R.B. 26/NOV/10 ''Armadilhas dos estratosféricos juros rotativos''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Armadilhas dos estratosféricos juros rotativos"

São Paulo, 26 de novembro de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve cair, seguindo a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e com baixo volume de negócios devido ao ''1/2 feriado'' nas bolsas de NY, porem deve-se ressaltar que o patamar é interessante para investimentos de longo prazo, principalmente diante das boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode subir, seguindo os mesmos motivos que devem levar a queda da Bovespa e também pressionado pelos prováveis leilões de compra do BC, porem o elevado patamar da taxa real de juros do Brasil deve seguir atraindo recursos externos e mantendo a ''trajetória natural'' de queda da moeda norte-americana.

ONTEM
- BOVESPA -0,4%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,2%, porem, com baixo volume de negócios (R$ 2,5bi) devido ao feriado nos EUA, logo passou a cair, em um ambiente de inquietações com a economia mundial e com uma possível alta dos juros no Brasil.
- DÓLAR -0,1% à R$ 1,72, abriu ''de lado'' e, também com poucos negócios devido ao feriado nos EUA, manteve a estabilidade ao longo de todo pregão, para na máxima atingir R$ 1,73 e na mínima bater R$ 1,72.
- Na ÁSIA, tentando iniciar um movimento de recuperação, JAPÃO 0,2%, CORÉIA 0,1% e CHINA 1,3%, com as compras concentradas nos setores de tecnologia e varejo diante de expectativas de uma boa temporada de compras de fim de ano nos EUA.
- Na EUROPA, também com baixos volumes de negócios, INGLATERRA 0,7%, FRANÇA 0,3% e ALEMANHA 0,8%, impulsionadas pelos ganhos dos mercados norte-americanos na sessão do dia anterior e ''aliviadas'' pela declaração do presidente do Bundesbank (''BC'' alemão) de que o euro é uma moeda sólida e que só haveria uma expansão do atual pacote de resgate da zona do euro "em um cenário extremamente pessimista", que ele considera "impossível".
- Nos EUA, S&P, DJ e NASDAQ permaneceram fechadas devido ao feriado Nacional do Dia de Ação de Graças.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Falando mais uma vez o que o mercado gostaria de escutar, Mantega, ministro da Fazenda, ''avisou'' que governo Dilma promoverá um corte de mais de R$ 20bi no Orçamento de 2011 e também reduzirá em pelo menos R$ 50bi os repasses ao BNDES em um esforço para conter o peso da demanda pública na economia, ressaltando também que a reforma prioritária do novo governo será a tributária.

Com a ''vaidade maior que a competência'', que aliás é enorme, Meirelles, futuro ex-presidente do BC, afirmou que sai do governo com a sensação de dever cumprido e que a autonomia do BC foi reconfirmada pela presidente eleita e pelo presidente indicado ao BC.

Atingindo o menor patamar da história brasileira e atualmente um dos menores patamares do mundo, segundo o IBGE em OUT/10 a taxa de desemprego nas 6 principais regiões metropolitanas do país ficou em 6,1%, ante os 6,2% contabilizados em SET/10.

Como os investidores brasileiros tem aprendido a cortar intermediários na hora de investirem em renda fixa, a venda de títulos públicos para pessoas físicas pela internet por meio do programa Tesouro Direto somou R$ 150,2mi em OUT/10 e nos últimos 12 meses o número de aplicadores que aderiram ao programa aumentou 22,27%.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em OUT/10 o mercado de televisão por assinatura brasileiro cresceu 3,56% na comparação com SET/10 e 25,7% na comparação com OUT/09 e (2) estimado em R$ 1.515,40, em OUT/10 o rendimento médio dos trabalhadores das 6 principais regiões metropolitanas do país atingiu a maior marca da série histórica do IBGE, iniciada em MAR/10, com crescimento de 6,5% na comparação com o mesmo mês de 2009.

Estimuladas pelo bom desempenho da economia brasileira, pela queda do dólar e pelo excesso de capacidade da indústria siderúrgica global, as importações brasileiras de aço cresceram a uma taxa recorde de 154% em 2010, o que supera o ritmo de crescimento da produção doméstica, que subiu 25% na comparação com 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Cotado para assumir a presidência da entidade no lugar de Nestor Kirchner, ex-presidente da Argentina morto no mês passado, Lula participou ontem na Guiana de uma reunião de cúpula da Unasul, que é a União das Nações Sul-Americanas.

Falando de tudo e metendo cada dia mais seu ''bedelho'' em tudo, ontem FHC afirmou que a política fiscal do governo Lula "está frouxa" e que é preciso tomar medidas para reduzir os gastos públicos promovidos pelo governo federal.

Mostrando que o ódio domina o partido e que Aécio, ao menos por enquanto, não terá chances de ''refundar o PSDB'', os tucanos ''avisaram'' que irão paralisar os trabalhos no plenário da Câmara e nas demais comissões da Casa enquanto o projeto que trata do mecanismo de compensação pelas perdas dos Estados com isenções para exportação, a chamada Lei Kandir, não for colocado em pauta.

Conforme já aguardado desde a vitória do PT nas urnas, Dilma, a presidente eleita, anunciará no início da próxima semana os nomes de Palocci, para a Casa Civil, e de Gilberto Carvalho, para a Secretaria-Geral da Presidência.

Enquanto Quércia luta pela vida, deixando o PMDB paulista sem um líder, Kassab, como um abutre que espera o gado morrer para comer sua carniça, se candidata ao posto ao deixar o DEM e ingressar nas fileiras peemedebistas.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como se ganhassem pouco e trabalhassem muito, os ''excelentíssimos'' juízes federais ameaçam cruzar os braços em JAN/11 se Dilma, a presidente eleita, não conceder um ''modesto reajuste'' de 14,69% nos subsídios da classe.

Ajudando os incautos consumidores a não caírem nas ''armadilhas dos estratosféricos juros rotativos'' das administradoras de cartão de crédito, o BC decidiu elevar dos atuais 10% para 15% o valor mínimo que deve ser pago nas faturas mensais dos cartões de crédito a partir de JUL/10 e para 20% a partir de 1º/DEZ/11.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário