R.B. 10/JUN/10 ''Tem medo do debate''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Tem medo do debate"

São Paulo, 10 de junho de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, com ''boas chances'' de fechar a semana acima dos 62.000pts, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e ''comemorando'' a aprovação da capitalização da Petrobrás no Senado.
- O DÓLAR pode seguir em queda, rumo aos R$ 1,80, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e principalmente influenciado pela elevação da Selic, que torna a taxa real de juros da economia brasileira, agora em 5,2% ao ano, ainda mais atraente.

ONTEM
- BOVESPA -0,5%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,4%, porem, seguindo a piora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a cair na ultima hora do pregão, também já ''temendo'' a elevação da Selic pelo Copom.
- DÓLAR -0,6% à R$ 1,85, já abriu em queda e, acompanhando a melhora do ''humor'' na Europa e a abertura positiva das bolsas de NY, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, também influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-0,5%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -1,0% e CORÉIA -0,2%, seguindo as perdas das bolsas mundiais, principalmente da Europa, no dia anterior e CHINA 2,8%, impulsionada pelo anuncio de que as exportações do país cresceram cerca de 50% em MAI/10 sobre igual mês de 2009, um dado que superou as previsões iniciais.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, para fecharem em alta após 3 pregões consecutivos de queda, INGLATERRA 1,1%, FRANÇA 1,9% e ALEMANHA 1,9%, em uma recuperação técnica que foi beneficiada pelo inicio positivo das bolsas de NY e pelos dados positivos sobre as exportações chinesas.
- Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, S&P -0,6%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,5%, pressionadas pelas perdas da ''criminosa e incompetente'' petrolífera British Petroleum (-15,8%) e de outras do segmento de energia em meio à investigação do governo norte-americano sobre o vazamento de óleo no golfo do México.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ontem, conforme esperado por cerca de 85% do ''mercado'', o Copom, dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias ao cenário prospectivo da economia e para assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas, decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic de 9,74% para 10,25%, sem viés, mantendo com isto o Brasil na posição da liderança do ranking dos países com maiores juros reais do planeta, atualmente em 5,2% ao ano, patamar bem acima do segundo colocado, que é a China com taxa real de 2,4%.

Confirmando a crescente credibilidade e o elevado nível regulatório da economia brasileira, segundo 71% dos 350 maiores fundos de investimento do mundo o Brasil é a nação em desenvolvimento com a melhor governança corporativa para atração de recursos.

Diante dos sinais cada dia mais positivos da economia brasileira e ainda sem ser influenciada pelas recentes elevações da taxa básica de juros, em MAI/10 a demanda do consumidor por crédito cresceu 10,0% na comparação com ABR/10 e 20,6% na comparação com MAI/09.

Apresentando o melhor resultado para o período dos últimos 2 anos, nos 5 primeiros meses de 2010 os fundos de investimentos brasileiros receberam um volume liquido de R$ 35bi em aplicações que, diante da volatilidade do mercado acionário e das perspectivas, já confirmadas, de elevação dos juros, foram principalmente destinadas aos fundos de Renda Fixa.

Apesar de ainda acumular um saldo positivo de US$ 7,4bi no ano, patamar bem acima do US$ 1,6bi registrado no mesmo período em 2009, nos 3 primeiros dias de JUN/10 o fluxo cambial do país apontou um saldo negativo de US$ -267mi.

Muito prejudicadas pela crise econômica mundial que teve seus piores momentos no ano passado, em 2009 as maiores transnacionais brasileiras, em média, apresentaram uma queda de -16,0% nas suas receitas com vendas fora do Brasil na comparação com 2008.

Pressionada pelos alimentos e assim apresentando a maior elevação desde 1995, nos últimos 12 meses encerrados em MAI/10 a inflação medida pelo IPCA acumulava uma alta de 5,22%, patamar bem acima do centro da meta do BC (4,5%).

- A Petrobrás caiu -0,4%, porem, durante a madrugada de hoje, o Senado Federal aprovou o projeto de capitalização da empresa, uma das prioridades do Palácio do Planalto.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Tentando, no ultimo ano do governo Lula, aprovar uma das mais polemicas promessas de campanha do petista em 2002, ontem a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei Complementar que institui o Imposto de 1% a 5% sobre Grandes Fortunas para taxar todo patrimônio acima de R$ 2mi.

Com o petista Agnelo Queiroz como candidato a governador e com o peemedebista Tadeu Filippelli como candidato a vice, será formada hoje no DF uma aliança histórica entre PT e PMDB, já que estes 2 partidos foram adversários em todas as eleições do Distrito Federal desde 1990.

Em mais uma farra com dinheiro publico, que para variar foi coordenada por Sarney, ontem a Mesa Diretora do Senado aprovou um reajuste de cargos e salários com impacto de R$ 170mi na folha de pagamento da Casa neste ano.

Reclamando, com toda a razão, de falta de democracia dentro do PT, Sandra Starling, advogada, cientista política ex-deputada federal e primeira petista a disputar o governo mineiro em 1982, se desfilou ontem do partido contrariada com Lula, a quem chamou de "caudilho" do partido, que segundo ela manda, desmanda, decide e todo mundo obedece.

Mostrando que ''tem medo do debate'', após ''fugir'' da sabatina da Folha, ao que tudo indica a petista Dilma também fugirá da rodada de entrevistas com os presidenciáveis no ''temido'' programa Roda Viva, da TV Cultura.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Ontem, mostrando que não é um ''cordeirinho dos EUA'' ou uma ''Maria vai com as outras'' e que defende suas convicções de sempre optar pelo diálogo, o Brasil, contrariando 90% do Conselho de Segurança da ONU, votou contra a aplicação de novas sanções ao Irã.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário