R.B. 17/MAR/11 ''Habito repugnante''


R.B.

"Habito repugnante"

 

São Paulo, 17 de março de 2011 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, acompanhando a tentativa de recuperação das demais bolsas mundiais e também influenciada pelos novos sinais positivos da economia brasileira, cuja inflação dá sinais de queda e o ritmo de atividade segue em alta.

-    O DÓLAR deve cair, retornando à sua ''trajetória natural'' e seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e o ''crescente e constante'' o fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos.

 

ONTEM

-    BOVESPA -1,5%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,7%, influenciada novamente pelas boas perspectivas para a economia brasileira, porem passou a cair ainda na parte da manhã, diante das noticias de aumento do risco nuclear japonês e de uma bateria de indicadores desfavoráveis revelados nos EUA.

-    DÓLAR % à R$, abriu em queda, para na mínima recuar -0,6%, porem, seguindo a piora do ''humor mundial'', passou a subir na parte da tarde, para fechar no maior patamar em 2 meses, também prejudicado pela forte alta do risco-Brasil (6,5%).

-    Na ÁSIA, em um movimento de ''caça de barganhas'', JAPÃO 5,7%, tentando uma recuperação após, em uma situação muito rara, o Imperador do país ir à televisão pedir calma a população, CHINA 1,2%, com destaques de alta para as empresas de metais e as mineradoras de carvão e CORÉIA 1,8%, impulsionada principalmente pelas empresas ''pesos pesados'' dos setores de tecnologia e construção naval.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, após o Comissário de Energia da União Européia alertar que a situação em uma das usinas de Fukushima está fora de controle e que eventos catastróficos podem ocorrer nas próximas horas, INGLATERRA -1,7%, FRANÇA -2,2% e ALEMANHA -2,0%, pressionadas principalmente pelas ações de bancos, como Santander (-3,2%), Espírito Santo (-2,5%), BBVA (-4,0%), UniCredit (-4,1%), BNP (-3,1%) e Barclays (-3,4%), reagindo à notícia de que a agência de classificação de risco Moody's rebaixou sua ''nota'' para Portugal.

-    Nos EUA, também, pelos mesmos motivos das demais bolsas mundiais, revertendo uma abertura positiva, S&P -1,9%, DJ -2,0% e NASDAQ -1,9%, passando a acumular queda em 2011 e com o seu pior desempenho diário desde AGO/10.


Economia:
 
Indicando porque é tão difícil o BC segurar a queda do dólar frente ao real, segundo a autoridade monetária até o final da semana passada a economia brasileira já havia registrado a entrada de US$ 30,4bi, o que supera o resultado acumulado ao longo de todo ano passado (US$ 24,4bi).
 
Mostrando força, mesmo com a elevação da Selic, em JAN/11 a economia brasileira registrou uma expansão de 0,71% na comparação com DEZ/11, o que representa o maior percentual em 9 meses nesta base de comparação, acumulando com isto uma expansão de 7,38% nos últimos 12 meses.
 
''Apostando no Brasil'', (1) a Nestlé anunciou ontem que investirá R$ 163mi para construir, até AGO/11, de uma nova fábrica de bebidas da multinacional no RJ que criará de até 15 mil vagas indiretas e (2) a BMW, maior fabricante mundial de carros de luxo, anunciou que tem planos para abrir uma fábrica no Brasil.
 
Como fruto da excelente nova lei do inquilinato, que facilita o despejo no caso de não pagamento dos alugueis, em JAN/11 as ações locatícias na cidade de SP tiveram queda de 5,3% na comparação com o mesmo mês no ano anterior e atingiram o menor volume desde SET/04, quando aliás o Poder Judiciário estava em greve.
 
Dando mais um importante sinal de queda da inflação, o IPC da segunda quadrissemana de MAR/11 ficou em 0,36%, desacelerando em relação à alta de 0,44% no primeiro levantamento do mês e ficando abaixo da média das ''apostas do mercado'' (0,40%).

Política:
 
Mostrando, ao menos para seus eleitores, que ambos trabalham pelo desenvolvimento do Brasil, ontem, Dilma recebeu Alckmin, governador de SP, para tratar de interesses comuns ao governo federal e ao governo do maior estado do Brasil.
 
Apesar de ter ''prometido'', após perder as eleições, que se afastaria da política, o ex-senador tucano Tasso Jereissati afirmou que a tendência, a médio prazo, é que haja uma fusão dos partidos de oposição no país, que atualmente são PSDB, DEM e PPS.
 
Voltando, com cada dia mais intensidade, à vida política, Lula, menos de 3 meses depois de deixar o Planalto, já assumiu o comando das articulações eleitorais do PT em SP com o objetivo de traçar a estratégia do partido nas eleições municipais de 2012 e assim minar o poder do PSDB, que governa o Estado há 16 anos.
 
Irritando, e muito, o Palácio do Planalto, petistas radicais do RJ estão fazendo uma mobilização para protestar contra a visita de Obama, presidente dos EUA, ao estado.

Crítica:
 
Importando um ''habito repugnante'' dos EUA e da Europa, alguns pais brasileiros, que ao que tudo indica não tem vocação e nem paciência para a paternidade, estão usando nos seus filhos uma mochila que parece coleira de cachorro, já que tem uma alça que prende a criança à mãe.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário