R.B. 2/AGO/11 "Prazer no cargo''


R.B.

"Prazer no cargo"

 

São Paulo, 2 de agosto de 2011 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação e respeitando o ''suporte'' dos 58.000pts, ''aliviada'' com a aprovação do aumento do limite do ''cheque especial'' dos EUA e beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos por parte de empresas brasileiras.

-    O DÓLAR pode cair, retornando sua ''trajetória natural'' após a elevação de ontem, ainda diante do ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,5%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,1%, porem, mais uma vez acompanhando a piora do ''humor'' na Bolsa de NY, passou a cair ainda na parte da manha, diante da divulgação de que em JUL/11 a economia norte-americana apresentou seu menor nível de atividade industrial desde meados de 2009.

-    DÓLAR 0,6% à R$ 1,56, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,54, porem, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa, passou a subir ainda na parte da manhã, também pressionado pelos 2 leilões de compra do BC.

-    Na ÁSIA, ''animadas'' pelo anuncio de que a Obama conseguiu um acordo para elevar o limite do ''cheque especial'' dos EUA, JAPÃO 1,3%, com destaques de alta para ações dos bancos que mantêm grandes volumes de títulos do tesouro dos EUA, como Mitsubishi UFJ Financial Group (4,1%) e Sumitomo Mitsui Financial Group (2,9%), CHINA 0,1%, mesmo com a divulgação de indicadores macroeconômicos mostrando sinais de vulnerabilidade da economia local e CORÉIA 1,8%, com destaques de alta para as exportadoras de tecnologia, como Samsung Electronics (3,1%) e Hynix (5,4%).

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, INGLATERRA –0,7%, FRANÇA –2,3% e ALEMANHA –2,5%, novamente com destaques de queda para ações de bancos, como UBI Banca (-7,9%), Deutsche Bank (-3,9%), Commerzbank (-5,2%), BNP Paribas (-3,9%) e Société Générale (-4,1%), diante do anuncio do Citigroup de que os bancos italianos devem permanecer sob pressão até que as condições macroeconômicas e soberanas se normalizem  e do rebaixamento da ''nota'' do Banca Popolare di Vicenza pela fitch.

-    Nos EUA, também revertendo uma abertura positiva, S&P -0,4%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,4%, após a divulgação de que o índice de atividade industrial do Instituto para Gestão de Oferta cedeu para 50,9pts em JUL/11, nível inferior à previsão dos economistas de 54,6pts, o que acentuou as preocupações com a recuperação da economia local e global.


Economia:
 

Com o apoio e a participação dos empresários, hoje Dilma lançará um pacote de incentivos para a indústria nacional, cujos principais objetivos são melhorar a competitividade e compensar perdas dos exportadores com o dólar baixo, provavelmente através de uma série de medidas que visam (1) reduzir os custos sistêmicos como problemas de logísticas, (2) abaixar o custo de capital, (3) melhorar a questão da educação e da conseqüente falta de mão-de-obra qualificada, (4) reduzir a valorização do câmbio, (5) estimular a inovação e (6) adotar medidas de defesa comercial contra a invasão chinesa.

 

Apesar de prever um cenário internacional cada vez mais complexo, não apenas pela deterioração da economia norte-americana, mas também pelas crises na zona do euro e os riscos de inflação em países em desenvolvimento, Tombini, presidente do BC, ''comemorou'' o fato de o ''mercado'' já ter uma expectativa de inflação média mensal de 0,35% para o período junho-dezembro de 2011, valor que está abaixo do centro da meta, que é 0,37%.

 

Ainda ''forçando'' o Copom a seguir elevando a taxa básica de juros nas suas próximas reuniões, o que aliás pode não ocorrer segundo a ultima ata, o ''mercado'' manteve em 6,31% suas ''apostas'' para o IPCA de 2011 e elevou, de 5,28% para 5,39%, suas ''apostas'' para o mesmo indicador em 2012.

 

Aumentando a segurança da economia brasileira, com o BC comprando dólar ''a torta e a direita'', em JUL/11 as reservas internacionais do Brasil tiveram um aumento de US$ 10,4bi, atingindo o patamar recorde histórico de US$ 346bi, valor quase 70% maior que o verificado em SET/08, quando o BC teve de usar parte desses recursos para segurar a alta do dólar na época, e que coloca o Brasil entre as 6 economias com as maiores reservas internacionais.

 

''Apostando'' no Brasil, aonde aliás as vendas de veículo bateram mais um recorde histórico em JUL/11, a montadora chinesa JAC Motors anunciou ontem que até 2014 investirá US$ 600mi para construir de uma fábrica no país, aonde terá a capacidade de produção de 100 mil unidades por ano e empregará 3.500 trabalhadores diretos.

 

Acreditando que o Brasil é um lugar seguro para se investir, a Kirin, tradicional fabricante japonesa de cerveja e refrigerantes, comprou 50,45% da Schincariol, segunda maior cervejaria do Brasil, por R$ 3,95bi, dos sócios Adriano Schincariol, presidente da companhia brasileira, e seu irmão Alexandre Schincariol.

 

Mesmo com uma queda de 29,2% na comparação com JUN/11, em JUL/11 a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 3,1bi, patamar 133% acima do registrado no mesmo mês de 2010, e com isto acumula um saldo positivo de US$ 16,1bi nos 7 primeiros meses de 2011, patamar 74,4% maior que o verificado no mesmo período de 2010.


Política:
 
De volta ao ''batente'' após o recesso de JUL/11, o petista Marco Maia, presidente da Câmara dos Deputados, afirmou que o semestre será de "muitas emoções" no Congresso, tanto por causa dos debates políticos e embates entre base e oposição, quanto por propostas polêmicas a serem votadas.
 
Os lideres do PT concordaram, ao menos em uma parte, com a oposição, que quer convocar 5 ministros no Senado para prestarem depoimentos sobre as diversas denúncias de corrupção no governo federal, porem ressalvaram que deve haver convite, e não convocação.
 
Após ser elogiado por Serra e por Lula, Nelson Jobim,  ministro da Defesa, afirmou que não está demissionário, que deseja permanecer no governo e que tem "prazer no cargo'', inclusive rasgando elogios à presidenta Dilma, que segundo ele tem uma grande visão de Estado e de futuro.

Crítica:
 
Como sabem que no Brasil quem mais tem direito é bandido, os ''nobres deputados'' que inicialmente foram barrados pela Lei da Ficha Limpa, mas que tomaram posse na Câmara por liminares judiciais, querem agora recuperar os salários retroativos.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário