R.B. 10/OUT/11 ''sustentável e amplo''


R.B.

"sustentável e amplo"

 

São Paulo, 10 de outubro de 2011 (-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, com ''boas chances'' de recuperar no pregão de hoje as perdas acumuladas na semana passada (-2,1%), beneficiada pela valorização das commodities e pelas ''promessas'' de França e Alemanha de apresentarem um novo pacote ''sustentável e amplo'' para estabilizar a zona do euro até o fim deste mês.

-    O DÓLAR deve seguir em queda, para fechar em território negativo pelo quinto pregão consecutivo, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e também o fluxo positivo de recursos externos.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -2,0%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,1%, beneficiada por notícias positivas do mercado de trabalho dos EUA, porem passou a cair no início da tarde, diante de perspectivas negativas em relação à zona do euro depois que as ''notas'' da Itália e da Espanha foram rebaixadas.

-    DÓLAR -0,8% à R$ 1,77, já abriu em queda e, mesmo com a piora do ''humor'' na Bovespa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no menor patamar das 3 ultimas semanas, diante da manutenção do fluxo positivo de recursos externos.

-    Na ÁSIA, com os investidores encorajados pelas novas medidas anunciadas por BCs da Europa para evitar uma crise de crédito, JAPÃO 1,0%, com destaque de alta para o Softbank (6,5%), diante da expectativa de que seus preços mensais de assinatura mais baixos ajudem a empresa a superar a concorrente KDDI na venda do iPhone 4S, CHINA não houve negociações por ser feriado e CORÉIA 2,9%, com destaques de alta para Shinhan Financial Group (5,4%) e Korea Exchange Bank (6,5%).

-    Na EUROPA, sem serem afetadas pelo rebaixamento das ''notas'' da Espanha e da Itália, que só ocorreram após o fechamento dos pregões, INGLATERRA 0,2%, FRANÇA 0,6% e ALEMANHA 0,5%, ''animadas'' com a divulgação de dados positivos sobre o mercado de trabalho nos EUA, que ficaram acima da previsão dos especialistas.

-    Nos EUA, mais uma vez revertendo uma abertura positiva, S&P -0,8%, DJ -0,2% e NASDAQ -1,1%, desta vez afetadas negativamente pelo rebaixamento das ''notas'' da Itália e da Espanha pela agencia Fitch.


Economia:
 
Após uma reunião de emergência corrida neste final de semana, os presidentes da França e da Alemanha ''garantiram'' que apresentarão propostas para um novo pacote ''sustentável e amplo'' para estabilizar a zona do euro até o fim deste mês, que incluirá (1) a recapitalização de bancos europeus, (2) a aceleração da coordenação econômica na zona do euro e (3) a resolução dos problemas da dívida da Grécia.
 
Com o objetivo de influenciar nas expectativas do ''mercado'', Tombini, presidente do BC, ''garantiu'' que a inflação vai cair em OUT/11 e que "de jeito nenhum" o IPCA, índice oficial da meta de inflação, ficará acima da taxa registrada em SET/11, quando atingiu o pico do ano ao bater em 7,31% no acumulado de 12 meses.
 
Mesmo com a recente queda da Selic, os bancos brasileiros, com a ''desculpa esfarrapada'' de que a inadimplência está crescendo, estão aumentando cada dia mais o spread bancário, que é a diferença entre as taxas que as instituições financeiras pagam para captar recursos e as que cobram do cliente final e que está no nível mais alto em 2 anos (27,8% ao ano).
 
Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em SET/11 as vendas de cimento no mercado brasileiro foram 7,72% maiores que em SET/10 e (2) na ultima sexta-feira, dia 7/OUT/11, a soma dos tributos pagos pelos brasileiros em 2011 chegou à marca de R$ 1,1tri, marca que foi alcançada no ano passado somente 39 dias depois.

Política:
 
Com muito menos paciência do que Lula, Dilma tem se incomodado muito com a as greves e paralisações que ocorrem no Brasil, principalmente nos setores públicos, já que teme que as greves provoquem um fenômeno perigoso para a economia, que são os reajustes automáticos de salários que pressionam a inflação futura.
 
Acreditando que Meirelles ocupa o mesmo ''campo político'' que Guilherme Afif, os petistas de SP não ficaram preocupados com a filiação do ex-presidente do BC ao PSD de Kassab para disputar a prefeitura da maior cidade do Brasil no ano que vem.
 
Com a volta da Presidenta Dilma ao País, governo e Congresso retomam nesta semana a articulação do projeto que cria a Comissão da Verdade, já aprovado na Câmara e agora em início de tramitação no Senado.
 
Diante da pressão de companheiros tucanos para que assuma logo sua pré-candidatura a presidente em 2014, o senador Aécio Neves afirmou que já está pronto e que se esta for a vontade do partido disputa, e ganha, de qualquer candidato do PT, seja Lula ou Dilma.
Crítica:
 
Poupando suas poucas vidas humanas, já que a organização terrorista tem cada dia menos seguidores suicidas, os talebans agora utilizaram ''burro bombas'' carregados de explosivos para atacar as forças de segurança afegãs, porem no primeiro ataque só morreu o burro.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário