R.B. 12/AGO/11 ''Está cada dia mais perigoso namorar nos EUA''


R.B.

"Está cada dia mais perigoso namorar nos EUA"

 

São Paulo, 12 de agosto de 2011 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, ainda em um movimento de recuperação das perdas acumuladas no mês (-9,3%) e no ano (-23,0%), impulsionada pela valorização das commodities e pelos sinais positivos da economia brasileira.

-    O DÓLAR pode seguir em queda, seguindo a provável manutenção da melhora do ''humor'' na Bovespa e o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

 

ONTEM

-    BOVESPA 3,8%, já abriu em alta e, beneficiada por dados positivos sobre o mercado de trabalho nos EUA e pela redução dos ''temores'' com a ''nota'' da França, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar em território positivo pelo terceiro pregão consecutivo.

-    DÓLAR -0,1% à R$ 1,62, abriu em alta e, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, com máxima de R$ 1,64 e mínima de R$ 1,61, passou a cair no final da sessão, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa, para fechar em território negativo pelo segundo dia consecutivo, mesmo com a manutenção dos leilões de compra do BC.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,6%, com destaques de queda para as ações das seguradoras, diante das preocupações renovadas sobre os problemas da dívida européia, CHINA 1,3%, estimuladas pelas notícias de que o Fundo Nacional de Seguridade Social comprou US$ 1,56bi em ações, desde terça-feira, para dar suporte ao mercado, e CORÉIA 0,6%, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, já que chegou a cair -4,0% na abertura, sustentada por compras de investidores de varejo.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, INGLATERRA 3,1%, FRANÇA 2,9% e ALEMANHA 3,3%, puxadas pelo avanço nos papéis de bancos, como Société Générale (3,7%), Unicredit (3,4%), UBS (10,1%), Barclays (8,6%) e Zurich Financial (10,5%), em meio a receios sobre a possibilidade de os governos europeus restringirem as vendas a descoberto para conter o declínio das bolsas.

-    Nos EUA, recuperando mais um pouco das fortes perdas recentes, S&P 4,6%, DJ 3,9% e NASDAQ 4,7%, impulsionadas dessa vez pela queda dos pedidos de seguro-desemprego no país, que chegaram ao nível mais baixo em 4 meses, e com destaques de alta para ações de empresas do setor financeiro, como Morgan Stanley (10,7%), MasterCard (7,8%), Goldman Sachs (7,0%), Visa (6,6%), Citigroup (6,3%), Wells Fargo (6,2%) e American Express (5,3%).


Economia:
 
Ressaltando que o crescimento da classe média criou um "mercado interno robusto", que a inflação está se reduzindo, que a posição fiscal continua favorável e que são cada dia menores os riscos de a economia brasileira sofrer impactos negativos do cenário externo, ontem a agência de classificação de risco japonesa R&I elevou sua ''nota'' para o Brasil.
 
A oposição diz que o sucesso, econômico e político, do governo Lula se deve simplesmente à sorte, já que o petista teria pego 8 anos de bonança na economia mundial, porem agora a também petista Dilma inicia seu governo enfrentando uma enorme crise mundial, o que pode ser a sorte dela, já que com a menor demanda externa a pressão inflacionária no Brasil vai cair o que, aliado à redução dos gastos públicos, pode ajudar o BC a iniciar um ciclo de redução das taxas de juros já em 2012, aumentando a atratividade dos investimentos no setor produtivo da economia brasileira.
 
Ao inaugurar o terminal multiuso do Porto de Pecém, no Ceará, a presidenta Dilma afirmou que o governo continuará fazendo investimentos para que o Brasil se torne exportador de produtos com valor agregado, ressaltando que é inadmissível que o país se torne apenas um exportador de óleo bruto.
 
Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em JUN/11 o comércio varejista apresentou crescimento de 7,1% na comparação com JUN/10, (2) na quarta-feira passada as reservas internacionais brasileiras superaram pela primeira vez na história a marca de US$ 350bi, valor quase 70% maior que aos US$ 206,486 bilhões registrados no final de SET/08, mês em que a crise global se agravou e (3) segundo Renato Meirelles, do Instituto Data Popular, a classe C é mais otimista em tudo, consome mais e será um dos principais instrumentos para o Brasil lidar com o agravamento do cenário econômico mundial.
 
Sem se preocupar com o custo que isto trará para a já ''inchada'' máquina publica, ontem os ''nobres'' ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram que os candidatos aprovados em concursos públicos têm direito a assumir os cargos dentro das vagas oferecidas no edital do concurso.
 
-    A Tam subiu 7,7%, beneficiada pela noticia de que a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda deu parecer pela aprovação sem restrições da sua fusão com a chilena Lan.
-    A Brasil Foods subiu 2,7%, após anunciar que seu lucro líquido no primeiro semestre deste ano foi 279% superior ao mesmo período do ano anterior e que vai construir uma fábrica de processados nos Emirados Árabes Unidos.
-    A AmBev subiu 2,2%, após anunciar que seu lucro no segundo trimestre foi 21,3% maior que no mesmo período de 2010, apesar de uma base de comparação forte com o período da Copa do Mundo do ano passado.

Política:
 
Contrariados e irritados com a demora na liberação das emendas de parlamentares e com o tratamento dispensado pela presidenta Dilma ao Legislativo, os aliados do governo mantiveram ontem a paralisação dos trabalhos da Câmara e, numa ação orquestrada pelo PR, PMDB, PTB, PP e PSC, impediram a votação de projetos rotineiros e sem polêmica.
 
Ontem a oposição, composta por DEM, PPS e PSDB, decidiu aproveitar o clima de insatisfação crescente na base governista para começar a coletar assinaturas para a criação de uma CPI Mista para apurar todas as denúncias de corrupção que surgiram nestes primeiros oito meses do governo Dilma.
 
Embora José Eduardo Cardozo tenha dito e repetido aos caciques peemedebistas que foi pego de surpresa pela Operação Voucher, há, entre os ressabiados governistas, quem descreva relatos segundo os quais o ministro da Justiça dispunha, pelo menos desde a véspera, de informações detalhadas sobre o "pega geral" promovido pela PF no Ministério do Turismo.

Crítica:
 
Mostrando que ''está cada dia mais perigoso namorar nos EUA'', a brasileira Adriana Ferreyr, que tem 28 anos e é uma ''ex-namorada'' do empresário George Soros, que aliás tem 80 anos, entrou com processo em NY no qual pede US$ 50 milhões do multimilionário, acusando-o de agressão e de ter presenteado outra mulher com um apartamento em Manhattan.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário