sem apresentar propostas para a cidade que quer governar, ontem o petista Fernando Haddad, pré-candidato à Prefeitura de SP, afirmou que o PSDB "sempre criminalizou" os trabalhadores.
-    Sergio Cabral, governador do RJ, afirmou mais uma vez que sempre foi ''amigo'' do dono da construtora Delta.

Crítica:
 
Representando um grande avanço do governo Lula, que priorizou a distribuição de renda, segundo dados divulgados pelo IBGE, a mortalidade infantil caiu quase pela metade entre 2000 e 2010.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário