R.B. 29/JUL/10 ''Mostrar serviço''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Mostrar serviço"

São Paulo, 29 de julho de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode voltar a subir, para fechar em alta pelo nono pregão consecutivo, ainda e cada dia mais beneficiada pelos bons resultados corporativos de empresas brasileiras, que confirmam as perspectivas promissoras para a economia local.
- O DÓLAR deve cair, ''finalmente'' retornando a sua ''trajetória natural'' apos 3 pregões consecutivos de leves altas, seguindo o ''bom humor'' na Bovespa e o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 0,2%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,3%, porem, apesar das perdas das bolsas de NY, passou a subir na parte da tarde, com bom volume de negócios (R$ 5,8bi), para fechar em alta pelo oitavo dia consecutivo, puxada pela valorização das ações da Vale (1,3%) e de empresas do setor bancário, como Bradesco (4,5%), Banco do Brasil (4,2%) e Itaú (2,3%).
- DÓLAR 0,1% à R$ 1,77, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,75, porem passou a subir na parte da tarde, acompanhando a piora do ''humor'' nas bolsas de NY e pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (2,5%).
- Na ÁSIA, diante da melhora das perspectivas para a economia global, JAPÃO 2,7%, impulsionada pelos bons resultados apresentados pela Canon (5,7%) e por uma valorização generalizada das ações financeiras, CHINA 2,3%, na maior pontuação em 2 meses, em meio ao otimismo que se seguiu à declaração do BC local, que afirmou que uma recessão de duplo mergulho é improvável e CORÉIA 0,3%, sustentada pelo contínuo de capital externo e pelos resultados das bolsas da região.
- Na EUROPA, sem uma tendência única, INGLATERRA -0,9%, com destaques de queda para BP (-0,9%) e British Airways (-2,1%), ALEMANHA -0,5%, realizando lucros recentes diante das dúvidas dos investidores sobre a força da economia norte-americana e FRANÇA 0,1%, sustentada pelas ações do setor financeiro, como BNP Paribas (2,2%) e Société Générale (1,8%).
- Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, S&P -0,7%, DJ -0,4% e NASDAQ -1,0%, prejudicadas principalmente pela inesperada queda das encomendas de bens duráveis, que por sua vez reascenderam os temores sobre o crescimento da local e reduziram o otimismo com os balanços positivos.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Refutando os ''temores'' do BC de inflação de demanda, segundo dados da Sondagem Industrial da CNI, apesar do crescimento da indústria no segundo trimestre, já houve um arrefecimento do ritmo de alta ante os 3 primeiros meses do ano, o que atesta que não há um superaquecimento da economia.

Já que precisa ''mostrar serviço'' em ano de eleições, no primeiro semestre deste ano os gastos do governo federal com investimentos cresceram 71,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, com destaque para o aumento de 84,9% das despesas com o PAC, de quem ''por acaso'' Dilma é chamada de mãe.

Como quer deixar a ''casa em ordem'' para a sucessora de Lula, o governo central teve superávit de R$ 24,832 bilhões nos seis primeiros meses do ano, o que equivale a 1,46% do PIB e é um valor 33,9% maior do registrado no mesmo período do ano passado, quando houve superávit equivalente a 1,24% do PIB.

Diante das ótimas perspectivas para a economia interna, principalmente devido às medidas adotadas pelo governo de estímulo a setores como a construção civil e indústria automobilística, no primeiro semestre deste ano a produção de aço bruto no Brasil somou 16,38 milhões de toneladas, resultado que representa uma alta de 55% em relação a igual período do ano passado.

Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) a taxa de desemprego em SP caiu de 13,3% em MAI/10 para 12,9% no mês passado, atingindo com isto o menor nível registrado para meses de junho desde 1991 e (2) em JUL/10 o número de cartões em circulação no Brasil atingiu a marca de 602,1mil, montante é 10,6% superior ao apurado no mesmo mês do ano passado.

Escancarando um imenso problema de infraestrutura no Brasil, (1) faz mais de 1 mês que ao menos 53 navios estão parados no porto de Santos aguardando o embarque de açúcar, já que, com a quebra da safra em países como a Índia, o volume de exportações do produto superou a capacidade do porto, que por sua vez escoa quase 70% das exportações de açúcar brasileiro e (2) por falta de organização da Infraero e por falta de espaço físico, o terminal de cargas do aeroporto de Guarulhos, responsável por 54% de toda carga por via aérea movimentada no País, enfrenta um enorme gargalo.

Com o objetivo de estimular as exportações, que este ano crescem em um ritmo muito menor que as importações, o governo federal editou ontem uma medida provisória que isenta de impostos a importação de matérias-primas que serão usadas na fabricação de produtos destinados ao mercado externo.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Após Serra afirmar que, ao negociar o aumento da energia que paga ao Paraguai, o governo Lula faz "filantropia" com dinheiro publico, Dilma disse que a oposição, em época de eleição, quer ser cordeiro em pele de lobo e estimula uma política de ódio com os países vizinhos.

Tentando, ou ao menos fingindo tentar, colocar ''ordem na bagunça'', Gilson Dipp, corregedor nacional de Justiça, afirmou ontem que os presidentes de 6 tribunais estaduais poderão ser responsabilizados judicialmente, até mesmo por improbidade administrativa, por não terem informado ao Conselho Nacional de Justiça dados sobre os ocupantes de cargos comissionados em seus quadros.

Enquanto o TRE do Maranhão, dominado e infestado pelos Sarney, vai na contramão de entendimento recente do Tribunal Superior Eleitoral, outros tribunais regionais começam a negar o registro de candidaturas que não passam pelo crivo da Lei da Ficha Limpa.

Collor, senador e candidato ao governo de Alagoas pelo PTB, foi proibido de citar o nome e usar, em sua campanha, imagens ou mesmo a voz de Dilma, candidata do PT à Presidência, e do presidente Lula.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Finalmente inspiradas no sentimento de liberdade, igualdade e justiça dos colonizadores dos EUA, ontem a Justiça Federal norte-americana vetou as partes mais polêmicas de uma lei que o estado do Arizona pretendia adotar pra combater a imigração ilegal, impedindo agora às autoridades locais de checarem a documentação e prenderem uma pessoa suspeita de estar no país ilegalmente.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário