R.B. 21/MAI/10 ''Capenga e frágil''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Capenga e frágil"

São Paulo, 21 de maio de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, finalmente em um movimento de ''caça de barganhas'' após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 9/SET/09 (aos 58.192pts), porem deve-se ressaltar que no curto prazo a instabilidade deve permanecer.
- O DÓLAR deve cair, em um ''ajuste técnico'' após 6 pregões consecutivos de alta, nos quais atingiu o maior patamar desde a primeira semana de FEV/10, e também influenciado pela manutenção das perspectivas positivas para a economia brasileira.

ONTEM
- BOVESPA -2,5%, já abriu em queda e, mais uma vez seguindo o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar em queda pelo sexto pregão consecutivo, diante do medo de que a crise na Europa tome novas e maiores proporções.
- DÓLAR 1,2% à R$ 1,86, já abriu em alta e, seguindo a tendência internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também influenciado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (0,5%).
- Na ÁSIA, seguindo as perdas na Europa e nos EUA no dia anterior, JAPÃO -1,5%, no menor patamar em 3 meses, CORÉIA -1,8%, diante das incertezas geopolíticas após a notícia de que uma investigação internacional apontou que um torpedo disparado por um submarino da Coréia do Norte afundou uma corveta sul-coreana em MAR/10 e CHINA -1,2%, no menor patamar em mais de um ano, com contínuos temores de que Pequim poderá adotar medidas adicionais de aperto.
- Na EUROPA, em mais um dia no qual os investidores continuaram desfazendo-se de ativos de risco mais elevado em meio a temores de divisões na região sobre como lidar com a crise da dívida soberana na zona do euro, INGLATERRA -1,6%, FRANÇA -2,2% e ALEMANHA -2,0%, já que a decisão unilateral da Alemanha de proibir algumas modalidades de posições vendidas a descoberto não ajudou a convencer os investidores que os líderes europeus estariam enfrentando de forma unida os problemas de endividamento do bloco.
- Nos EUA, diante de crescentes temores de que as medidas da zona do euro para combater a crise de dívida possam minar a recuperação econômica global, S&P -3,9%, DJ -3,6% e NASDAQ -4,1%, pressionadas ainda mais no final da sessão após o Senado norte-americano votar em prol da finalização de um debate sobre uma abrangente reforma na regulação financeira.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ontem, após receber o prêmio "Personalidade do Ano" de 2010, promovido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, Meirelles, presidente do BC, ''avisou'' que o próximo desafio do Brasil é aumentar a produtividade eliminando os gargalos da economia para que o País possa crescer de modo sustentável, ressaltando que, por essa razão, é importante manter o PAC, com foco em infraestrutura, como energia e transporte, bem como no capital humano, com indispensável melhoria na educação.

''Apostando'' que o Brasil pode ser a quinta maior economia do mundo já na próxima década, Marcio Pochmann, presidente do Ipea, ressaltou a oportunidade de transição da economia brasileira para um modelo de desenvolvimento que prioriza a sustentabilidade e cujo desafio não é voltar a crescer de forma mais rápida, mas combinar o crescimento com um melhor bem-estar social e, sobretudo, ambiental.

Acompanhando o otimismo do ''mercado'', que já fala em até 7%, o governo elevou, de 5,2% para 5,5%, sua previsão de crescimento da economia brasileira neste ano e, mesmo com a ultima alta da Selic, também aumentou, de 5% para 5,5%, suas estimativas para o IPCA deste ano.

Diante do aumento da renda e do salário mínimo, segundo a economista Sonia Rocha, do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade, o percentual de pobres no Brasil caiu de maneira sustentável entre 2004 e 2008 (de 33,2% para 22,9%), e, mesmo com a crise financeira internacional, o movimento provavelmente não foi interrompido em 2009.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em ABR/10 0 Brasil já tinha 180.765.438 de celulares habilitados, 16,9% mais que em ABR/09 e (2) em MAR/10 a perspectiva de inadimplência das empresas para os próximos seis meses caiu -2%, registrando o 11º recuo mensal consecutivo.

Acumulando uma alta de 5,26% nos últimos 12 meses, em MAI/10 o IPCA-15 registrou inflação de 0,63%, excedendo a leitura do mês passado, de 0,48% e também do mesmo período de 2009 (0,59%).
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Mostrando, conforme já ocorreu em SP e em PE, como é ''capenga e frágil'' a aliança nacional entre o PT e o PMDB, ontem, durante uma viagem a Porto Alegre, Serra recebeu o apoio dos deputados estaduais do PMDB gaúcho à sua candidatura à presidência.

Com o crescimento de Dilma nas pesquisas e a possibilidade cada vez maior de Michel Temer ser o seu vice, cresce cada dia mais dentro do PSDB a pressão para que Aécio aceite a vaga de vice na chapa de Serra.

Aprovado pelo Congresso como remédio contra a corrupção na política, o projeto Ficha Limpa não deve alterar o perfil das candidaturas este ano, já que segundo o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ele só poderá ser aplicado contra pessoas condenadas no intervalo de tempo entre a sanção de Lula e o registro das candidaturas.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Copiando uma ótima idéia que Serra, à duras penas e com muita resistência, implementou nas escolas estaduais de SP, a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômicos, que reúne os países ricos, divulgou ontem um estudo que recomenda que a remuneração dos servidores ocorra de acordo com seu desempenho.

Copiando uma idéia de Lula, que por sua vez não teve coragem de implementa-la no Brasil, o governo espanhol prepara um imposto sobre patrimônios de mais de 1 milhão de euros em propriedades, ações e rendas.
-------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário