R.B. 17/NOV/11 ''Com carinho''


R.B.

"Com carinho"

 

São Paulo, 17 de novembro de 2011 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em alta, ainda com possibilidades de fechar a semana próxima dos 60.000pts, beneficiada por ''bom rumores'' internos como a possibilidade de novos cortes da taxa básica de juros e de retirada da cobrança do IOF das aplicações de investidores estrangeiros em ações.

-    O DÓLAR pode cair, seguindo a ligeira redução das tensões externas e também influenciado pelos ''rumores'' de retirada da cobrança do IOF das aplicações de investidores estrangeiros em ações.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,5%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,8%, porem passou a subir ainda na parte da manhã, embalado principalmente pela trajetória de recuperação de ações de peso, como Petrobras (0,9%) e Vale (0,7%).

-    DÓLAR -0,1% à R$ 1,76, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 1,78, porem passou a cair no inicio da tarde, acompanhando a recuperação do euro e aliviando a pressão do começo do dia após a formação do governo italiano e dados favoráveis sobre a economia dos EUA.

-    Na ÁSIA, ainda prejudicadas pelos temores sobre a crise da dívida da Europa, JAPÃO -0,9%, no nível de encerramento mais baixo das últimas 6 semanas, uma vez que o euro persistentemente fraco manteve os investidores na defensiva e pressionou as ações de exportadoras, como Sony (-3,3%) e Honda (-2,2), CHINA -2,5%, também influenciada pelas preocupações com menores entradas de capital líquido no país e CORÉIA -1,6%, com destaques de queda para as ações de construtoras e do setor químico.

-    Na EUROPA, após uma sessão volátil e sem uma tendência única, INGLATERRA -0,2%, após o anuncio de que o prognóstico para a economia britânica piorou e que a atividade econômica pode ficar estável até o meio do ano que vem, FRANÇA 0,5%, sustentada pelo bom desempenho das ações da Vivendi (5,6%), após a companhia informar sobre resultados melhores que o esperado no terceiro trimestre do ano e ALEMANHA -0,3%, pressionada pelos papéis da Infineon Technologies (-3,0%), após a fabricante de microchips informar que nota uma crescente cautela entre os consumidores e que agora espera uma queda de cerca de -10% em seu lucro no primeiro trimestre fiscal, em comparação com os 3 meses precedentes.

-    Nos EUA, revertendo abruptamente no final do pregão uma trajetória positiva, S&P -1,7%, DJ -1,6% e NASDAQ -1,7%, após a agencia de classificação de risco Fitch alertar sobre o potencial impacto da crise da dívida da zona do euro na economia e no sistema financeiro norte-americano.


Economia:
 

Podendo ajudar, e muito, a Bovespa a recuperar uma parte das perdas acumuladas no ano, o governo avalia, quiçá ''com carinho'', um pedido da BM&FBovespa para retirar a cobrança do IOF das aplicações de investidores estrangeiros em ações, o que também ajudaria as empresas que esperam melhores condições para abrir o seu capital.

 

Mostrando que a autoridade monetária brasileira estava ''mais certa que o mercado'' quando reduziu a Selic em -0,5% nas duas ultimas reuniões do Copom,  Tombini, presidente do BC, sinalizou que os cortes na taxa básica de juros devem continuar ocorrendo e que a inflação irá retornar à meta em 2012.

 

Ontem, enquanto Espanha e Itália pagavam juros cada vez mais altos para rolarem suas dívidas, o Banco do Brasil vendeu US$ 500 milhões em títulos de 5 anos oferecendo aos investidores uma taxa de retorno de 4,0% ao ano, a menor taxa da história paga pelo banco em uma emissão.

 

Mesmo com a crise na Europa e nos EUA, otimismo das famílias brasileiras em relação à realidade socioeconômica do país cresceu de 63,1pts em SET/11 para 64,7pts em OUT/11, influenciado pelo aumento da renda, pela queda da taxa de juros e também pelo baixo patamar dos índices de desemprego.

 

Segundo José Garcia Gasques, coordenador de Planejamento Estratégico do Ministério da Agricultura, o Valor Básico da Produção agrícola brasileira deverá atingir o recorde de R$ 214,2bi no próximo ano, 5% mais do que neste ano, que também terá o maior valor da série histórica até agora, acumulando um crescimento de 11% na comparação com 2010.

 

Com investimentos estimados em R$ 900mi e capacidade para produzir 100 mil veículos por ano, ontem Sérgio Habib, presidente da JAC no Brasil, anunciou a construção de uma fábrica de automóveis no polo automotivo de Camaçari, na Bahia.

 

Beneficiada principalmente pelas suas concessões de crédito no setor imobiliário, que cresceram mais que o dobro da média do mercado, a Caixa Econômica Federal viu seu lucro líquido do terceiro trimestre disparar 72,5% na comparação com o mesmo período de 2010, para R$ 1,3bi.

 

-    A Gafisa desabou -8,5%, após a companhia ter reportado resultados piores que o esperado para o terceiro trimestre e reduzir seus guidances para o ano.


Política:
 
Com cada dia mais aliados achando que ele deve sair, hoje Carlos Lupi, provável futuro ex-ministro do trabalho, fará um depoimento decisivo no Senado a respeito das suspeitas que pesam sobre as relações dele com dirigentes de ONGs conveniadas com sua pasta.
 
Depois de participar de reunião no Palácio do Planalto, o deputado petista Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara, ''avisou'' que o governo quer encerrar a votação da Desvinculação de Receitas da União o mais rápido possível na Câmara para agilizar sua discussão no Senado.
 
Por determinação do petista Marco Maia, presidente da Câmara, foi criada uma comissão especial na Casa para resolver o impasse sobre a instalação do PSD, já que o partido foi criado no meio da legislatura, o que complica a questão dentro das regras da Câmara, que divide espaços e cargos conforme o tamanho do partido na eleição.
 
Acabando com uma ''velha mamata'', a justiça de São Paulo suspendeu o pagamento do chamado auxílio-paletó, que chegava a R$ 20mil por semestre e que era pago aos deputados estaduais que compareciam a, no mínimo, dois terços das sessões.

Crítica:
 
Como dá ibope ser ''ecologicamente antenado'', um seleto grupo de artistas globais gravou um vídeo de protesto contra a construção da usina de Belo Monte, no rio Xingu, que tem um custo estimado em R$ 26bi e que vai alagar duas tribos indígenas.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário