R.B. 2/FEV/10 ''Mesquinha, tacanha, pequena e sem nenhuma visão de futuro''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Mesquinha, tacanha, pequena e sem nenhuma visão de futuro"

São Paulo, 2 de fevereiro de 2010 (-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve voltar a subir, dando seqüência o movimento de recuperação das perdas de JAN/10 (-4,7%) iniciado no pregão anterior, ainda beneficiada pela alta das commodities e pelo gradativo retorno dos investidores externos.
- O DÓLAR pode cair, dando seqüência ao ''ajuste técnico'' após as altas recentes, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e também influenciado pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 1,8%, já abriu em alta e, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, beneficiada principalmente pela recuperação dos preços das commodities.
- DÓLAR -1,3% à R$ 1,86, abriu em alta, para na máxima se aproximar de R$ 1,90, porem, apesar dos leilões de compra do BC, logo passou a cair, seguindo a melhora do ''humor'' na Bovespa e o decréscimo do risco-Brasil (-1,3%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,1%, com cobertura de vendas a descoberto sustentando blue chips específicas, como a Sony (1,7%) e Softbank (2,3%), CHINA -1,6%, com destaques de queda para as ações de bancos, como Shanghai Pudong Development Bank (-2,0%) e Bank of Communications (-1,4%), diante do anuncio de novas ofertas de ações e CORÉIA 0,3%, após um pregão marcado pela forte volatilidade com as montadoras Hyundai (2,7%) e a Kia (5,6%) liderando os ganhos.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, INGLATERRA 1,1%, FRANÇA 0,6% e ALEMANHA 0,8%, animadas pelos fortes índices de atividade industrial dos gerentes de compras ao redor do mundo e com destaques de alta para empresas do setor de recursos básicos, como ArcelorMittal (4,7%), Kazakhmys (5,1%) e Anglo American (2,4%).
- Nos EUA, reavivando o otimismo após as ações terem apresentado em JAN/10 o pior desempenho mensal em quase 1 ano, S&P 1,4%, DJ 1,2% e NASDAQ 1,1%, beneficiadas por dados melhores que o esperado no setor manufatureiro e pelo balanço ''animador'' da Exxon Mobil, cujas ações subiram 2,7%.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Classificando o Brasil como ''o paraíso dos investidores institucionais'', uma recente reportagem do diário norte-americano The Wall Street Journal ressaltou que a altíssima taxa real de juros da economia brasileira, que aliás está com tendência de alta, faz com que os títulos de 2 anos em moeda local do governo brasileiro apresentem um retorno de 11,2% ao ano, patamar extremamente atraente quando comparando com os 5,2% oferecidos pelos papéis da Grécia, país que aliás passa por forte crise financeira.

Mandando um recado ao Copom, que na semana passada manteve a Selic em 8,75%, o ''mercado'' elevou, de 4,6% para 4,62%, suas ''apostas'' para o IPCA projetado de 2010, patamar acima do centro da meta do BC (4,5%).

Acabando com uma ''novela'' que poderia restringir o crescimento da economia brasileira, ontem finalmente o Ibama assinou a licença ambiental que atesta a viabilidade ambiental da usina hidrelétrica de Belo Monte que, alem de ser o maior empreendimento do setor energético do governo Lula, será a segunda maior do país, atrás apenas de Itaipu.

Com o objetivo de converter o álcool, ou o etanol como preferem os ''gringos'', em um combustível mundial, a Cosan fechou uma joint-venture com a Shell que fará surgir uma das 15 maiores empresas brasileiras com um faturamento estimado em R$ 40bi.

Após acumular um déficit comercial de US$ -166mi em JAN/10, o Brasil, alem de denunciar a União Européia por violar as normas da Organização Mundial do Comércio nas exportações de açúcar, anunciou que analisa, juntamente com o setor privado, medidas de incentivo às exportações, que devem ser beneficiadas pela recuperação recente do dólar frente ao real e incentivadas por financiamentos do BNDES.

- A Cosan subiu 10,7%, após anunciar que assinou um memorando de entendimentos com a Shell para a união das operações açúcar, etanol, distribuição de combustíveis e pesquisa de desenvolvimento.
- O Banco do Brasil subiu 6,8%, após informar que uma revisão das contas em sua área previdenciária gerou um impacto positivo de R$ 1,6bi, que deverá ser embutido no balanço do quarto trimestre de 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Com poucas chances de tirar os tucanos do poder em SP e com ótimas chances de voltar a ocupar um ministério importante do governo Lula no ultimo ano de seu mandado, ontem Palocci comunicou oficialmente ao comando do PT paulista que desistiu de concorrer ao governo de SP e se colocou à disposição do partido para ajudar na campanha de Dilma à Presidência da República.

Cada dia menos preocupados com a opinião publica, em 2009, ano de uma das maiores crises políticas do Legislativo, ocorreram 9.820 ausências de deputados nas sessões de votação em plenário, o que representa um crescimento de mais de 2.000 em relação ao número total de faltas registrado em 2008 (7.643).

Fazendo ascender a luz vermelha no ''ninho tucano'', segundo a ultima pesquisa, enquanto a aprovação de Lula subiu de 78,9% em NOV/09 para 81,7% em JAN/10, na intenção de votos para presidente Serra está com 33,2%, Dilma subiu para 27,8%, Ciro caiu para 11,9% e Marina está com 6,8%.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Cometendo o pior erro de seu mandato, Obama, presidente do EUA, de forma ''mesquinha, tacanha, pequena e sem nenhuma visão de futuro'', decidiu cancelar o programa da Nasa que levaria humanos de volta à Lua por volta de 2020 e ao mesmo tempo que destinar um valor recorde de US$ 708bi em gastos com a defesa.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário