R.B. 15/AGO/11 ''Apostando na vocação''


R.B.

"Apostando na vocação"

 

São Paulo, 15 de agosto de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, para fechar em território positivo pelo quinto pregão consecutivo, ainda em um movimento de recuperação de perdas recentes e ''otimista'' com a reunião em Paris entre o presidente francês Nicolás Sarkozy e a chanceler alemã Angela Merkel.

-    O DÓLAR pode cair, com o objetivo de devolver nesta semana a alta acumulada na semana passada (1,5%), voltando a ficar influenciado pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA 0,2%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar -1,1%, porem, novamente com bom volume de negócios (R$ 6,9bi) e alguma volatilidade, passou a subir ainda na parte da manhã, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, para fechar em território positivo pelo quarto pregão consecutivo e terminar a semana com uma valorização de 1,0%.

-    DÓLAR -0,7% à R$ 1,61, já abriu em queda e, mesmo com os leilões de compra do BC, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo o movimento da moeda norte-americana nos demais mercados e o fluxo positivo de recursos externos.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,2%, diante das renovadas preocupações com a recente turbulência do mercado e seu impacto sobre os balanços das empresas, CHINA 0,5%, em alta pelo terceiro pregão seguido, beneficiada pela divulgação de dados positivos da economia norte-americana e CORÉIA -1,3%, na pior pontuação em 11 meses, pressionada por vendas de instituições locais e de investidores estrangeiros.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, INGLATERRA 3,0%, FRANÇA 4,0% e ALEMANHA 2,4%, beneficiadas pela divulgação de números positivos da economia norte-americana e pela decisão  de alguns países da região introduzirem medidas para restringir as práticas de venda a descoberto.

-    Nos EUA, com menor volume de negócios e menos volatilidade do que nos 4 últimos pregões, S&P 0,5%, DJ 1,1% e NASDAQ 0,6%, beneficiadas pela divulgação de dados positivos sobre as vendas no varejo norte-americano em JUL/11.


Economia:
 
Se mostrando cauteloso no controle da inflação, o governo Dilma ''avisou'' que irá esperar os dados de inflação do mês de AGO/11 e do PIB do segundo trimestre, que serão divulgados em SET/11, antes de decidir sobre eventuais cortes na taxa básica de juros.
 
Colocando 99% de suas fichas no Brasil, Peter Loescher, o presidente mundial da Siemens, afirmou que o ritmo de crescimento da Europa e dos EUA voltará a se desacelerar e ''avisou'' que a ''aposta'' da sua empresa para os próximos anos estará nas grandes nações emergentes, ressaltando que neste cenário o Brasil surge como protagonista.
 
Ajudando a reduzir o ritmo de crescimento da economia e assim atenuar as pressões inflacionárias, no primeiro semestre deste ano o BNDES desembolsou R$ 55,8bi, o que representa uma queda de -6% em relação ao mesmo período do ano passado.
 
Como furto do bom momento da economia brasileira, do aquecimento do mercado imobiliário e do aumento da frota de carros, em JUN/11 os preços médios dos estacionamentos na capital paulista já acumulavam um aumento de 20,6% sobre o mesmo mês de 2010.
 
Diante das recentes elevações da cotação do ouro, tem ocorrido no Brasil uma corrida das mineradoras em busca do metal, já que o número de requerimentos de pesquisa, que é a etapa inicial da exploração do metal, já é recorde em 2011, com 892 solicitações desse tipo apenas no primeiro semestre de 2011.
 
Conforme já se esperava, diante da disparada do preço, do aumento dos juros e da redução do crédito, no primeiro semestre deste ano as vendas de imóveis pelas principais construtoras do país apresentaram as seguintes quedas percentuais na comparação com o mesmo período de 2010 (1) Rossi -26%, (2) Gafisa -22,1%, (3) Cyrela -10,6% e MRV -0,6%.
 
''Apostando na vocação'' do Brasil, o governo de Moçambique está oferecendo uma área de 6 milhões de hectares, que é equivalente a 3 Sergipes, para que agricultores brasileiros plantem soja, algodão e milho no norte do país.

Política:
 
Mesmo com inúmeras denuncias de irregularidades na obtenção das assinaturas necessárias para sua criação, no sábado passado PSD sua primeira convenção oficial que escolheu seu diretório nacional e que, conforme já esperado, elegeu Kassab como o primeiro presidente da legenda.
 
Segundo escutas telefônicas da PF, a organização acusada de desviar verbas de convênios do Ministério do Turismo no Amapá, alvo da Operação Voucher, estendia seus tentáculos para outros órgãos públicos espalhados pelo país.
 
-    Principal alvo da faxina promovida pela presidente Dilma no Ministério dos Transportes, o PR ameaça agora sair da conflagrada base de apoio do governo no Congresso.
-    Com FHC como seu ''guru'', um grupo de hackers invadiu a página de uma prefeitura de Santa Catarina na internet e substituiu o seu conteúdo por mensagens em defesa da legalização da maconha.
-    Depois do giro pelo Nordeste, Dilma lançará na quinta, em SP, uma versão do Brasil sem Miséria para a região Sudoeste.

Crítica:
 
Como não conseguia mais esconder sua sujeira embaixo do tapete, a Shell reconheceu que uma ruptura em um oleoduto no Mar do Norte continua vazando petróleo e que o problema estava liberando petróleo bruto no mar dois dias antes de a companhia anunciar a situação.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário