R.B. 13/MAI/10 ''Classe superior''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Classe superior"

São Paulo, 13 de maio de 2010 (QUINTA-FEIRA).
-------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e também beneficiada pela melhora nas perspectivas internas e externas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode voltar a cair, rumo aos R$ 1,75, seguindo a melhora do cenário externo e principalmente o ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e ''investimentos''.

ONTEM
- BOVESPA 1,2%, já abriu em alta e, seguindo a nova melhora do cenário externo, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos por empresas brasileiras, como BM&F-Bovespa (7,5%), porem com baixo volume de negócios (R$ 5,4bi).
- DÓLAR -0,6% à R$ 1,77, já abriu em queda e, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa e a trajetória internacional da moeda norte-americana, manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, também influenciado pelo forte recuo do risco-Brasil (-7,6%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -0,2%, prejudicada por algumas previsões mais tímidas por parte da Toyota e de outras grandes companhias, CHINA 1,2%, sustentada pela ''caça de barganhas'' pelos investidores, já que no dia anterior fechou no menor patamar em quase 1 ano e CORÉIA -0,4%, diante dos ''temores'' de que tanto a Coréia como a China adotem medidas de aperto monetário antes do previsto.
- Na EUROPA, ''animadas'' pela divulgação de sinais de recuperação do PIB das economias da região e pelo primeiro dia de funcionamento de um governo de coalizão no Reino Unido, INGLATERRA 0,9%, FRANÇA 1,1% e ALEMANHA 2,4%, também impulsionada por bons resultados financeiros do ING (4,2%) e da Allianz (3,4%).
- Nos EUA, fechando a melhor série de altas em 3 dias dos últimos 10 meses, S&P 1,4%, DJ 1,4% e NASDAQ 2,1%, desta vez amparadas pelo bom desempenho de ações dos setores tecnológico e industrial, após a Espanha divulgar um plano de austeridade que assegurou a investidores que a Europa está resolvendo seus problemas fiscais.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após ''garantir'' que este ano a economia brasileira crescerá entre 5,5% e 6% sem desequilíbrio macroeconômico e sem formação de gargalos ou de bolhas, Mantega, ministro da fazenda, afirmou que o Brasil já é um país de classe média, posto que a classe C já representa mais de 50% da população brasileira, principalmente devido ao aumento real do salário mínimo e a uma substancial redução das desigualdades.

''Prometendo'' que as eleições presidenciais não irão interferir na condução da economia, Lula ''garantiu'' que, se necessário, o juro no Brasil será elevado para controlar a inflação e manter a estabilidade econômica.

Se destacando entre os otimistas, ontem (1) Nelson Barbosa, secretário de Política Econômica do ministério da Fazenda, afirmou que a variação do PIB brasileiro nos 3 primeiros meses de 2010 ficará entre 7,5% e 8,5%, ressaltando que este ainda reflete a influência dos incentivos fiscais em curso desde o ano passado e (2) o Itaú Unibanco anunciou que elevou, de 6,5% para 7,5%, suas ''apostas'' para a expansão do PIB brasileiro em 2010, ressaltando que a recuperação da crise mundial tem adquirido mais vigor e que a demanda interna ainda é impulsionada pelos estímulos monetário, fiscal e creditício.

Dando novos, e cada dia mais sólidos, sinais positivos da economia interna, (1) em ABR/10 as vendas de papelão ondulado, que são vistas um termômetro do nível de atividade geral, foram 18,27% maiores que em ABR/09, (2) em MAR/10 as vendas do comércio foram 15,7% maiores que no mesmo mês de 2009 e (3) em MAR/10 as vendas de veículos no comércio varejista subiram 10,3% ante o mês anterior, maior variação desde SET/09.

Apesar de toda a turbulência na Europa e nos EUA, na semana passada, a primeira de MAI/10, o saldo de entrada e saída de dólares do país, conhecido como fluxo cambial, ficou positivo em US$ 3,7bi.

- A Petrobras subiu 1,0%, diante de ''rumores'' de que (1) a empresa divulgará bons resultados na sexta-feira, (2) os parlamentares do PSDB estavam dispostos a votar o pré-sal e (1) foi descoberto um novo poço de petróleo cujas reservas que somam 4,5 bilhões de barris, o segundo maior do país, atrás de Tupi, estimado até 8 bilhões.
- A Brasil Foods caiu -0,4%, porem, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que teve lucro líquido de R$ 52,6mi no primeiro trimestre deste ano, revertendo prejuízo de R$ -465mi no mesmo período de 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Cutucando Serra com ''vara longa'', ontem Lula afirmou, durante uma entrevista na TV, que acha chiquérrimo ser economista e que economista na oposição sabe mais, ''garantindo'' também que irá se comportar depois do mandato e que não ficará dando palpite no governo.

Mais uma vez escorregando em suas palavras, ontem Dilma classificou como "humanitária" a tentativa do Brasil de dialogar com o governo iraniano e chegou a afirmar que a República Islâmica "controla armas nucleares".

Preocupado com o desempenho de sua candidata à presidência, hoje, durante seu horário gratuito na TV, o PT tentará refazer a imagem de Dilma, apresentando-a como uma líder política, mãe, avó, executiva eficiente e que tem capacidade de coordenação de um governo.

''Estrategicamente'' corroborando com a opinião de Serra, ontem a direção da CUT entregou para Mantega, ministro da Fazenda, um documento em que repete as críticas feitas pelo pré-candidato do PSDB à Presidência à política de juros e à independência do BC.

Apesar de participar ativamente do governo Lula, a direção nacional do PP liberou a legenda no Rio Grande do Sul para apoiar a candidatura do tucano à Presidência da República e agora trabalha para fechar uma aliança em favor da reeleição da governadora gaúcha Yeda Crusius, também do PSDB.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Com o Irã e seu programa nuclear como temas principais, hoje Lula desembarca em Moscou para um encontro com o presidente russo, Dmitri Medvedev, já que o governo local considera "positiva" a iniciativa do presidente brasileiro de tentar avançar nas conversas com Teerã sobre seu enriquecimento de urânio.

Como se considera de uma ''classe superior'', Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal, defendeu ontem a manutenção de um dos mais polêmicos privilégios dos juízes brasileiros, as férias de 60 dias por ano, ressaltando que este descanso extra é necessário porque os magistrados não têm hora certa para trabalhar e alguns acabam morrendo cedo de problema cardíaco.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário