R.B. 25/OUT/11 ''Tirar mais dinheiro dos ricos''


R.B.

"Tirar mais dinheiro dos ricos"

 

São Paulo, 25 de outubro de 2011 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve cair, realizando lucros após a forte valorização do dia anterior, seguindo o mesmo movimento das demais bolsas da Europa, aonde a crise de crédito está longe de ser totalmente debelada, porem deve-se ressaltar que o patamar ainda é interessante para investimentos de longo prazo.

-    O DÓLAR pode subir, acompanhando a provável piora do ''humor'' na Bovespa e também recuperando parte das perdas acumuladas nos 2 últimos pregões, porem deve-se ressaltar que a tendência permanece sendo de queda, principalmente diante da manutenção do fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA 2,9%, já abriu em alta e, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar a sessão no maior patamar dos últimos 30 dias (aos 56.891pts) e com bom volume de negócios (R$ 6,8bi), também beneficiada pela forte valorização das commodities.

-    DÓLAR -1,6% à R$ 1,75, já abriu em queda e, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, também influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-2,2%) e pelo crescimento da possibilidade de se evitar um calote descontrolado da Grécia, coordenando um perdão da dívida total de forma administrada.

-    Na ÁSIA, seguindo o bom desempenho das demais bolsas mundiais, diante da expectativa de que os líderes europeus elaborem um plano abrangente para resolver a crise da dívida da região, JAPÃO 1,9%, com destaques de alta para as exportadoras Toyota (1,3%), Kyocera (2,0%) e TDK (8,3%) e CHINA 2,3%, revertendo 4 pregoes consecutivos de perdas, beneficiada pelo anuncio de fortalecimento da atividade manufatureira do país.

-    Na EUROPA, animadas por notícias de que os líderes da região estavam avançando na tomada de decisões para enfrentar a crise da dívida soberana, INGLATERRA 1,1%, FRANÇA 1,6% e ALEMANHA 1,4%, novamente com destaques de alta para as ações de bancos, como Société Générale (4,1%), Commerzbank (3,2%) e Lloyds (5,3%).

-    Nos EUA, em mais um dia de recuperação de perdas recentes, S&P 1,3%, DJ 0,9% e NASDAQ 2,3%, desta vez beneficiadas pelas expectativas de que uma resolução para a crise da dívida soberana da Europa esteja a caminho e pelas por notícias sobre fusões e aquisições e pelo forte balanço da Caterpillar, cujas ações avançaram 5,0% após a empresa, que é a maior fabricante mundial de equipamentos pesados, reportar um salto de 44% no seu lucro trimestral, junto com uma receita recorde.


Economia:
 
Finalmente compreendendo e concordando com o Copom, que reduziu a Selic nas suas 2 ultimas reuniões acreditando na desaceleração da economia domestica e na queda da inflação, ontem o ''mercado'', pela primeira vez em várias semanas, reduziu suas ''apostas'' para o IPCA de 2011 e de 2012, respectivamente de 6,52% para 6,50% e de 5,61% para 5,60%.
 
Apesar de serem vendidos como sendo mais sofisticados, principalmente por exigem tíquetes de entrada acima de R$ 10 mil e por cobrarem taxas de administração diferenciadas, nos últimos 12 meses, período marcado pelas crises na Europa e nos EUA, estes fundos de investimento mais sofisticados renderam, na média, menos do que aqueles que exigiam aportes menores que R$ 10 mil.
 
Ajudando um dos setores mais lucrativos do Brasil, o governo Dilma, com a ''desculpa'' de estimular novos investimentos, enviará ao Congresso Nacional nos próximos 15 dias uma medida provisória prevendo um pacote de isenção tributária para o setor de telecomunicações, que inclui a redução de IPI, PIS e COFINS até 2016.
 
Reagindo tardiamente às 2 ultimas reduções da Selic, em OUT/11, pela primeira vez após 9 meses de alta, a taxa de juros média do cheque especial apresentou queda, de 9,57% ao mês em SET/11 para 9,55% ao mês em OUT/11.
 
Beneficiada pelo recuo dos preços dos alimentos, o IPC-S apresentou desaceleração e registrou uma alta de 0,31%, taxa menor do que os 0,39% registrados na apuração anterior e a menor alta desde a segunda semana de AGO/11 (0,17%).
 
-    A Hypermarcas subiu 5,2%, após anunciar a venda de suas operações no segmento de limpeza doméstica por R$ 140mi, ressaltando que sua intenção é focar os negócios nas áreas de medicamentos e higiene pessoal.

Política:
 
Dilma pôs seu time político em campo desde ontem para evitar que a crise no Ministério do Esporte e a insatisfação da base aliada com o atraso no pagamento das emendas parlamentares ao Orçamento ameace a votação da Desvinculação das Receitas da União, marcada para amanhã no plenário da Câmara.
 
Se tudo correr como planejado o governo quer votar ainda hoje na Câmara um projeto que teoricamente facilita a investigação e o combate à lavagem de dinheiro, apesar de tirar a possibilidade de o Ministério Público e a polícia terem acesso, sem autorização judicial, a dados mantidos pela Justiça Eleitoral e pelas empresas telefônicas, entre outros, de investigados.
 
Se aproximando da oposição, Dilma convidou FHC para, quase 9 anos depois de deixar a Presidência, jantar hoje ao Palácio da Alvorada com o grupo conhecido como ''os anciãos'', que reúne líderes mundiais em torno de uma agenda de promoção da paz.
 
Seguindo iniciativas semelhantes propostas nos EUA e na Europa neste ano, a taxação de grandes fortunas voltou a ser debatida no Brasil, inicialmente pela CUT, que propôs a criação de um novo imposto para ''tirar mais dinheiro dos ricos'' para financiar o sistema de saúde pública do país.

Crítica:
 
Em defesa de seus interesses de também de sua soberania, o Brasil decidiu não comparecer a uma reunião convocada pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos, que é vinculada à Organização dos Estados Americanos, para defender a construção da hidrelétrica de Belo Monte e refutar as acusações de que a usina causará danos irreparáveis na região.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário