R.B. 2/DEZ/11 ''Nas mãos da Alemanha''


R.B.

"Nas mãos da Alemanha"

 

São Paulo, 2 de dezembro de 2011 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e também pelas boas perspectivas para a economia brasileira.

-    O DÓLAR pode cair, com ''boas chances'' de fechar a semana abaixo dos R$ 1,80, acompanhando a melhora no ''humor'' dos mercados mundiais e também o fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA 2,2%, já abriu em alta e manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, com bom volume de negócios (R$ 6,9bi) e beneficiada pelo anuncio do governo Dilma de isenção do IOF pago pelo investidor estrangeiro.

-    DÓLAR -0,6% à R$ 1,80, já abriu em queda e, também influenciado pelas medidas anunciadas pelo governo Dilma e pela melhora do ''humor'' externo, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão.

-    Na ÁSIA, avançando para os maiores patamares das ultimas 2 semanas, JAPÃO 1,9%, CORÉIA 3,7% e CHINA 5,9%, seguindo o desempenho positivo das demais bolsas mundiais no dia anterior e beneficiadas pela decisão de Pequim cortar os depósitos compulsórios para bancos de varejo.

-    Na EUROPA, após um pregão marcado pela volatilidade, INGLATERRA -0,3%, FRANÇA -0,8% e ALEMANHA -0,9%, com as vendas ganhando força por fatores técnicos, após o índice não ter conseguido romper um importante nível de resistência e investidores embolsarem lucros do rali da sessão anterior.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P -0,2%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,2%, em uma ''parada técnica'' após 3 pregões de lucros gordos, com os investidores realizando ganhos e acompanhando com cautela os leilões de títulos de dívida na Europa e os indicadores econômicos dos dois lados do Atlântico.


Economia:
 

Mostrando como ''o mundo gira'', após se reunir com  Christine Lagarde, a diretora-gerente do FMI, Mantega, ministro da Fazenda, afirmou que o Brasil vai ajudar financeiramente no combate à crise mundial, repassando dinheiro ao FMI, mas não fará isso sozinho e imediatamente, já que os países ricos também precisam fazer sua parte, cortando gastos públicos e implementando reformas estruturais.

 

Para estimular a economia brasileira, ontem o governo Dilma anunciou (1) a redução de IPI sobre os chamados produtos de linha branca, como fogão e geladeira, (2) o aumento do teto de financiamentos de casas do "Minha Casa, Minha Vida", (3) a zeragem da alíquota de PIS/Cofins sobre a farinha de trigo e pão e (4) a redução do IOF para os investidores estrangeiros e para as operações de crédito das pessoas físicas.

 

Comemorando a isenção ao IOF sobre os investimentos externos em ações e títulos privados de longo prazo, a BM&FBovespa afirmou que o governo brasileiro agiu com precisão e demonstrou visão de que o mercado de capitais brasileiro vive um momento de grande oportunidade, ressaltando principalmente que com a referida medida o cenário fica mais favorável para as cerca de 40 empresas que aguardam melhores condições para fazer suas ofertas de ações.

 

Como fruto da queda do desemprego e do aumento a renda do trabalhador brasileiro, em NOV/11 (1) a poupança da Caixa Econômica Federal acumulou um captação líquida positiva de R$ 1,8bi, a maior já registrada na série histórica para o mês e (2) a intenção de consumo das famílias teve alta de 2,2% ante OUT/11.

 

Impulsionadas pela chegada do calor que favoreceu as vendas da moda primavera-verão, e pelas promoções e liquidações em vários setores, sobretudo no de bens duráveis, em NOV/11 as vendas a prazo do varejo na capital paulista subiram 1,1% na comparação anual.

 

-    A Petrobrás subiu 2,1% e, após o fechamento do pregão (1) a empresa ganhou o prestigioso prêmio Platt Global Energy 2011 nas categorias de Melhor Empresa de Energia do Ano e Melhor Produtor Energético do Ano, durante uma cerimônia realizada em NY e (2) Gabrielli, presidente da empresa, voltou a dizer que há muitos interessados na compra de ativos da companhia.


Política:
 
Com cada vez menos disposição de manter Carlos Lupi no cargo, Dilma afirmou ontem que o ministro do Trabalho só permanecerá no cargo até a reforma ministerial de JAN/12 se ele fornecer explicações "convincentes" sobre o fato de ter ocupado, simultaneamente, 2 cargos públicos por quase 5 anos.
 
Faltando 30 meses para o início da Copa de 2014 no Brasil, segundo informações do Tribunal de Contas da União cerca de 54% das obras de transporte previstas para o evento ainda não tem nem licitação.
 
Acusados de extrapolar do exercício do poder e de usar indevidamente os meios de comunicação, segundo a Justiça brasileira 10 governadores correm o risco de ter os mandatos cassados, caso sejam comprovadas as denúncias de que cometeram abusos na campanha eleitoral de 2010.
Crítica:
 
Mostrando que, menos de 70 anos após a queda de Hitler, a Europa, e de certa forma também o mundo, está novamente ''nas mãos da Alemanha'', a solução da crise européia depende de Angela Merkel, a chefe de governo alemã, que é uma figura política que os simpatizantes descrevem como fiel a princípios, e os críticos chamam de ''perigosa cabeça dura''.
PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário