R.B. 2/FEV/12 ''Premio de consolação''


R.B.

"Premio de consolação"

 

São Paulo, 2 de fevereiro de 2012 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, rumo aos 65.000pts, ainda acompanhando (1) a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, (2) a valorização das commodities e (3) as perspectivas positivas para a economia brasileira.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, seguindo o bom desempenho da bolsa e o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos e também com o ''mercado testando os limites'' do BC, que supostamente pode tentar conter a valorização do real.

 

ONTEM

-    BOVESPA 2,4%, já abriu em alta e, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no maior patamar desde MAI/11 (aos 64.567pts) e com ótimo volume de negócios (R$ 9,9bi).

-    DÓLAR -0,7% à R$ 1,73, já abriu em queda e, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a o bom desempenho da Bovespa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no menor patamar desde OUT/11, também influenciado pela captação bilionária fechada pela Petrobrás.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,1%, CORÉIA 0,2% e CHINA -1,0%, divididas entre dados econômicos fracos divulgados no dia anterior nos EUA e pesquisas otimistas sobre o setor manufatureiro da China.

-    Na EUROPA, nos maiores patamares dos últimos 6 meses, INGLATERRA 1,9%, FRANÇA 2,1% e ALEMANHA 2,4%, beneficiadas pela divulgação de dados econômicos encorajadores e com destaques de alta para as ações de bancos, após o banco central da Itália tornar mais fácil que os bancos do país recomprem sua própria dívida híbrida para reforçar sua base de capital.

-    Nos EUA, em mais um dia de alta, S&P 0,9%, DJ 0,7% (aos 12.716pts) e NASDAQ 1,2%, impulsionadas por dados animadores sobre o setor manufatureiro e pelos sinais de que a Grécia se aproxima de um acordo com seus credores privados.


Economia:
 

Acalmando os mercados globais, ontem o lobby bancário internacional anunciou que acredita que concluirá um acordo sobre a anulação "voluntária" de uma parte da dívida grega pelos credores privados, ressaltando também que Grécia está fechando com seus credores públicos, que são a União Européia e o Fundo Monetário Internacional, uma nova série de medidas de rigor para poder receber um novo empréstimo internacional de 130bi de euros.

 

Corroborando com a melhora do ''humor'' e com a recente recuperação das principais bolsas de valores mundiais, segundo uma pesquisa Federação Brasileira dos Bancos cerca de 60% dos economistas de instituições bancárias estão mais otimistas neste início de ano em relação ao desfecho da crise européia e acreditam que isto deve levar o Brasil a ter um desempenho mais positivo neste ano.

 

Mostrando o enorme potencial que a bolsa brasileira tem para financiar o setor produtivo da economia, segundo Edemir Pinto, presidente da BM&FBovespa, cerca de 45 empresas pretendem fazer oferta pública inicial de ações no Brasil este ano e estão aguardando apenas uma ''janela de oportunidade'' para iniciar oficialmente este processo.

 

Superando positivamente as expectativas iniciais (US$ 6bi), ontem a Petrobrás vendeu US$ 7bi em bônus no exterior com diferentes vencimentos, concluindo assim a maior oferta de dívida já feita na história por uma empresa brasileira.

 

Apresentando resultados melhores que o da China, que é o país que mais cresce no mundo, no ano passado os aeroportos brasileiros registraram um aumento de 13,7% nos embarques de viagens domésticas na comparação com 2010.

 

Dando mais um sinal de controle da inflação, abaixo do resultado anterior (0,93%) e das ''apostas do mercado'' (0,89%), o IPC-S subiu 0,81% na última apuração de JAN/12, influenciado positivamente pela forte desaceleração dos preços dos alimentos.

 

-    A OGX subiu 5,7%, após anunciar o início da produção de petróleo. O papel subiu 5,68%, a R$ 17,49.

-    A Raia Drogasil subiu 1,9%, após anunciar que irá estrear em 3 Estados (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Bahia) no primeiro semestre do ano.


Política:
 
Como ''premio de consolação'' por ser preterida na corrida pela indicação do partido para a disputa municipal em SP, Marta recebeu o apoio da bancada do PT no Senado para seguir na vice-presidência da Casa.
 
Com o objetivo único de ganhar popularidade, ontem Fernando Haddad, ex-ministro da Educação e pré-candidato do PT à Prefeitura de SP, foi ao Hospital visitar Lula, que realizava no local mais uma de suas 33 sessões de radioterapia.
 
Como são especialistas em apontar o dedo, mas não em apontar as soluções, várias entidades internacionais de defesa dos direitos humanos com representação no Brasil criticaram a postura da presidenta Dilma que, em visita oficial a Cuba, evitou fazer críticas sobre violações políticas do regime castrista sob o argumento de que há problemas em vários países, citando especificamente a base de Guantánamo mantida pelos EUA.

Crítica:
 
No mínimo jogando dinheiro publico na lata do lixo e no máximo armando mais um caso de corrupção, o Ministério da Educação, ao que tudo indica esquecendo-se que os professores ganham pouco e que a grande maioria das escolas publicas não tem condições básicas de funcionamento, decidiu comprar quase 1.000.000 de tablets para alunos da rede publica.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário