R.B. 8/FEV/10 ''Acelerando forte''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Acelerando forte"

São Paulo, 8 de fevereiro de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, em um movimento de ''caça de barganhas'' e recuperando parte das perdas acumuladas no ano (-8,5%) e na semana passada (-4,0%), seguindo a provável melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais após a reunião do G-7.
- O DÓLAR deve cair, respeitando a resistência dos R$ 1,90 após avançar 8,6% no ano, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e a manutenção do fluxo positivo de recursos externos.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -1,8%, já abriu em queda e, acompanhando a manutenção do ''humor negativo'' nas demais bolsas mundiais, manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, ainda ''assombrada'' pelos problemas fiscais na Grécia, em Portugal e na Espanha, para fechar no menor patamar desde 3/NOV/09.
- DÓLAR 0,4% à R$ 1,89, já abriu em alta e, acompanhando o ''humor negativo'' na Bovespa e nas demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar no maior patamar desde 1º/SET/09, apesar do recuo do risco-Brasil (-0,5%).
- Na ÁSIA, diante dos temores com a situação financeira de países da zona do euro e das inquietações com os números do emprego nos EUA, JAPÃO -2,8%, CORÉIA -3,1% e CHINA -1,9%, com destaques de queda para as grandes exportadoras, como Nikon (-4,1%) e TDK (-4,5%).
- Na EUROPA, em mais um dia de perdas, já que Dominique Strauss-Kahn, diretor geral do FMI, afirmou que a crise "é muito forte" na Espanha, INGLATERRA -1,5%, FRANÇA -3,4% e ALEMANHA -1,8%, nos menores patamares em 3 meses, com destaques de queda para ações de bancos, como BNP Paribas (-1,3%), HSBC (-2,3%), Lloyds Banking Group (-3,2%) e Sociéte Générale (-5,5%).
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa na ultima 1/2 hora do pregão, S&P 0,3%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,7%, ''aliviadas'' pela queda da taxa de desemprego, de 10% para 9,7%, e pela queda menor que o esperado no volume de crédito.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Cada dia mais otimista, Meirelles, presidente do BC, afirmou que a recente turbulência nos mercados, diante de preocupações com a situação fiscal de alguns países europeus, é parte de uma "instabilidade natural" depois da forte crise global, ressaltando que o importante é que no Brasil não temos esse tipo de dificuldade.

''Garantindo'' que no Brasil não vai faltar mais dinheiro para investir na qualidade de vida e na geração de empregos, Lula ''avisou'' que a segunda edição do PAC será lançada até 26/MAR/10.

Mostrando mais uma vez a urgência de investimentos em infraestrutura, como o terminal do porto de Itaqui, no Maranhão, está atrasado há 3 anos e só ficará pronto em 2012, este ano a safra recorde de 65,1 milhões de toneladas de soja vai agravar a situação do já caótico sistema logístico nacional, porem Pedro Brito, ministro da Secretaria Especial de Portos, prometeu que dentro de 3 anos o Brasil estará entre os 20 melhores índices de logística do mundo.

Confirmando que a economia brasileira começou 2010 ''acelerando forte'', segundo ''informações privilegiadas'' de Carlos Lupi, ministro do Trabalho, em JAN/10 o Brasil gerou um numero recorde de empregos para um mês de janeiro, superando o recorde anterior de JAN/07 (142 mil postos).

Como mais um sinal da mudança, para melhor, de patamar do Brasil, sexta-feira, com a presença de Lula, foi inaugurada em Porto Alegre a primeira fábrica de chips da América Latina, que recebeu investimentos de mais de R$ 400mi do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Dando mais um sinal de elevação da inflação, o que provavelmente fará o Copom a elevar a Selic na reunião da próxima semana, o IPCA de JAN/10 ficou em 0,75%, apresentando o maior avanço desde MAI/08 e acumulando uma alta de 4,59% nos últimos 12 meses, patamar acima da meta do BC (4,5%).
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Confirmando que não ''venderá barato'' seu apoio à Dilma, o PMDB, após reeleger Michel Temer para a presidência do partido, ressaltando que serão os peemedebistas quem indicarão o vice da petista, agora também querem participar da elaboração do plano de governo da candidata de Lula.

Podendo fazer Dilma crescer ainda mais nas pesquisas de intenção de votos, FHC afirmou, durante um seminário de prefeitos tucanos, que a ministra chefe da Casa Civil é um ''boneco'' nas mãos de Lula, que no caso seria o ventríloquo que manipula este boneco.

Apesar da recondução de Michel Temer ao comando partidário, o PMDB do Rio Grande do Sul, assim como o de SP, continua torcendo o nariz para Dilma Rousseff e prefere apoiar o tucano José Serra.

Obviamente mais atrapalhando do que ajudando, Chavez, o ditador da Venezuela, afirmou, durante seu programa semanal de rádio e TV, que torce para que a petista Dilma vença as eleições presidenciais no Brasil, ''alertando'' também que "direitistas" do continente, com o amparo e a ajuda dos EUA, suscitaram uma ofensiva política para recuperar o poder.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Comandada por Obama, que tem mostrado que assim como Bush ''gosta de briga'', a comunidade internacional reagiu com dureza à decisão de Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã, de começar a processar no país urânio enriquecido a 20% ''garantindo'' que só o usará para fins pacíficos.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário