R.B. 7/MAI/10 ''Dedo gordo''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Dedo gordo"

São Paulo, 7 de maio de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em queda, ampliando as perdas acumuladas nos 3 últimos pregões (5,5%), acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, porem ainda deve-se ressaltar que o patamar é muito atraente para investimentos de longo prazo.
- O DÓLAR pode seguir em alta, acompanhando a tendência internacional da moeda norte-americana e influenciada pelos ''rumores'' de que a crise na Europa pode deter uma nova alta da Selic.

ONTEM
- BOVESPA -2,3%, abriu em queda e, em um pregão marcado pela forte volatilidade, já que na máxima avançou 0,9% e na mínima recuou -6,4%, fechou no menor patamar desde 8/FEV/10, com ótimo volume de negócios (R$ 10,6bi) e seguindo de perto as perdas das demais bolsas mundiais.
- DÓLAR 2,9% à R$ 1,85, já abriu em alta e, seguindo a cotação internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para na máxima atingir R$ 1,90 e fechar o dia com o maior avanço percentual desde 3/JAN/09, também pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas mundiais no dia anterior, JAPÃO -3,3%, a maior perda diária em mais de 13 meses, para fechar no nível mais baixo desde 12/MAR/10, com destaques negativos para grandes exportadoras, como Tokyo Electron (-3,9%), Sony (-3,4%) e Mazda (-5,1%), CHINA -4,1%, no pior nível em 8 meses, pressionada principalmente por ativos do setor imobiliário e CORÉIA -2,0%, abaixo dos 1.700 pontos pela primeira vez desde MAR/10, pressionada por ações de bancos e corretoras.
- Na EUROPA, em mais um dia de perdas, INGLATERRA -1,5%, FRANÇA -2,2% e ALEMANHA -0,8%, novamente com destaques negativos para ações de instituições financeiras, como ING (-7,1%), UniCredit (-11,1%) e BBVA (-3,6%), após Trichet, presidente do BC Europeu, declarar que não houve discussão sobre a compra de bônus de governos da zona do euro na reunião de política monetária.
- Nos EUA, fechando com as maiores baixas percentuais desde ABR/09, S&P -3,4%, DJ -3,2% e NASDAQ -3,4%, diante da ansiedade em relação a crise financeira e social na Grécia e dos temores em torno da capacidade de outros países europeus para enfrentarem sua avultada dívida.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Tentando afastar o Brasil da Europa, segundo o BC a piora no mercado financeiro provocada pela crise da dívida de países europeus, principalmente da Grécia, ainda não compromete o fluxo de recursos externos para o financiamento da economia brasileira.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em ABR/10 o índice de falências requeridas apresentou redução de -25,1% na comparação com MAR/10 e na comparação entre os 4 primeiros meses de 2010 e os de 2009, o número de falências requeridas teve baixa de -8,7%, (2) em ABR/10 o índice de confiança do consumidor brasileiro ficou em 150pts, ante 119pts em ABR/09 e (3) segundo uma pesquisa da FGV, 14,4% dos consumidores estão dispostos a gastar mais com presentes no Dia das Mães, ante 9,7% do ano passado, já o total de pessoas que pretende consumir menos caiu, passando de 32,9% para 19,6% na mesma base de comparação.

Finalmente refletindo o fim da redução do IPI, em ABR/10 a produção de veículos caiu -14,6% na comparação com MAR/10, porem cresceu 14,2% na comparação com ABR/09 e 22,6% na comparação entre o primeiro quadrimestre deste ano e o mesmo período em 2009.

Como fruto do aumento da renda, da queda do desemprego e também da volatilidade da Bovespa, em ABR/10 o volume de recursos direcionados para a caderneta de poupança superaram os saques em R$ 1,7bi, o que representa o segundo melhor resultado para meses de abril desde 1995, início da série histórica.

Pressionado pelo reaquecimento da economia mundial e pela conseqüente elevação nos preços das commodities, principalmente dos produtos siderúrgicos e da soja, o IGP-DI de ABR/10 acelerou para 0,72%, ante variação de 0,63% em MAR/10.

Com o Brasil mais uma vez se destacando naquilo que faz de melhor, segundo o IBGE em 2010 a produção brasileira total de cereais, leguminosas e oleaginosas chegará a 146,5 milhões de toneladas, patamar 9,4% maior que em 2009 e 0,4% maior que o recorde histórico anterior registrado em 2008 (145,9 milhões).

- O Banco do Brasil caiu -1,5% e, após o fechamento do pregão, anunciou que encaminhou pedido de registro de oferta pública primária e secundária de ações, ressaltando que busca recompor sua base de capital para estimular os empréstimos e se expandir no exterior.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Assim como Serra afinando e melhorando cada dia mais seu discurso, Marina Silva, após ressaltar a importância da ética e dos valores, afirmou que o PT tentou governar sozinho, sem dialogar com PSDB, acabou governando com o pior do PMDB.

Pregando a conciliação enquanto o PT prega o confronto, Serra ''prometeu'' que se eleito presidente da República convidará o PT, de Dilma, e o PV, de Marina, para governarem juntos com os demais partidos que o apoiaram.

Enquanto Serra se aproxima dos evangélicos, Dilma, cristã nova em celebrações da Igreja Católica, participou anteontem à noite da inauguração de instalações do sistema de comunicação Canção Nova, ligada à Igreja, em Brasília, aonde, sempre procurando um angulo melhor para as fotos, rezou, fez o sinal da cruz e pediu bênçãos aos padres, bispos e arcebispos presentes.

Indicando cada vez mais que o PMDB não estará unido em torno da candidatura de Dilma, (1) José Fogaça, candidato peemedebista ao governo do Rio Grande do Sul, admitiu a possibilidade de apoiar a candidatura de Serra à Presidência da República e (2) o senador peemedebista Jarbas Vasconcelos será candidato ao governo de Pernambuco e, como sempre fez oposição à Lula, já garantiu que apoiará o candidato tucano.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Dando um novo alerta do enorme risco potencial de computadores ultravelozes criarem um caos no mercado e provocando pedidos de sanção contra estas negociações de alta frequência, ontem um erro operacional, vulgarmente chamado de ''dedo gordo'', com a programação de algoritmos causou uma queda exorbitante de quase 1.000 pontos do índice Dow Jones, o maior e mais rápido colapso na pontuação já registrada na história durante os negócios.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário