R.B. 12/JUL/11 ''Relação VIP''


R.B.

"Relação VIP"

 

São Paulo, 12 de julho de 2011 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, para fechar em território negativo pelo sexto pregão consecutivo, acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que, após a bolsa brasileira recuar -13,0% no ano, o patamar é muito interessante para investimentos de médio e longo prazos.

-    O DÓLAR deve subir, acompanhando o provável ''humor negativo'' na Bovespa, porem deve-se ressaltar que ''trajetória natural'' da moeda norte-americana continua sendo de queda, já que as expectativas de mais elevações da Selic tornarão ainda mais atraente a taxa real de juros da economia brasileira (atualmente em 6,8%).

 

ONTEM

-    BOVESPA –2,1%, já abriu em queda e, seguindo as perdas das demais bolsas mundiais e o recuo das commodities, manteve a trajetória negativa ao longo de todo pregão, para fechar no menor patamar dos últimos 13 meses, ''temendo'' novo aumentos da Selic e a crise na Europa e nos EUA.

-    DÓLAR 0,9% à R$ 1,58, já abriu em alta e, seguindo a nova onda de desconfiança global em relação à crise européia e norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também pressionado pela divulgação de novas medidas econômicas conter a especulação com o câmbio.

-    Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY na sexta-feira, JAPÃO -0,7%, com destaques de queda para as exportadoras, como Fanuc (-1,1%) e Nikon (-1,4%), diante da valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 0,7%, diante da ''esperança'' de que a política monetária não passe por um novo arrocho no curto prazo, apesar dos dados divulgados no sábado mostrarem que a inflação acelerou em JUN/11 para uma máxima de 3 anos e CORÉIA –1,1%, também com destaques de queda para as exportadoras, como Samsung (-2,3%), Hyundai (-3,4%) e Posco (-1,1%).

-    Na EUROPA, em mais um dia de ''humor negativo'', INGLATERRA –1,0%, FRANÇA –2,7% e ALEMANHA 2,3%, com destaques de queda para ações de bancos e seguradoras, como BNP Paribas (-6,8%), Commerzbank (-8,6%), Dexia (-8,1%) e UniCredit (-6,3%), em meio a receios com um potencial alastramento da crise da dívida soberana européia para a Itália.

-    Nos EUA, ''sofrendo'' com os problemas relacionados ao teto da dívida publica do país e com os temores de contágio da crise orçamentária na Europa, S&P -1,8%, DJ -1,2% e NASDAQ -2,0%, no início da temporada de resultados corporativos.


Economia:

 

Tentando acalmar o ''mercado'', Tombini, presidente do BC, avisou que, para o restante do ano, prevê que a média mensal do IPCA será de 0,35%, ressaltado que, com base nessa média mensal, o IPCA em 2011 deverá ficar em 5,8%, patamar abaixo do teto da meta (6,5%).

 

Dando a pior noticia possível, o ''mercado'', após 8 semanas consecutivas de redução, elevou, de 6,15% para 6,31%, suas ''apostas'' para o IPCA deste ano, pressionando o Copom a seguir elevando a Selic, que atualmente está em 12,25%, nas suas próximas reuniões.

 

Descartando adotar novas medidas cambiais, a presidenta Dilma, preocupada com a situação econômica mundial, ''mandou avisar'' que pode anunciar, ainda esta semana, medidas de desoneração na área tributária.

 

''Apostando no Brasil'', a companhia belga fabricante de equipamentos e fornecedora de serviços médicos Arseus anunciou ontem um acordo para comprar a brasileira Pharma Nostra por US$ 73mi para assegurar a principal posição no maior mercado de compostos farmacêuticos do mundo.

 

Comprando na baixa para vender na alta, segundo uma pesquisa do "World Wealth Report" em 2010 os ''super-ricos'' do mundo destinaram 33% dos seus investimentos em ações, contra 29% do ano anterior e para 2012 planejam elevar seus investimentos em ações para 38% do total.

 

Como fruto do endurecimento da lei, que agora permite a inscrição do caloteiro nos serviços de proteção ao crédito, nos 6 primeiros meses deste ano o número de ações por falta de pagamento do condomínio em SP recuou –12,7% ante igual período do ano passado, atingindo o menor patamar para o primeiro semestre desde 2006, quando teve início o levantamento.

 

Diante da elevação da Selic e da falta de ''habilidade'' do consumidor brasileiro em lidar com o crédito, segundo um levantamento da Serasa Experian no primeiro semestre deste ano o indicador do nível de inadimplência em operações de crédito teve um aumento de 22,3% na comparação com o mesmo período de 2010, o que representa o maior aumento desde 2002, considerando o período semestral.

 

Apresentando mais um sinal positivo da economia interna, o setor de call center e telemarketing projeta gerar 30 mil novas vagas apenas em SP no segundo semestre deste ano, estimulado pelas festas de final de ano e pelo aumento da demanda por operações de crédito.

 

Indicando que, mesmo com a ''pressão do mercado'', a inflação está perdendo ''força'', a primeira prévia do IGP-M de JUL/11 apontou deflação de -0,21%, ante queda de -0,09% em JUN/11, porem ainda acumula uma alta de 8,25% nos últimos 12 meses.

 

Levemente acima do esperado (0,09%) e depois de ter fechado o mês de JUN/11 com alta de 0,01%, o IPC teve variação de 0,19% na primeira quadrissemana de JUL/11, pressionado principalmente pelos grupos Despesas Pessoais (0,76%) e Educação (0,21%).

 

Devido a lacuna de mão de obra qualificada, causada por 20 anos sem investimentos, o maior desafio para setor ferroviário crescer no Brasil é oferecer especialização em ferrovias para engenheiros de qualquer área.

 

Com o Brasil caminhando com ''passos largos'' para ser ''o celeiro do mundo'', segundo a consultoria Agência Rural o plantio da próxima safra de soja do Brasil (2011/12) deverá atingir um recorde de 24,92 milhões de hectares, aumento de 764 mil hectares na comparação com a temporada anterior (2010/11), o que será o quinto ano consecutivo de aumento de área na soja no Brasil.


Política:
 
Mostrando que ''é ela quem manda'', Dilma, contrariando os desejos do PR, divulgou uma nota oficial informando que Paulo Passos, o ministro interino dos Transportes, foi efetivado no cargo e já aceitou o convite.
 
Sem ''combinar o jogo'' com o PT, o que aliás já era 99,9% esperado, o PMDB ''avisou'' que pretende lançar candidaturas próprias a prefeito em 24 das 26 capitais, contra 11 na última eleição municipal, descartou a discussão de alianças nacionais neste momento.
 
Revelando mais uma ''relação VIP'' de Sergio Cabral, o ''bem relacionado'' governador do RJ morou nos últimos 2 meses em um amplo apartamento do prédio Diamond, no Leblon, cujo condomínio gira em torno de R$ 10 mil mensais e cujo proprietário é Guilherme Paes, um dos executivos e sócios do Banco BTG Pactual.
 
Para deixar bem claro quem são seus ''amigos'' e quem são seus ''inimigos'', o PT se prepara para, no encontro de AGO/11 do seu Diretório Nacional, aprovar uma resolução vetando coligações nas eleições de 2012 apenas com DEM, PSDB e PPS, liberando assim a união com o PSD, o novo partido de Kassab, em todo o país.
 
Como Marta está ''feliz'' como Senadora, Mercadante sabe que não tem chances, Palocci está queimado e o PT não tem nenhum nome ''de peso'' no Estado, Fernando Haddad, o ministro da Educação, admitiu que seu nome, com sua autorização, está efetivamente sendo discutido no PT como um dos possíveis candidatos do partido à Prefeitura de SP.

Crítica:
 
No pioneirismo da sustentabilidade, a Endesa Brasil pretende investir R$ 31mi para implementar a primeira fase do programa Cidade Inteligente em Búzios, projeto que promete novidades como iluminação pública com lâmpadas de LED, tarifas residenciais diferenciadas de acordo com os horários e implementação de carros elétricos que pode levar a uma economia entre 30% e 40% na conta de luz residencial.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Um comentário:

  1. Não acho correto ficar postando coisas sobre a vida pessoal de Cabral. Votei em Cabral e acredito em sua capacidade de governar.

    ResponderExcluir