R.B. 17/OUT/11 ''Sério gargalo''


R.B.

"Sério gargalo"

 

São Paulo, 17 de outubro de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve voltar a subir, com bom volume de negócios devido ao vencimento de opções e acompanhando o ''humor positivo'' das demais bolsas mundiais para ampliar a boa valorização acumulada na semana passada (7,4%).

-    O DÓLAR pode voltar a cair, acompanhando o enfraquecimento da divisa norte-americana frente as demais moedas, que ocorre na medida em que os agentes financeiros reduzem sua aversão a risco, projetando um cenário mais favorável para a crise européia.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA 0,8%, já abriu em alta e manteve a trajetória ascendente ao longo de ''quase'' todo pregão, para fechar em território positivo pela quarta sessão consecutiva, beneficiada (1) por bons resultados corporativos divulgados nos EUA, (2) pela valorização das commodities e (3) pela nova melhora do ''humor'' na Europa.

-    DÓLAR -1,1% à R$ 1,73, já abriu em queda e, completando uma rara sequência de 8 sessões consecutivas de baixa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

-    Na ÁSIA, realizando lucros recentes, JAPÃO -0,8%, CORÉIA -0,5% e CHINA -0,3%, prejudicadas pela manutenção dos ''temores'' com a crise da dívida européia, a inflação na China e as ações de empresas ligadas a matérias-primas e do setor automobilístico.

-    Na EUROPA, encerando a terceira semana consecutiva de alta, INGLATERRA 1,2%, FRANÇA 1,0% e ALEMANHA 0,9%, impulsionadas por bons resultados corporativos, principalmente no setor de tecnologia, como a SAP (2,1%).

-    Nos EUA, registrando a primeira sequência de 2 semanas seguidas de alta desde o início de JUL/11, o que recolocou os índices em território positivo no ano, S&P 1,7%, DJ 1,4% e NASDAQ 1,8%, impulsionadas pelos fortes resultados do Google e pela manutenção do otimismo de investidores quanto a uma solução para a crise da dívida na zona do euro.


Economia:
 

Ciente do papel cada dia mais importante do Brasil no cenário internacional, Dilma ''avisou'' que o País poderá aumentar sua participação no FMI, ressaltando que jamais aceitará que o referido fundo imponha a países em crise critérios que foram impostos ao Brasil quando precisou recorrer a recursos do fundo.

 

Esta semana tem reunião do Copom, que anuncia na quarta-feira a nova taxa básica de juros do país e, mesmo com as ''apostas'' de que a Selic cairá de 12% ao ano para 11,5%, preocupados com o agravamento da crise mundial, trabalhadores, empresários e economistas decidiram se unir para pressionar o Comitê de Política Monetária a manter a queda da taxa de juros.

 

Para reduzir um ''sério gargalo'' que prejudica o crescimento das exportações brasileiras, uma comitiva do porto de Santos foi para Xangai, na China, com o objetivo de atrair investidores e investimentos chineses para os portos brasileiros.

 

''Apostando alto no Brasil'', a companhia aérea Avianca anunciou que vai investir US$ 1,5bi até 2016 para ampliar suas operações e atender à crescente demanda do mercado domestico brasileiro.

 

-    A Marfrig subiu 2,1%, após a empresa ter anunciado uma série de mudanças organizacionais com o objetivo de otimizar suas operações.


Política:
 
Acusado, sem nenhuma prova, Orlando Silva, o ministro do Esporte que ocupa a vaga do PC do B no governo Dilma, antecipou sua volta do México ao Brasil após ser convocado pelo Palácio do Planalto a dar explicações sobre as denuncias de corrupção na sua pasta, que chefia desde 2006.
 
Apesar da ''choradeira'' dos prefeitos que marcham todos os anos em Brasília reclamando da falta de recursos para Saúde e Educação, as câmaras municipais do país podem receber ano que vem um contingente adicional de 7.710 vereadores em relação ao total eleito há 4 anos.
 
Ampliando seu leque de alianças, Alckmin, o governador de SP, afirmou que o PSDB está disposto a unir esforços e aberto a alianças nas eleições de 2012, inclusive com o PSD, do prefeito Kassab.
 
O  Conselho de Ética da Assembléia Legislativa de SP completou cerca de 15 dias desde que abriu apuração da denúncia do deputado Roque Barbiere, do PTB, de venda de emendas na Casa dando mostras de que caminha para enterrar o caso.

Crítica:
 
Sem se preocupar com os benefícios à saúde e ao bem estar da população brasileira, o Conselho Monetário Nacional cortou pela metade uma linha de financiamento do BNDES destinada à pesquisa e produção de carros híbridos, que são aqueles movidos à energia elétrica e uma outra fonte, como gasolina.
 
Dando um importante passo em direção da PAZ, representantes de alto nível da Coréia do Norte e dos EUA se reunirão na próxima semana em Genebra para desbloquear as conversas para o desarmamento nuclear norte-coreano.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário