R.B. 6/MAI/10 "O sonho acabou"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"O sonho acabou"

São Paulo, 6 de maio de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, acompanhando a provável melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, já que o parlamento Grego deve aprovar hoje as medidas de austeridade propostas pela União Européia para lidar com crise econômica do país.
- O DÓLAR deve cair, retomando sua ''trajetória natural'' e em um ''ajuste técnico'' após a forte alta do pregão anterior, acompanhando a melhora do ''humor mundial'' e o fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 0,1%, abriu em queda, para na mínima recuar -2,0%, porem, com bom volume de negócios (R$ 7,9bi) e muita volatilidade, recuperou-se ainda na parte da manhã para na máxima avançar 1,1% e fechar próxima da estabilidade, em um movimento de ''caça de barganhas'' após as perdas recentes e diante da divulgação de bons resultados corporativos de empresas brasileiras.
- DÓLAR 2,1% à R$ 1,80, já abriu em alta e, seguindo a tendência internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (4,9%), para fechar na maior patamar em quase 2 meses.
- Na ÁSIA, com baixo volume de negócios, JAPÃO e CORÉIA não operaram devido a feriados locais e CHINA 0,8%, revertendo as perdas do início da sessão, à medida que a redução das preocupações com potenciais medidas de aperto estimulou a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião nos setores bancário e imobiliário.
- Na EUROPA, em mais um dia de queda, diante dos persistentes temores entre os investidores de que a crise Grega se espalhe por toda a zona do euro, INGLATERRA 1,3%, FRANÇA 1,4% e ALEMANHA -0,8%, novamente com d estaques de queda para ações de bancos, como BBVA (-3,7%), Credit Agricole (-2,4%), Natixis (-2,7%) e Piraeus (-2,2%), já que desta vez a agência de classificação de risco de crédito Moody's advertiu sobre a possibilidade de um corte da ''nota'' de Portugal.
- Nos EUA, também e novamente temendo que a crise Grega se espalhe por outros países da Europa, S&P -0,7%, DJ -0,5% e NASDAQ -0,9%, com ótimo volume de negócios e destaques de queda para ações dos setores industrial e de matérias-primas, que são mais sensíveis às perspectivas para o crescimento econômico.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Abordando o tema infraestrutura, hoje o jornal britânico Financial Times publicou um caderno especial sobre o Brasil, no qual ressalta que o PAC não é um fracasso e afirma que o país tem “um futuro brilhante'' que por pouco ainda está fora de alcance devido à falta de entrosamento entre os governos federal, estaduais e municipais.

Com o objetivo de elevar o saldo da balança comercial brasileira, cujo superávit acumulado nos 3 primeiros meses deste ano está cerca de -60% menor que no mesmo período de 2009, o governo anunciou ontem (1) a suspensão do desconto no Imposto de Importação de autopeças, (2) a devolução de 50% de créditos tributários acumulados em até 30 dias e (3) a criação do EximBrasil, que será uma agência para financiar as vendas externas.

Dando mais 2 ''importantes e sólidos'' sinais de crescimento da economia brasileira, (1) em ABR/10 o consumo de energia elétrica no país aumentou 9% na comparação com igual período em 2009, acumulando nos últimos 12 meses alta de 4,3% sobre período correspondente anterior e (2) em MAR/10 a indústria brasileira registrou o maior faturamento desde 2005, ano de início desta série histórica, com um crescimento de 4,3% em relação a FEV/10 e de 14,7% na comparação com MAR/09.

Principalmente devido a elevação da Selic, que fez com que a conta financeira tivesse um saldo positivo de US$ 2,9bi, o maior desde OUT/09, em ABR/10 o BC brasileiro contabilizou um fluxo cambial positivo em US$ 2,2bi, o mais alto também desde OUT/09.

- A Vale subiu 2,4% e, após o fechamento do pregão, divulgou que seu lucro líquido caiu 8,6% no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período do ano passado e cresceu 6,3% em relação ao ultimo trimestre de 2009.
- A Petrobrás caiu -0,7%, mesmo após Guilherme Estrella, diretor de Exploração e Produção da empresa, anunciar que a estimativa de custo de extração do petróleo do pré-sal caiu pela metade ao longo de 1 ano.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Confirmando que, alem de ter uma experiência administrativa muito maior, Serra também tem um ''traquejo político'' maior que Dilma, ao serem questionados sobre o reajuste de 7,7% para os aposentados aprovado pela Câmara, enquanto o tucano afirmou que apoiaria a decisão de Lula, a petista evitou responder a questão.

Como em ano de eleição político gosta de fazer ''caridade com dinheiro publico'', segundo ''rumores'' o irresponsável projeto que prevê reajuste de 7,7% dos aposentados que ganham mais de um salário mínimo "passa fácil" no Senado, o que obrigará Lula a ter o desgaste político de veta-lo.

- Com um discurso cada vez mais convincente, Serra tem ressaltado que não se coloca como oposição nem como situação, e sim como um candidato para o futuro.

Cerca de 1 semana após ''enterrar'' a candidatura presidencial de Ciro Gomes, ontem o PSB anunciou que o seu apoio oficial à pré-candidata Dilma ocorrerá no próximo dia 21/MAI/10 em reunião da executiva do partido em Brasília.

Sem conseguir chegar a um acordo, ontem presidente do PMDB, Michel Temer, e do PT, José Eduardo Dutra, se reuniram para discutirem o futuro da aliança dos partidos em MG, segundo maior colégio eleitoral, aonde o peemedebista Hélio Costa e o petista Fernando Pimentel querem ser candidatos ao governo.

Afastando-se do PSDB, que apoiará a reeleição do governador Luiz Henrique, ontem, em uma cerimônia prestigiada por líderes nacionais da legenda, o DEM lançou a candidatura do Senador Raimundo Colombo ao governo de Santa Catarina.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

''O sonho acabou'', e acabou em confusão, briga e quebra-quebra, foram milhões de reais investidos para formar um ''elenco de peso'', inclusive trazendo o maior goleador da história das copas, porem ao que tudo indica o centenário do time de futebol mais popular do Brasil não terá nenhum título para ser comemorado.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
-------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário