R.B. 23/ABR/10 ''Arte de mentir''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Arte de mentir"

São Paulo, 23 de abril de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, tentando retomar o patamar dos 70.000pts, acompanhando a provável melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e influenciada pelas perspectivas cada dia mais positivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode cair, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e mais uma vez ''testando o suporte'' dos R$ 1,75, diante do ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos e das ''apostas'' de elevação da Selic na semana que vem.

ONTEM
- BOVESPA 0,1%, abriu em queda, para na mínima recuar -1,7%, porem, com bom volume de negócios (R$ 6,5bi), foi se recuperando ao longo do dia e passou a subir na ultima hora do pregão, sustentada principalmente pelas ações da Vale (0,6%), que confirmou o reajuste de 100% para seu minério de ferro, e seguindo a recuperação das bolsas de NY.
- DÓLAR 0,7% à R$ 1,76, já abriu em alta e, após 2 pregão consecutivos de baixa, manteve a trajetória positiva ao longo de todo dia, diante do maior nervosismo nos mercados pelo déficit grego e do anuncio de que no primeiro trimestre deste ano o Brasil teve o pior saldo em conta corrente desde 1947.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -1,3%, com destaques de queda para exportadoras do setor siderúrgico, como JFE (-1,9%) e Nippon Steel (-2,3%), CHINA -1,1%, pressionada pelo desempenho dos bancos, que sucumbiram às preocupações de que as medidas de Pequim para conter a especulação no mercado imobiliário irão prejudicar seus rendimentos e CORÉIA -0,5%, em um dia de realização de lucros em ações de financeiras e de empresas de tecnologia.
- Na EUROPA, seguindo a abertura negativa das bolsas de NY, INGLATERRA -1,0%, FRANÇA -1,4% e ALEMANHA -1,0%, diante do aumento das preocupações com a Grécia, depois que a Eurostat, a agência de estatísticas da União Européia, revisou em alta o déficit orçamentário grego no ano passado e que a Moody's rebaixou o rating de crédito do país.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,6%, diante de uma rodada de resultados corporativos acima do esperado de importantes empresas de consumo, como a Starbucks (7,3%), e do anuncio de que os pedidos de auxílio-desemprego caíram, retomando a tendência de baixa interrompida pelo feriado da Páscoa.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após negar que exista risco de uma bolha de ativos no país e que a maior economia da América Latina tenha superaquecido, Mantega, ministro da Fazenda, afirmou que está atento para tomar as medidas adequadas para manter a inflação brasileira sob controle.

Ressaltando que o Brasil já possuía uma regulação sólida do setor financeiro e que por isto não precisou usar dinheiro público para salvar bancos, Meirelles, presidente do BC, afirmou o país é líder nas discussões da reforma do sistema financeiro internacional e que o real não faz mais parte do grupo "vulnerável" de moedas, e sim do conjunto de países exportadores de commodities.

Com a ''moral'' de quem classificava os subprime como sem risco e de quem ainda atualmente acredita que o risco da Grécia é o mesmo do Brasil, a agencia de classificação Moody's ''alertou'' que o conjunto de incentivos monetários e fiscais do ano passado não apenas tirou a economia brasileira da recessão, como a colocou num ritmo superaquecido, o que leva o BC a um impasse no esforço de controlar a inflação, que poderia chegar à casa dos 6%, ainda abaixo mas muito perto do teto da meta de 6,5%.

Se juntando ao ''fã clube do Brasil'', Otto Von Sothen, presidente da divisão de alimentos da Pepsico no Brasil, afirmou que o Brasil é uma das raras unanimidades da economia, ressaltando que os fundamentos para isto são (1) estabilidade econômica e política, (2) o controle da inflação e (3) a redução da taxa de juros.

Dando sinais positivos da economia brasileira (1) em MAR/10 as operações de crédito imobiliário com recursos da poupança atingiram R$ 4,1bi, registrando com isto um aumento de 82% na comparação com MAR/09 e o melhor resultado para esse mês da série histórica, iniciada em 1967, e (2) nos 3 primeiros meses de 2010 os investimentos de estrangeiros diretos no país totalizaram US$ 5,7bi, contra US$ 5,3bi no mesmo período de 2009.

- A Petrobrás caiu -1,3%, porem ontem, após o fechamento do pregão, seu presidente, José Sergio Gabrielli, afirmou que acredita que a capitalização da estatal será aprovada até meados de JUN/10.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Conforme mandou o ''chefe Lula'', para não prejudicar a candidatura da ''companheira'' Dilma, o PSB decidiu que Ciro Gomes não será candidato a presidente da República e que consultará os diretórios sobre uma aliança com o PT, que em troca apoiará candidatos ao governo do partido em 5 Estados.

O PSDB tem mais de 30 prefeitos em Pernambuco, e mais da metade deles já anunciou seu apoio a reeleição de Eduardo Campos, do PSB, já o senador Jarbas Vasconcelos, do PMDB, aspirante à sucessão do atual governador de Pernambuco, afirmou que só apóia a eleição de Serra seu o senador Marco Maciel for candidato à reeleição e se o senador Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, também for, porem este ultimo prefere coordenar a campanha de Serra, que ao que tudo indica pode ficar sem palanque na terra de Lula.

Discursando, ao lado de Lula, ao assumir a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski afirmou que a Justiça Eleitoral adotará "máximo rigor" para coibir irregularidades cometidas pelos políticos, como o financiamento ilegal de campanhas, propaganda eleitoral indevida, abuso de poder político e econômico e a captação ilícita de recursos.

Se especializando na ''arte de mentir'', Dilma afirmou que (1) o PSDB já defendeu o fim da Bolsa Família e acha que o programa é contraditório com a geração de empregos e (2) estará ao lado de Ciro Gomes em qualquer circunstância.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como já se ''suspeitava'', segundo uma investigação feita por senadores norte-americanos, algumas das principais agências de classificação de risco dos EUA, principalmente Moody's e Standard & Poor's, ajudaram os bancos a ''maquiar números'' para atenuar os riscos de determinados investimentos antes do surgimento da crise global financeira, em SET/08, já que sabiam que alguns investimentos eram mais arriscados do que o índice de risco dado por elas faria supor.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário