R.B. 20/SET/10 ''Lamentável e preocupante''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Lamentável e preocupante"

São Paulo, 20 de setembro de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, ainda com ''boas chances'' de fechar o mês próxima dos 70.000pts, acompanhando a melhora do ''humor'' externo e ''aliviada'' com o fim do processo de Capitalização da Petrobrás.
- O DÓLAR pode voltar a cair, ainda com ''ótimas chances'' de fechar o mês abaixo dos R$ 1,70, influenciado pelo ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -0,8%, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 0,1%, porem logo passou a cair, pressionada pela aproximação do vencimento de opções (nesta segunda-feira) e pela expectativa da capitalização da Petrobras.
- DÓLAR 0,2% à R$ 1,72, já abriu em alta e, com baixa volatilidade e poucos negócios, manteve-se em território positivo ao longo de todo pregão, pressionado pelos leilões de compra do BC e influenciado pelas discussões sobre o aumento da ação governamental para conter a derrocada da moeda norte-americana.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,2%, no maior nível das últimas 6 semanas, em meio ao alívio com a seguida depreciação da moeda local (o iene) frente ao dólar, que impulsionou ações de empresas exportadoras, como Honda (1,9%) e Nikon (4,0%), CHINA -0,2%, a terceira queda consecutiva, com os investidores cautelosos sobre a possibilidade do BC local aumentar a taxa de juros como parte dos esforços para controlar a inflação e CORÉIA 0,9%, na maior pontuação registrada neste ano, impulsionada por fortes fluxos estrangeiros e pelo bom desempenho das bolsas regionais.
- Na EUROPA, pressionadas pela volta dos receios sobre a economia da Irlanda, INGLATERRA -0,6%, FRANÇA -0,4% e ALEMANHA -0,6%, com destaques de queda para as ações de bancos, como Allied Irish Banks (-11,0%), Bank of Ireland (-7,1%), Lloyds (-1,3%), Barclays (-3,2%), Deutsche Bank (-1,8%) e Société Générale (-2,9%).
- Nos EUA, recuperando-se no final do pregão, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,5%, diante da divulgação de resultados e projeções positivas da gigante de software Oracle, cujas ações saltaram 8,3% na sessão.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

''Revelando'' o que todos sabem, porem ninguém tem coragem de dizer durante a campanha eleitoral, segundo a Confederação Nacional da Indústria, o próximo governo deve reduzir o gasto público, a burocracia e os impostos que incidem sobre os investimentos e as exportações, alem de adotar medidas emergenciais para permitir que o Brasil atualize sua infraestrutura para fazer frente à aceleração do crescimento econômico.

Podendo dizer aquilo que a lei não permite aos profissionais e empresas envolvidos no processo, Lula ''avisou'' que no dia 24/SET/10 irá pessoalmente à BM&FBovespa para acompanhar a operação de venda de ações da Petrobras, que segundo ele será a maior capitalização de uma empresa na história da humanidade.

Na sexta-feira o BNDES concluiu uma captação de 750 milhões de euros em títulos no mercado internacional com vencimento em SET/17 que, confirmando a atratividade do Brasil (1) teve uma demanda muito maior que a oferta, (2) pagou a menor taxa de juros da história do banco (4,243% ao ano) para este tipo de operação e (3) foi a primeira captação do banco em euros nos últimos 10 anos.

Apesar do índice Bovespa acumular queda superior a -5% este ano, as empresas de capital aberto (exceto os bancos) alcançaram no primeiro semestre de 2010 a maior rentabilidade dos últimos 15 anos, acumulando, na média, 13% de retorno sobre o patrimônio líquido, que é o indicador mede quanto os acionistas ganharam em relação ao capital investido.

Considerado o investimentos das incertezas, que atualmente são grandes diante do enfraquecimento da moeda norte-americana, o ouro voltou a bater um novo recorde histórico na sexta-feira, atingindo US$ 1.283 a onça, o que representa uma valorização de mais de 25% nos últimos 12 meses.

Confirmando que o já ''inchado'' setor aéreo brasileiro seguirá crescendo, o que deve pressionar ainda mais a infraestrutura aeroportuária brasileira, 10,7 milhões de pessoas devem fazer sua primeira viagem de avião nos próximos 12 meses, sendo que 6 de cada 10 destes brasileiros são da classe C, que inclui famílias com renda de 3 a 10 salários mínimos.

- Levemente abaixo do esperado (1,16%), porem acima do resultado apurado em AGO/10 (0,46%), o IGP-M de SET/10 ficou em 1,12%.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Podendo ascender mais um ''alerta vermelho'' no QG tucano, segundo pesquisas recentes, um segundo turno é muito provável no Estado de SP, já que é cada vez menor a diferença entre o total da intenção de votos de Alckmin e a soma de todos os outros, atualmente em 7% à favor do candidato do PSDB.

Eleitor declarado de Marina, Caetano Veloso classificou como "golpismo" Lula dizer que é preciso extirpar o DEM da vida pública nacional e como ''burrice'' a decisão de Serra de ter tentado associar seu nome ao do petista, no início do horário eleitoral.

Crescendo cada dia mais nas pesquisas ao tomar cada dia mais votos de Serra, Marina ''garantiu'' que nunca fez a política do quanto pior melhor e evitou comentar se sua candidatura poderia ser beneficiada pelas denúncias de corrupção na Casa Civil ao ressaltar que prefere debater propostas, em vez de partir para o "vale-tudo eleitoral".
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Confirmando que Lula cumpriu mais uma de suas promessas de campanha, segundo uma pesquisa do IBGE a desigualdade de renda entre as famílias brasileiras caiu entre os anos de 2001 e 2009, já que em 2001 as famílias mais ricas do país contabilizavam uma renda, em média, 24,3 vezes maior do que as famílias mais pobres e em 2009 essa proporção caiu para 17,8.

Classificado como ''lamentável e preocupante'' pela Associação Nacional dos Jornais, Lula, durante um discurso em Campinas, afirmou que alguns setores da mídia nacional são ''uma vergonha" e se comportam como se fossem partido político, ressaltando, sem citar o nome da Veja, que uma revista destila "ódio e mentiras" contra seu Governo.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário