R.B. 8/SET/10 "Simpático e sortudo"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Simpático e sortudo"

São Paulo, 8 de setembro de 2010 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve cair, realizando lucros recentes e ''ajustando-se'' às perdas das demais bolsas mundiais durante o feriado no Brasil, porem deve-se ressaltar que a tendência ainda é de alta e que uma eventual baixa pode ser uma boa oportunidade para compras.
- O DÓLAR pode subir, também em um ''ajuste técnico'' após 5 pregões consecutivos de queda, acompanhando a provável piora do ''humor'' na Bovespa, porem deve-se ressaltar que a tendência da moeda norte-americana continua sendo de queda.

SEGUNDA-FEIRA
- BOVESPA 0,1%, mais uma vez abriu ''de lado'' e, com baixo volume de negócios (R$ 2,3bi) devido ao feriado em NY, manteve a trajetória indefinida ao longo de todo pregão, novamente com as operações concentradas nas ações da Petro, que movimentaram mais de 30% do volume total do dia.
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,72, já abriu em queda e, também com baixo volume de negócios, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar no menor patamar desde 4/JAN/10, ainda influenciado pela definição das linhas gerais da capitalização da Petrobras.

ONTEM.
- Na ÁSIA, realizando lucros recentes, após atingirem as máximas dos últimos 30 dias, JAPÃO -0,8%, CORÉIA -0,3% e CHINA -0,5%, em meio à cautela com a economia global e as preocupações sobre o ritmo da sua recuperação.
- Na EUROPA, também realizando lucros após 7 pregões consecutivos de alta, INGLATERRA -0,6%, FRANÇA -1,1% e ALEMANHA -0,6%, diante de novas preocupações dos investidores com o setor financeiro, diante dos ''temores'' com a reforma das regras bancárias em curso, que tendem a aumentar as exigências de capital sobre as companhias do setor.
- Nos EUA, dando seqüência a realização de lucros mundial e com baixos volumes de negócios, S&P -1,1%, DJ -1,3% e NASDAQ -1,1%, com destaques de queda para ações dos setores bancário, de energia e de semicondutores.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Superando inclusive os EUA, segundo um relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e o Desenvolvimento, o Brasil é o terceiro numa lista de prioridades das empresas multinacionais em seus planos de investimentos no exterior.

Após divulgar que o PIB brasileiro cresceu 1,2% no segundo trimestre, o BC afirmou que este resultado confirma a avaliação de que a economia caminha para uma "trajetória mais condizente com o equilíbrio de longo prazo" e manteve sua previsão de um crescimento de 7,3% para este ano.

Como a atual estrutura da economia brasileira tem mais necessidade de mão de obra menos qualificada, principalmente para a construção civil e no agronegócio, a taxa de desemprego entre as pessoas que concluíram o segundo grau no Brasil, atualmente em 6,1%, é maior do que entre aquelas que não terminaram essa etapa na sua formação, que está em 4,7%, o que vai na contramão da tendência verificada nos países ricos, onde o maior nível de formação educacional garante maiores chances de encontrar um trabalho.

Diante da decisão do Copom de manter a Selic em 10,75% na reunião da semana passada, o ''mercado'' elevou, de 7,09% para 7,34%, suas ''apostas'' para o PIB do Brasil este ano e manteve em 5,07% sua expectativa para a inflação medida pelo IPCA de 2010.

Com a meta de aumentar em 50% o número de empresas listadas até 2015, a BM&FBovespa tem concentrado esforços para atrair pequenas e médias empresas para o mercado de capitais, já que ''aposta'' que, com pré-sal, Copa do Mundo e Olimpíada, os empreendedores brasileiros serão ''obrigados'' a buscarem alternativas de financiamento de longo prazo, que vão além de recursos do BNDES, empréstimos em bancos privados e investimentos de fundos de private equity.

- A Vale caiu -0,5% e, durante o feriado no Brasil, o jornal The Wall Street Journal anunciou que a mineradora brasileira planeja investir até US$ 12bi nos próximos 3 anos para se tornar a líder mundial em fertilizantes.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Reagindo, mesmo sem ser atacado diretamente, Lula ocupou boa parte do programa de Dilma na TV para afirmar que Serra, classificado por ele como ''candidato da turma do contra'', resolveu partir para os ataques pessoais e para a baixaria, ressaltando que sua candidata tem feito uma campanha elevada, discutindo propostas e idéias e mostrando o que fizemos e o que ainda vamos fazer pelo Brasil.

Mostrando como Serra é um cara ''simpático e sortudo'', o ''famoso caseiro'' Francenildo declinou ao convite do PSDB e resolveu dar um depoimento ao PSOL, no qual criticou o tucano por cita-lo em seu programa e declarou voto a Plínio de Arruda Sampaio.

Batendo cada vez mais baixo, Serra, que está fazendo de tudo para perder estas eleições da pior forma possível, afirmou, durante uma visita a uma feira evangélica, que diferentemente de Dilma não é ''cristão de boca de urna'' para agradar eleitores, conquistar voto e no dia seguinte esquecer o assunto.

Ajudando a defender Dilma, ontem Marina criticou adversários que, segundo ela, estão se fazendo de vítima para ganhar votos com o escândalo da quebra de sigilos na Receita Federal, ressaltando que as eleições estão indo por um caminho que não interessa ao Brasil.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Contrários ao fim das ''mamatas'', 1,1 milhão de franceses foram às ruas de Paris para protestar contra a reforma do sistema de aposentadorias que pretende, para evitar um colapso, elevar de 60 para 62 anos a idade mínima para obter o benefício.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário