R.B. 27/ABR/12 ''Amigão do Serra''


R.B.

"Amigão do Serra"

 

São Paulo, 27 de abril de 2012 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve cair, acompanhando a piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais diante do rebaixamento, mais do que justo, da ''nota'' da Espanha pela S&P, porem deve-se ressaltar que o patamar é interessante para compras, diante da expectativa de novos cortes na taxa básica de juros da economia brasileira.

-    O DÓLAR pode subir, provavelmente testando a resistência dos R$ 1,90, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e também influenciado pela redução da ''nota'' da Espanha.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,7%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,9%, porem, com bom volume de negócios (R$ 8,1bi), passou a subir na parte da tarde, acompanhando a valorização das bolsas de NY e beneficiada pela recuperação das ações da Vale (1,7%).

-    DÓLAR 0,1% à R$ 1,89, abriu ''de lado'', para na mínima atingir R$ 1,88, porem passou a subir ainda na parte da manha e fechou no maior patamar do ano, pressionado pelos leilões de compra do BC e mais uma vez descolado de seus pares externos, do preço das commodities e de outros ativos de risco.

-    Na ÁSIA, recuperando uma pequena parte das perdas recentes, JAPÃO 0,2%, CORÉIA 0,1% e CHINA 0,3%, beneficiadas pelas indicações do Fed (''BC'' dos EUA) de que vai manter sua política para apoiar o crescimento e também impulsionada pelas divulgações de fortes lucros corporativos trimestrais.

-    Na EUROPA, com pouca volatilidade e sem uma tendência única, INGLATERRA 0,5%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA 0,4%, influenciadas pela divulgação de dados mistos sobre as economias da zona do euro, sobre os EUA e sobre resultados corporativos.

-    Nos EUA, em alta pelo terceiro pregão consecutivo, S&P 0,7%, DJ 0,9% e NASDAQ 0,7%, beneficiadas pela divulgação de dados positivos sobre o mercado imobiliário do país e de resultados de empresas superando as expectativas do mercado, como o da construtora imobiliária Lennar (5,7%) e do PulteGroup (10,1%).


Economia:
 

Conforme já ''suspeitada o mercado'', na ata da sua reunião da semana passada, quando a Selic caiu de 9,75% para 9,00%, a autoridade monetária deixou em aberto a possibilidade de novos cortes na taxa básica de juros, porem ressaltou que agora qualquer movimento de flexibilização monetária adicional deve ser conduzido com parcimônia.

 

Destacando um aumento dos riscos para a dívida líquida do país em relação ao seu PIB, principalmente diante da contração da economia e da deterioração na trajetória do déficit orçamentário de 2011 a 2015, ontem a Agência de classificação S&P rebaixou sua ''nota'' para a Espanha com perspectiva negativa.

 

Traçando um panorama muito positivo para a economia brasileira, Edison Lobão, ministro das Minas e Energia, afirmou ontem que o país terá que dobrar a capacidade instalada de geração de energia elétrica até 2020 para atender ao seu crescimento.

 

Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) em MAR/12 o consumo de energia elétrica no Brasil cresceu 6,1% em relação ao mesmo período do ano passado e (2) nos 3 primeiros meses deste ano o setor de TV por assinatura cresceu 7,3% na comparação com o mesmo período de 2011.

 

Disposta a ''abalar a concorrência'', ontem a Caixa Econômica Federal anunciou a redução da taxa de administração e o valor de aplicação mínima inicial de dois fundos de investimento (um de ações e outro de crédito), com aporte inicial de apenas R$ 10, voltado para jovens investidores.

 

-    A Vale subiu 1,7%, após Murilo Ferreira, presidente da companhia, fazer uma teleconferência tranqüilizando o mercado sobre os preços do minério de ferro, a demanda da China e os processos de cobrança de impostos.

-    O BTG Pactual, maior banco brasileiro de investimentos, subiu 0,9% e teve o segundo maior volume de negócios no seu primeiro dia de transações na Bovespa.

-    A Cielo subiu 7,1%, após surpreender positivamente o mercado ao anunciar que no primeiro trimestre deste ano seu lucro líquido foi 33,4% maior que no mesmo período no ano anterior.


Política:
 
Mais uma vez mostrando como é ''amigão do Serra'', ontem o senador tucano Aécio Neves afirmou que ex-governador de SP pode ser candidato a presidente da República em 2014 mesmo se for eleito prefeito de SP em 2012.
 
Com o objetivo de impedir que a campanha pela prefeitura de SP se polarize entre tucanos e petistas, os pré-candidatos Celso Russomanno, do PRB, e Netinho de Paula, do PC do B, anunciaram ontem que negociam com o PMDB a formação de um bloco.
 
Atendendo os pedidos dos ambientalistas, Ideli Salvatti, ministra das Relações Institucionais, indicou que Dilma vai vetar no Código Florestal aprovado pela Câmara que praticamente anistia os desmatadores.

Crítica:
 
Como fruto da desaceleração da economia do país, o nível de escolaridade nos EUA parou de crescer nos últimos anos, interrompendo uma trajetória de evolução que durou décadas, com isto atualmente o porcentual de pessoas que têm curso superior (cerca de 40%) é o mesmo tanto para quem tem idade entre 25 e 34 anos como para os que têm de 55 a 64 anos.
 
Se tornando uma alternativa de transporte cada dia mais viável, apelidadas de laranjinhas, as bicicletas para aluguel compartilhado na Zona Sul e no Centro do RJ alcançaram a marca de 500 mil viagens no último dia 23/ABR/12 e já tem mais de 66 mil usuários cadastrados.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário