R.B. 30/NOV/10 ''Se dinheiro nascesse em arvores''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Se dinheiro nascesse em arvores"

São Paulo, 30 de novembro de 2010 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 3 pregões consecutivos de baixa, para reduzir as perdas acumuladas no mês (-3,9%) diante da redução das tensões externas e das boas perspectivas para a economia interna.
- O DÓLAR pode voltar a cair, rumo aos R$ 1,70, novamente acompanhando a tendência internacional da moeda norte-americana e desta vez também influenciada pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa.

ONTEM
- BOVESPA -0,5%, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,2%, porem, pressionada pela nova piora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a cair ainda na parte da manhã, mostrando que o investidor está cauteloso em assumir riscos diante dos temores de que (1) outros países europeus sigam a trajetória da Irlanda e (2) a China volte a adotar medidas restritivas à economia.
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,72, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 1,73, porem, seguindo o fluxo positivo de recursos externos, passou a cai na parte da tarde, mesmo com os leilões de compra do BC e com a elevação do risco-Brasil (5,0%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,9%, no maior patamar dos últimos 5 meses e com destaques de alta para as exportadoras, diante de uma desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e dos sinais positivos das vendas do ''Black Friday'' nos EUA, CHINA -0,2%, com as imobiliárias e bancos estendendo as perdas devido às preocupações sobre medidas adicionais de aperto monetário e CORÉIA -0,3%, com as tensões com os norte-coreanos continuando a pressionar o sentimento do mercado.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, diante do fechamento do pacote para ajudar a Irlanda, INGLATERRA -2,1%, FRANÇA -2,5% e ALEMANHA -2,2%, com destaques de queda para ações de bancos e de instituições financeiras, como Banco Popolare (-5,1%), Banco Bilbao Vizcaya (-4,3%), BNP Paribas (-3,2%) e Commerzbank (-2,2%), diante do ressurgimento das preocupações com as condições dos demais países da Europa, como Portugal e Espanha.
- Nos EUA, também revertendo uma abertura positiva, após um pregão marcado pela forte volatilidade e pelo baixo volume de negócios, S&P -0,1%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,4%, também influenciadas por preocupações de que a crise de crédito na Europa se espalhe por outros países apesar do acerto no final de semana de um acordo para socorrer a Irlanda.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Elogiando as políticas federais e regionais de controle das finanças públicas, que melhoraram o perfil de crédito local, a agência de classificação de risco Moody''s elevou sua ''nota'' para as cidades do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte e dos Estados de São Paulo e Minas Gerais.

Diante dos sinais de crescimento da economia, o ''mercado'', pressionando o BC a aumentar a Selic já na reunião do Copom da próxima semana, elevou, desta vez de 5,58% para 5,72%, suas ''apostas'' para o IPCA de 2010, cujas estimativas para 2011 também subiram, só que de 5,15% para 5,20%.

Para que o seu crescimento econômico não seja curto como um ''vôo de galinha'', segundo um estudo da Fiesp o Brasil precisa investir, de forma coordenada e eficiente, cerca de R$ 2tri em infraestrutura até 2022.

Como conseqüência do real valorizado em relação ao dólar, 1 em cada 2 indústrias paulistas já importa máquinas, insumos e até produtos prontos de vários lugares do mundo, principalmente da Ásia.

Dando mais um sinal positivo da economia interna, nos 9 primeiros meses deste ano o mercado brasileiro de computadores atingiu a marca de 3,7 milhões de unidades vendidas, o que representa um aumento de 19% na comparação com o mesmo período do ano.

Objetivando incentivar o setor da construção civil, que alem de ser o que mais emprega é o que mais financia campanhas políticas no Brasil, Mantega, ministro da Fazenda, ''avisou'' que serão prorrogadas as desonerações tributárias de materiais de construção civil por mais 1 ano, a contar a partir de 1º/JAN/11.

Com uma queda de -31% na comparação com OUT/09, em OUT/10 a economia feita pelo governo federal para honrar o pagamento de juros de sua dívida chegou a R$ 7,7bi, porem o saldo acumulado nos 10 primeiros meses do ano chegou a R$ 63,4bi, um aumento expressivo em relação aos R$ 36,5bi alcançados no mesmo período de 2009.

Acumulando uma alta de 10,56% nos últimos 12 meses e de 10,27% no ano, o IGP-M de NOV/10, pressionado pelo aumento do consumo, ficou em 1,45%, ante 1,01% em OUT/10.

- A Embraer caiu -1,4%. mesmo após El Salvador confirmar sua intenção de comprar entre 8 e 10 aviões Super Tucano para modernizar sua Força Aérea.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

''Companheiro'' de partido de Meirelles, o peemedebista e vice-presidente eleito Michel Temer afirmou ontem que o futuro ex-presidente do BC tem condições de ocupar qualquer cargo no governo de Dilma.

Com vetos, dossiês e denúncias contra nomes apresentados, Dilma passou mais de 6 horas ontem discutindo com seus coordenadores Antonio Palocci, futuro ministro da Casa Civil, e José Eduardo Dutra, presidente do PT, as demandas dos partidos aliados para a composição do novo governo.

Confirmando a irresponsabilidade do eleitor brasileiro, segundo uma pesquisa feita pelo Tribunal Superior Eleitoral 23% dos eleitores entrevistados já não lembram o candidato a deputado estadual que votaram nas eleições deste ano.

Cada dia mais radical na oposição, ontem o PPS expulsou de seus quadros o prefeito da cidade paulista de Jaguariúna, Gustavo Reis, que apoiou Dilma, a então candidata do PT, durante a corrida presidencial, ressaltando que ele pode ser só o primeiro.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como ''se dinheiro nascesse em arvores'', especialmente e inclusive as de Natal, o Estado brasileiro não fosse oficialmente laico e SP não tivesse problemas mais urgentes e sérios para investir o dinheiro de seus contribuintes, a prefeitura paulista vai ''torrar'' milhares de reais para enfeitar 100 km de ruas da cidade com luzinhas coloridas e enfeites natalinos.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Um comentário:

  1. Amigo, desta forma o papai noel não vai te trazer nenhum presentinho!! rs, rs, rs...

    ResponderExcluir