R.B. 26/ABR/10 ''Estrela mundial''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Estrela mundial"

São Paulo, 26 de abril de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, acompanhando a trajetória ascendente das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que o Copom deve elevar a Selic na reunião desta semana, o que por reduzir, ao menos no curto prazo, o apetite por risco dos investidores.
- O DÓLAR pode seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar a semana abaixo dos R$ 1,75, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e também influenciado pela provável elevação da Selic, que tornará ainda mais atraente a taxa real de juros da economia brasileira.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA 0,2%, abriu em queda, para na mínima recuar -0,7%, porem, praticamente repetindo a dinâmica dos negócios na jornada do dia anterior, passou a subir na ultima hora do pregão, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY.
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,76, já abriu em queda e, apesar dos leilões de compra do BC, manteve a trajetória descendente ao longo de ''quase'' todo pregão, também influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-1,2%).
- Na ÁSIA, diante das preocupações com a renovação das dívidas da Grécia, JAPÃO -0,3%, com destaques de queda para exportadoras com forte exposição na zona do euro, como Nikon (-0,9%) e Fanuc (-1,0%), CHINA -0,5%, prejudicadas por ''temores'' de que o governo poderá impor novas medidas para conter a especulação imobiliária e CORÉIA -0,1%, seguindo a tendência das demais bolsas locais.
- Na EUROPA, ''aliviadas'' após a Grécia finalmente ''baixar a bola'' e pedir ajuda ao FMI, INGLATERRA 1,0%, FRANÇA 0,7% e ALEMANHA 1,5%, impulsionadas também pelos lucros da Ericsson e da Volvo e pela melhora do sentimento do empresariado alemão.
- Nos EUA, nos maiores patamares em 19 meses, S&P 0,7%, DJ 0,6% e NASDAQ 0,4%, após (1) a Merck, cujas ações subiram 5,1%, diminuir preocupações com o impacto da reforma do sistema de saúde no setor, afirmando que seus custos serão relativamente baixos, (2) a alta de 1,7% do petróleo e (3) a American Express, cujas ações subiram 2,7%, informar resultados que superaram as expectativas do mercado.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após ''garantir'' que o déficit em conta corrente do Brasil não deve continuar subindo e vai se ajustar, Meirelles, presidente do BC, afirmou, durante a reunião de ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G20, que esse ajuste será resultado de vários fatores, como o câmbio flutuante, o aumento do crescimento em outros países e do investimento estrangeiro direto.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) no primeiro trimestre deste ano a taxa de inadimplência com cheques ficou em 1,92%, o que representa o menor patamar para o período desde 2005, (2) em MAR/10 a produção de celulose no Brasil foi 17,5% maior que em MAR/09 e 8,8% superior a FEV/10, (3) segundo o IBGE, pela primeira vez em 16 anos, metade dos trabalhadores das metrópoles do País tem a carteira assinada pelas empresas do setor privado, (4) em FEV/10 as vendas de imóveis em SP foram 83,7% maiores do que no mesmo mês de 2009 e 89,5% acima do de JAN/10.

Corroborando com a propaganda do governo Lula, segundo um estudo divulgado pela fundação alemã Bertelsmann o Brasil está entre os países que reagiram de maneira mais efetiva à crise financeira internacional, principalmente diante dos programas sociais do seu governo Federal e da rapidez e da eficiência das medidas tomadas para estabilizar sua economia.

Ressaltando que o Brasil é o exemplo perfeito do país que terá que saber lidar com as dificuldades associadas ao sucesso, o FMI ''alertou'' que, embora os sinais de recuperação da economia sejam animadores, ainda "subsistem muitos desafios" que devem ser enfrentados coletivamente, como o compromisso com "níveis sustentáveis" da dívida pública, o fortalecimento da regulamentação financeira, a manutenção do câmbio flexível e a diminuição ou até mesmo a reversão dos pacotes de estímulo aplicados durante a crise.

Refletindo melhor a nova realidade da economia mundial, ontem os 186 Estados membros do Banco Mundial anunciaram um acordo para ampliar seu capital em US$ 5,1bi e para uma transferência de 3,13% dos direitos de voto aos países emergentes, o que elevou o peso do voto do Brasil de 2,06% para 2,24%.

Acima das ''apostas do mercado'' (0,27%) e com isto aumentando a pressão sobre o Copom, que esta semana deve elevar a Selic em ao menos 0,5%, o IPC da terceira quadrissemana de ABR/10 ficou em 0,34%, variação maior do que a registrada na segunda quadrissemana, quando havia ficado em 0,23%.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como, nesta fase da campanha, Serra está se saindo melhor e demonstrando mais experiência, Lula chamou Dilma para uma conversa e aconselhou sua candidata a viajar menos e a treinar para encarar entrevistas, ressaltando que ela está sendo muito "técnica" e que precisa ser "direta e simples".

Amanhã, depois de se reunir para sepultar, oficialmente, a candidatura à Presidência de Ciro Gomes, a cúpula do PSB vai cobrar do comando da campanha da candidata petista a liberação para que aliados, como PCdoB e PR, façam coligações regionais com o partido.

Tratada e reverenciada como ''estrela mundial'', Marina Silva foi aos EUA para participar do Dia da Terra e durante seu discurso afirmou que os norte-americanos tem a "grande responsabilidade" de reduzir "efetivamente" as emissões.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Conforme já se ''suspeitava'', mas pouco se falava, segundo um estudo realizado por especialistas em finanças pessoais, investir por conta própria é a melhor opção para aposentadoria, já que as taxas cobradas por planos de previdência privada, a longo prazo, corroem a rentabilidade desta aplicação.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário