R.B. 18/NOV/11 ''Elogios até da oposição''


R.B.

"Elogios até da oposição"

 

São Paulo, 18 de novembro de 2011 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, mesmo com a queda das commodities e a manutenção do ''humor negativo'' nas demais bolsas mundiais, sustentando o suporte dos 57.000pts, beneficiada pela elevação da ''nota'' do Brasil e pelas perspectivas de novos cortes da Selic.

-    O DÓLAR pode cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após 2 pregões consecutivos de alta, seguindo o fluxo positivo de recursos externos e também influenciado pela elevação da ''nota'' do Brasil pela S&P.

 

ONTEM

-    BOVESPA -2,7%, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,1%, porem, mesmo com a inesperada elevação da ''nota'' do Brasil pela agencia de classificação de risco S&P, passou a cair forte na parte da tarde, diante do novo aumento da tensão com a crise de dívida soberana na zona do euro.

-    DÓLAR 0,7% à R$ 1,78, já abriu em alta e, acompanhando a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, mesmo com elevação da nota do Brasil pela S&P.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,2%, CORÉIA 1,1% e CHINA -0,3%, com os investidores dividindo suas atenções entre o encadeamento da crise da dívida européia e o movimento das ações de empresas ligadas a matérias-primas e de tecnologia bem como a paridade do dólar em relação a outras moedas.

-    Na EUROPA, nos menores patamares em 6 semanas, INGLATERRA -1,6%, FRANÇA -1,8% e ALEMANHA -1,1%, com destaques de queda para as ações do setor bancário, diante das preocupações de que a crise de dívida da região saia de controle, depois de Espanha e França pagarem altos rendimentos nos leilões de seus bônus.

-    Nos EUA, aprofundando as perdas ao longo do pregão, diante de uma repentina queda do S&P abaixo de um nível técnico importante, S&P -1,7%, DJ -1,1% e NASDAQ -2,0%, devido a mais preocupações com a Europa.


Economia:
 

Argumentando principalmente que o governo brasileiro tem demonstrado seu compromisso de atingir as metas fiscais, ontem a agência de classificação de risco Standard and Poor's elevou sua ''nota'' para o Brasil para "BBB", ante "BBB-", ressaltando que o país mostra poucos riscos de calote.

 

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em SET/11, principalmente diante da continuidade da redução da taxa básica de juros, a perspectiva de inadimplência das empresas num horizonte de 6 meses caiu -0,3% na comparação com OUT/11, o que representa o primeiro recuo deste indicador em 11 meses e (2) as vendas de motocicletas no país subiram 9% na primeira quinzena de NOV/11, ante igual intervalo do ano passado.

 

Confirmando que o Copom estava 100% correto quando surpreendeu o ''mercado'' e começou a reduzir a Selic, segundo um indicador divulgado ontem pelo BC a atividade econômica brasileira apresentou retração de -0,32% no terceiro trimestre em relação ao segundo.

 

Mostrando que a crise dos países do ''primeiro mundo'' não está prejudicando o fluxo de investimentos externos para o Brasil, até o final da semana passada o fluxo cambial ao Brasil estava positivo em US$ 69,4bi no ano, mais que o dobro das entradas líquidas registradas em todo o ano de 2010.

 

Expondo mais uma vez a enorme falta de infraestrutura no Brasil, diante de uma safra recorde de laranja neste ano, que deve superar em 27% a safra anterior, as filas de caminhões carregados com laranja têm se tornado comuns nas indústrias de processamento de suco do interior paulista, com esperas que chegam a durar mais de 2 dias.

 

Puxadas por açúcar refinado, soja e café, as exportações das cooperativas atingiram US$ 5,1bi nos 10 primeiros meses deste ano, patamar histórico para o período desde 2005 e que representa um aumento de 34,6% na comparação com o mesmo intervalo em 2010.

 

Levemente acima da média das ''apostas do mercado'' (0,57%), o IPC da segunda quadrissemana de NOV/11 ficou em 0,59%, ante 0,53% no levantamento semanal anterior.

 

-    A Usiminas caiu -2,9%, após a Ternium confirmar que negocia para adquirir uma participação na siderúrgica mineira.


Política:
 
Podendo, caso consiga desatar os nós políticos que esta medida certamente traria, receber ''elogios até da oposição'', Dilma pretende, na reforma ministerial planeja fazer no início de 2012, extinguir com até 17 dos 38 ministérios.
 
Segundo Ciro Gomes, ex-governador, ex-deputado, ex-candidato a presidente da República e atualmente ''apenas'' um importante líder do PSB, é "natural" que em algum momento o seu partido se desgarre do PT no plano nacional, ressaltando que, aos 54 anos de idade, ele está pronto para ser novamente candidato ao Planalto.
 
Temendo um racha no PDT, que por sua vez poderia enfraquecer sua base de apoio no Congresso, Dilma concedeu sobrevida, ao menos até a primeira reforma ministerial de JAN/12, ao ministro do Trabalho, Carlos Lupi.
 
Ontem a Justiça Federal decretou o "imediato bloqueio" de bens do empresário Paulo César Ribeiro, cunhado de SP Alckmin, por suposto envolvimento em cartel para fraudes no fornecimento de merenda escolar e financiamento ilícito de campanha eleitoral no município de Pindamonhangaba, aonde aliás o governador tucano de SP começou sua carreira política.

Crítica:
 
Indicando cada dia mais que o Brasil está cada vez mais ''no centro do mundo'', App Store e a iTunes Store, lojas de aplicativos da gigante de tecnologia Apple, estão sendo gradativamente traduzidas para português.
 
Apoiado na declaração da Chevron de que o vazamento na bacia de Campos é resultado de uma falha natural na superfície do fundo do mar, e não no poço no campo de Frade, a organização ambientalista Greenpeace afirmou ontem a exploração de petróleo no mar ainda é insegura, colocando em dúvida a existência de capacidade técnica para o aproveitamento do pré-sal.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário