R.B. 2/JUN/10 ''Um atendimento cada dia pior''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Um atendimento cada dia pior"

São Paulo, 2 de junho de 2010 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando a tendência negativa dos demais mercados mundiais, que aliás pode perdurar e até se intensificar no curto prazo, porem ainda deve-se ressaltar que o patamar é atraente para investimentos de longo prazo.
- O DÓLAR pode voltar a subir, também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, porem deve-se ressaltar que os bons fundamentos da economia brasileira e o elevado patamar da taxa real de juros (cerca de 4,5%) limitam uma desvalorização substancial do real.

ONTEM
- BOVESPA -1,9%, já abriu em queda e, acompanhando a nova piora do ''humor'' na zona do euro, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, retomando sua tendência de baixa após o repique do final de MAI/10.
- DÓLAR 1,0% à R$ 184, já abriu em alta e, diante do novo aumento da apreensão dos agentes financeiros com a crise na zona do euro, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também pressionado leilões de compra do BC.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas da Europa no dia anterior, JAPÃO -0,6%, pressionada principalmente pelas ações de empresas do setor de tecnologia, como Nikon (-1,9%), Tokyo Electron (-1,5%) e Sony (-1,0%), diante das preocupações com a fraqueza do euro frente a moeda local (o iene), CHINA -0,9%, ''temendo'' uma possível queda no ritmo de expansão da atividade manufatureira local e CORÉIA -0,7%, com destaque negativo para a Hyundai Motor (-5,4%), que anunciou que em MAI/10 suas vendas foram -23% menores que em MAI/09.
- Na EUROPA, sem uma tendência única, INGLATERRA -0,5%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA 0,3%, divididas entre o anuncio de uma taxa recorde de desemprego (10,1%) em ABR/10 para os países da zona do euro, com destaque negativo para a Espanha (19,7%), e a divulgação de indicadores econômicos melhores do que o esperado nos EUA.
- Nos EUA, após mais um pregão marcado pela forte volatilidade, S&P -1,7%, DJ -1,1% e NASDAQ -1,5%, pressionadas principalmente pela baixa das ações do setor de energia, já que a falha na mais recente tentativa de conter o vazamento de óleo da British Petroleum no golfo do México colocou em xeque as perspectivas futuras para os lucros das empresas do setor.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ressaltando que dinheiro não aceita desaforo e a economia também não, Meirelles, presidente do BC, ''cutucou Serra'' ao ''alertar'' que eventuais propostas durante a campanha eleitoral que sinalizem mudanças importantes na atual condução da política macroeconômica do Pais podem gerar nervosismo nos mercados financeiros e ajudou Dilma ao não descartar sua permanência no governo numa eventual vitória da petista.

Como efeito que já deveria ser esperado da equação que soma o aumento das vendas com a falta de mão de obra qualificada, segundo todas as estatísticas avaliadas em uma pesquisa feita pela consultoria GfK, como tempo de espera e a eficiência das respostas, as empresas brasileiras estão oferecendo ao consumidor ''um atendimento cada dia pior'', tanto pessoalmente como no telefone e na internet.

Fazendo sua parte para financiar o crescimento sustentável do setor produtivo da economia, nos 4 primeiros meses de 2010 o BNDES registrou desembolsos totais de R$ 35,7bi, o que representa uma expansão de 34% sobre o total liberado em igual período de 2009 e com destaque para financiamentos à compra de máquinas e equipamentos.

Dando 2 novos sinais positivos da economia brasileira, (1) em ABR/10 o número de assinantes de TV por assinatura cresceu 1,4% na comparação com MAR/10 e 7,5% ante ABR/09 (2) nos 5 primeiros meses de 2010 as vendas de veículos novos bateram mais um recorde histórico, atingindo 1,317 milhão de unidades emplacadas, o que representa um aumento de 14,4% na comparação com o mesmo período de 2008 (1,151 milhão).

Mostrando que a inflação está controlada, o que deve reduzir a pressão para que o Copom eleve novamente a Selic, (1) a inflação medida pelo IPC-S, beneficiada principalmente pelo recuo do grupo alimentação (-0,34%), fechou o mês de MAI/10 com variação de 0,21%, o que representa o menor resultado desde a segunda semana de NOV/09 (0,20%) e (2) o IPC terminou o mês de MAI/10 com alta de 0,22%, patamar abaixo do resultado de ABR/10 (0,39%).

''Animado'' com o desempenho recorde das exportações nos 5 primeiros meses do ano, cujo resultado chegou a US$ 72,1bi, o governo elevou, de US$ 168bi para R$ 180bi, sua meta anual de vendas ao exterior, desdenhando assim a possibilidade de redução de demanda diante dos problemas fiscais que persistem na Europa.

- A BM&FBovespa caiu -2,2%, diante do anuncio de que é suspeita de ter criado benefícios fiscais fictícios para deixar de pagar mais de R$ 5,5bi em tributos federais.
- A Vivo subiu 2,3%, diante de ''rumores'' de que a Telefônica elevou sua oferta pela parte da Portugal Telecom na operadora brasileira.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como ano de eleição não é ano de fazer inimizades, Lula ''avisou'' que o governo pode revisar para baixo o corte no Orçamento, que pode chegar a R$ -10bi, se a arrecadação de tributos surpreender nos próximos meses.

Como queria a oposição, ontem o governo retirou a urgência do projeto de lei que cria a nova empresa estatal Petro-Sal, com isso a matéria deve passar pelas comissões de Constituição e Justiça, Infraestrutura e Assuntos Econômicos da Casa e, se tudo correr como combinado, será votada em plenário no dia 16/JUN/10.

Tentando criar confusão, ontem o PSDB reagiu e cobrou explicações de Dilma sobre a tentativa de integrantes da campanha petista de divulgar um suposto dossiê cujo alvo principal seria Verônica Serra, filha de Serra.

Desta vez com o lema da luta "contra o retrocesso" nas eleições deste ano, as centrais sindicais realizaram ontem, no estádio do Pacaembu, seu primeiro ato político unificado e pregaram ampla mobilização dos trabalhadores em OUT/10 pela eleição de Dilma.

Com Garotinho com 21% e Gabeira com 12%, Sergio Cabral, que tenta a reeleição ao governo do RJ, pode liquidar a fatura já no primeiro turno, já que atualmente tem 43% das intenções de voto.
-------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando que a Igreja Católica está cada dia mais parecida com o que era na Idade Média, como se não bastassem as denuncias de abuso sexual contra crianças, o Banco do Vaticano agora está sendo investigado pela justiça italiana por lavagem de dinheiro através de contas milionárias de fundações fantasma, transferências sem controle e/ou registro e fortes indícios de vínculos com mafiosos.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário