R.B. 14/JUL/11 ''Amargo e letal''


R.B.

"Amargo e letal"

 

São Paulo, 14 de julho de 2011 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode cair, devolvendo uma parte dos ganhos acumulados no pregão anterior, seguindo a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, diante da decisão da agencia de classificação de risco Moody's de colocar em revisão para potencial rebaixamento sua ''nota'' para os EUA.

-    O DÓLAR deve seguir em queda, mantendo sua ''trajetória natural'', ainda influenciado pelas ''apostas'' de que o Copom seguirá elevando a Selic, o que tornará ainda mais atraente a taxa real de juros da economia brasileira (atualmente em cerca de 6,8%).

 

ONTEM

-    BOVESPA 1,6%, já abriu em alta e, em um movimento de ''caça de barganhas'' após 6 pregões consecutivos de queda e após acumular uma baixa de 14,1% no ano, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para retomar o patamar dos 60.000pts (aos 60.699pts), com os investidores ''apostando'' no bom desempenho da economia brasileira e ''aliviados'' por notícias positivas das economias norte-americana e chinesa.

-    DÓLAR -0,4% à R$ 1,57, já abriu em queda e, mesmo com a intervenção do BC, que ofereceu contratos de "swap" cambial no montante de US$ 563mi, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa.

-    Na ÁSIA, beneficiadas pela divulgação de indicadores que confirmam o sólido crescimento da China, JAPÃO 0,4%, com os investidores encorajados pela compra, por parte do BC local, de 22,1 bilhões de ienes em fundos de índice como parte de seu programa de compra de ativos para apoiar a economia, CHINA 1,5%, com destaques de alta para as ações de bancos, após o Shenzhen Development Bank (3,2%) anunciar que seu lucro do primeiro semestre deve aumentar de 50% a 60% em relação ao do mesmo período do ano passado e CORÉIA 0,9%, impulsionada pelas ações de montadoras, químicas e varejistas.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, para seguir a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, INGLATERRA 0,6%, FRANÇA 0,5% e ALEMANHA 1,3%, com destaques de alta para ações de empresas do setor automotivo, como BMW (4,4%), Daimler (2,9%) e Volkswagen (1,6%).

-    Nos EUA, tentando iniciar um movimento de recuperação, S&P 0,3%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,5%, após Bernanke, presidente do Fed (''BC'' local) ter afirmado que há possibilidade da autoridade monetária norte-americana adotar mais medidas de afrouxamento monetário se houver deterioração nas condições da economia do país.


Economia:
 

Mostrando que a o ''remédio'' dos juros está ficando cada vez mais ''amargo e letal'' para a economia brasileira, segundo dados do BC, em MAI/11 o PIB brasileiro registrou expansão de 0,17% na comparação com abril, o que representa o menor crescimento mensal do ano.

 

Confirmando que continua a ''farra dos juros'' no Brasil, segundo dados do BC na primeira semana de JUL/11 a entrada de dólares no país superou a saída em US$ 1,5bi, elevando o saldo positivo acumulado do ano para US$ 41,4bi, patamar 70% maior que o verificado em todo o ano de 2010.

 

Ontem, no mesmo dia em que a cotação do ouro bateu mais um recorde histórico em NY, foi divulgado que, diante da instabilidade financeira e da expansão da renda da população mundial, especialmente da classe média, ocorre no mundo uma nova corrida ao ouro, principalmente por governos e bancos internacionais, e o Brasil produziu, apenas em 2010, 61 toneladas do produto e exportou 46 toneladas, o que representa 75% do total, gerando com as exportações uma receita recorde de US$ 1,79bi, patamar este que deve ser superado este ano, diante de projeções de que o país exportará US$ 2bi desta commoditie em 2011.

 

Indicando uma mudança nos hábitos de compra, entre os paulistas que já fizeram pelo menos uma compra na internet, 88,3% pretendem consumir bens duráveis no universo virtual no terceiro trimestre do ano, índice é superior aos 87% do mesmo período de 2010, movimento que está na contramão do varejo como um todo, já que a intenção de compras caiu de 75,6% para 72,4%, na mesma base de comparação.

 

Revelando uma substancial queda na demanda, causada provavelmente pela disparada dos preços e pela elevação da taxa de juros, nos 5 primeiros meses de 2011 as vendas de imóveis novos residenciais na capital paulista registraram queda de -34,3% ante igual período em 2010.

 

Mesmo com a queda do dólar, que torna o Brasil mais caro para ''os gringos'', a Embratur elevou, de US$ 6,3bi para US$ 6,7bi, sua projeção para os gastos dos turistas estrangeiros no Brasil, já que apenas nos 5 primeiros meses deste ano os gastos dos estrangeiros chegaram a US$ 2,9bi, valor é 14,33% maior que o apurado no mesmo período de 2010.

 

Com o Brasil literalmente ''colhendo os bons frutos de sua vocação'', no primeiro semestre deste ano o agronegócio brasileiro registrou saldo positivo de US$ 34,7bi, valor 20,5% maior do que o registrado no mesmo período de 2010, com destaques para as exportações de soja, carnes, complexo sucroalcooleiro e café, principalmente para Ásia, que é o destino de 30,1% dos produtos agrícolas brasileiros exportados.

 

-    A Brasil Foods subiu 9,76%, após o Cade aprovar, mesmo com algumas restrições, a fusão entre Sadia e Perdigão deu origem à empresa.


Política:
 
Colocando ''mais uma pizza no forno do Congresso Nacional'', o ''nobre'' deputado Vilson Covatti, do PP do RS, protocolou na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara um requerimento que propõe o arquivamento do processo contra a deputada Jaqueline Roriz, flagrada em um vídeo recebendo propina.
 
Aos poucos, como um ''bom mineiro'', ocupando o lugar de principal representante da oposição, ontem Aécio, senador tucano por MG, afirmou, diretamente da tribuna da Casa, que o "país quase nada avançou" nos 6 primeiros meses de Dilma, ressaltando inclusive que ocorreram retrocessos em áreas importantes, que o governo está desarticulado e que o Brasil está "institucionalizando o improviso".
 
Como o Congresso Nacional continua ''se lixando'' para a opinião publica, ontem 3 deputados barrados pela Lei da Ficha Limpa e liberados pelo Supremo Tribunal Federal, que adiou a validade da lei para 2012, foram empossados pela Câmara, 7 meses depois da diplomação dos demais parlamentares.
 
Confirmando a enorme injustiça da regra que define o substituto de um senador, os suplentes já são 15 dos 81 senadores da Republica, o que representa 20% do total.

Crítica:
 
Como ''a vingança é um prato que se come frio'', ontem, após o BNDES avisar que não vai mais colocar dinheiro manobra para Abílio Diniz continuar mandando no Pão de Açúcar, o grupo francês Casino ''avisou'' que quer comprar a parte do empresário brasileiro na referida na empresa.
PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário