R.B. 1/NOV/10 ''Deixando o mundo todo de boca aberta''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Deixando o mundo todo de boca aberta"

São Paulo, 1 de novembro de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, ainda com ''boas chances'' de fechar o ano próxima dos 80.000pts, acompanhando o desempenho positivo das demais bolsas mundiais e ''comemorando'' o fim das eleições presidenciais no Brasil.
- O DÓLAR pode subir, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e à espera de que, passadas as eleições presidenciais, o governo divulgue novas medidas para conter a valorização do real.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA 0,5%, já abriu em alta e, com bom volume de negócios (R$ 7,4bi), manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, mesmo com a instabilidade das bolsas de NY, diante das boas perspectivas para a economia brasileira.
- DÓLAR -0,6% à R$ 1,70, já abriu em queda e, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, mesmo com os leilões de compra do BC, para fechar o mês de OUT/10 com uma valorização de apenas 0,65%, apesar do contexto de "guerra cambial", como apontado por Mantega, ministro da Fazenda.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -1,7%, o menor patamar em 1 mês, CORÉIA -0,4% e CHINA -0,5%, prejudicadas por dados que mostraram demanda fraca dos consumidores por produtos eletrônicos.
- Na EUROPA, sem uma tendência única, apesar de fecharem o segundo mês consecutivo acumulando valorizações de cerca de 2,0%, INGLATERRA -0,1%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA 0,1%, à espera de novas medidas de estimulo econômico por parte do FED (''BC'' dos EUA).
- Nos EUA, fechando mais um mês de recuperação, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,1%, beneficiadas pela divulgação de dados indicando crescimento econômico local e fortalecendo a visão de que o Fed (''BC'' local) adotará mais estímulos.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ainda ''comemorando'' a vitória da ''companheira Dilma'', Mantega, ministro da Fazenda, ''avisou'' que o governo anunciará em breve medidas para assegurar que o crescimento econômico do Brasil continue forte, indicando inclusive que estas medidas incluem ações relacionadas à criação de novas fontes de financiamento de longo prazo no país, hoje bastante restritas ao BNDES.

Diante da combinação de crescimento do poder de compra da população com uma moeda forte, o Brasil se transformou em prioridade para as companhias globais de bebidas, com isto gigantes como Coca-Cola e AmBev, por exemplo, estão investindo no país, cada uma, R$ 2bi neste ano, sendo a maior parte disso em aumento de capacidade produtiva.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em SET/10 a inadimplência das empresas brasileiras recuou -5,8% na comparação com AGO/10, (2) em OUT/10 o Índice de Confiança da Indústria elevou-se em 0,5% na comparação com SET/10 e (3) segundo Lula as vendas do Natal deste ano serão as maiores dos últimos 10 anos.

Aumentando a segurança, a transparência e a eficiência do mercado financeiro brasileiro, o BC e a CVM assinaram um novo convênio de cooperação operacional e de intercâmbio de informações no qual a autoridade monetária passará a ter acesso às carteiras de fundos e operações com derivativos, permitindo assim um melhor monitoramento do sistema financeiro.

''Turbinado'' pelas receitas pagas pela Petrobras pela cessão onerosa de áreas para exploração de petróleo, em SET/10 o superávit primário, que é a economia do setor público para pagar os juros da dívida, ficou em R$ 27,8bi, o que representa o maior valor da série iniciada em DEZ/01.

Podendo tornar o Brasil um dos maiores produtores mundiais de petróleo, segundo a Agência Nacional do Petróleo a reserva de Libra, na Bacia de Santos, pode ter até 15bi de barris de óleo equivalente.

- A Petrobrás caiu -1,5% e, após o encerramento do pregão, informou que fechou um contrato de 10 anos para fornecimento de US$ 820mi em etanol para a japonesa Toyota Tsusho.
- A CSN caiu -0,4%, após anunciar que no terceiro trimestre deste ano seu lucro foi -37% menor que 1 ano antes.
- A Tim ficou no 0,0%, mesmo após divulgar que seu lucro líquido no terceiro trimestre foi 23% maior que no trimestre anterior.
- A Embraer subiu 2,0%, apesar de ter anunciado que no terceiro trimestre deste ano seu lucro foi -3,68% menor que no mesmo período de 2009.
- A Lojas Renner subiu 3,7%, após confirmar um crescimento de 86,3% no seu lucro do terceiro trimestre quando comparado com igual período do ano passado.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Expressando o desejo do eleitor pela continuidade do atual governo, com economia e consumo em alta, ontem, conforme previam as pesquisas ''sérias'' de intenção de voto, Dilma, com 56,1% dos votos, foi eleita presidente do Brasil ao derrotar Serra, que ficou com 43,9% dos votos.

Mostrando um certo alivio pela fim da ''batalha'', Dilma, com Palocci estrategicamente ao seu lado, prometeu (1) dar continuidade e aperfeiçoar o legado de Lula, (2) honrar as mulheres brasileiras e (3) erradicar a miséria do Brasil.

Otimista e sorridente demais para quem tinha acabado de perder mais uma eleição presidencial, Serra desejou sorte à Dilma e, já se colocando como líder da oposição, agradeceu aos mais de 43 milhões de votos que recebeu e afirmou que ''a luta continua''.

Se consolidando como uma importante força política, Marina congratulou Dilma pela vitória nas urnas, ressaltando que aquela que foi durante todo este processo eleitoral a candidata de uma parte, a partir deste momento passa a ser a escolhida pela sociedade brasileira para, como Presidente da República, representar a todos nós.

Mostrando que, diferentemente de FHC, não colocará o pijama, Lula ''avisou'' que após deixar a Presidência do Brasil continuará à frente da rede de movimentos sociais e sindicais e ficará 100% à disposição de sua sucessora para eventuais embates com os adversários e diálogos com empresários e aliados.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mais uma vez ''deixando o mundo todo de boca aberta'', ontem a jovem e consolidada democracia brasileira deu mais um show, já que pouco mais de 1 hora após o fechamento das urnas já se sabia quem será o próximo presidente que irá governar o país de 2011 até 2014.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário