R.B. 22/OUT/09 "Débil e dispersa"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Débil e dispersa"

São Paulo, 22 de outubro de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, acompanhando a realização de lucros das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que a tendência continua sendo de alta, diante das boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR deve subir, acompanhando a provável realização de lucros na Bovespa, porem deve-se ressaltar que a tendência continua sendo de queda, já que o ''mercado raciocinou'' que o IOF de 2% para os especuladores externos, mesmo que reduza um pouco a entrada de capital, não aumentará a demanda pela moeda norte-americana posto que o dinheiro que já está por aqui não vai sair tão cedo.

ONTEM
- BOVESPA 0,3%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar -0,2% e, em um pregão marcado pela forte volatilidade, já que na máxima avançou 2,8%, e ótimo volume de negócios (R$ 8,1bi), fechou próxima da estabilidade dividida entre as perdas das bolsas de NY e a valorização das commodities no mercado internacional.
- DÓLAR -1,1% à R$ 1,72, já abriu em queda e, apesar dos leilões do BC e da instabilidade na bolsa, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, confirmando que o aumento do IOF foi como ''jogar água fria na fervura''.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas dos mercados de NY no dia anterior, JAPÃO -0,1%, divididas entre a realização de lucros das empresas de tecnologia e o bom desempenho das empresas de frete marítimo, CHINA -0,5%, realizando lucros 1 dia após fechar no maior patamar em 2 meses, com destaques de queda para ações de empresas dos setores automotivo e de seguros e CORÉIA -0,3%, pressionada pelas perdas em algumas ações tecnológicas.
- Na EUROPA, após uma sessão marcada pela volatilidade, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 0,1% e ALEMANHA 0,4%, recuperando as perdas iniciais diante da abertura positiva das bolsas de NY e com destaques de alta para as ações das empresas de telefonia, como France Telecom (1,9%) e Deutsche Telekom (2,0%).
- Nos EUA, revertendo uma abertura positiva para fecharem em queda pelo segundo dia consecutivo, S&P -0,9%, DJ -0,9% e NASDAQ -0,6%, já que o "Livro Bege", que é o documento com dados econômicos coletados nas 12 divisões regionais do Fed (''BC'' local), indicou que a atividade econômica norte-americana melhora de forma "débil e dispersa".
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ontem, conforme esperado por 99% do ''mercado'', o Copom manteve, pela segunda vez consecutiva, a taxa básica de juros da economia brasileira em 8,75%, ressaltando que o atual patamar contribui para assegurar a manutenção da inflação na trajetória de metas ao longo do horizonte relevante e para a recuperação não-inflacionária da atividade econômica.

Corroborando com a tese de que a cobrança de IOF sobre investimentos em bolsa e renda fixa é como ''jogar água fria na fervura'', ontem o diário britânico "Financial Times" afirmou que esta medida mostra que o Brasil é "vítima do seu próprio sucesso econômico", ressaltando que tal iniciativa deve ser pouco eficiente no objetivo de conter a apreciação do real frente ao dólar.

Apresentando novos sinais positivos da economia interna, (1) em SET/09 a produção brasileira de aço e as vendas no mercado doméstico cresceram respectivamente 1,5% e 11,1% na comparação com AGO/09 e (2) segundo projeções do setor varejista o Natal de 2009 será o melhor dos últimos 10 anos, com um crescimento de 5,2% nas vendas na comparação com o mesmo período do ano passado.

Com a Selic no menor patamar da história (8,75%), a economia se recuperando e a inadimplência despencando, em OUT/09 os juros médios do empréstimo pessoal caíram pelo décimo mês consecutivo e atingiram o menor patamar desde 2004.

Dando uma ótima noticia para o trabalhador brasileiro, que pode ter uma chance de diversificar e quiçá alavancar seus investimentos, o deputado João Maia, relator do projeto de capitalização da Petrobras, afirmou que vai propor em seu relatório o uso, por parte dos acionistas minoritários, do FGTS no processo de capitalização fechada da Petrobras.

- A Net subiu 2,7%, após anunciar seu resultado operacional que mostrou que a companhia tem conseguido manter forte capacidade de geração de caixa, suficiente para financiar seu crescimento.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Mostrando a incoerência da lei que diz que o mandato é do partido e não do parlamentar, mesmo sendo o vereador mais votado do Brasil, Gabriel Chalita, que deixou o PSDB para concorrer ao Senado pelo PSB, pode perder seu mandado já que os tucanos entraram com uma representação contra ele no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

Como ''moeda de troca'' para receber o apoio oficial do PMDB para a candidatura presidencial de Dilma, Lula já ''fritou'' algumas candidaturas petistas nos estados, a começar pela do prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias, que queria disputar o governo do RJ, e logo mais em Minas e no Mato Grosso do Sul, aonde petistas serão ''convencidos'' a apoiar candidatos peemedebistas.

''Animada'' com o arquivamento do pedido de seu impeachment pela Assembléia do RS, a governadora tucana Yeda Crusius, desprezando o fato de ser reprovada por 64% dos gaúchos, indicou que será candidata à reeleição em 2010, ressaltando que já tem o apoio do seu ''companheiro'' Serra.

Aprovando uma medida importante, mas que para fazer sentido deveria vir junto de investimentos em educação superior, ontem a Câmara dos Deputados aprovou um projeto que torna obrigatório que todos os professores do ensino básico tenham diploma universitário e licenciatura, o que atualmente só acontece com 61,6% deles.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Tentando impedir a transferência de dinheiro publico para mais um grupo de vagabundos, que desta vez não é o MST, ontem parlamentares da oposição impediram que a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovasse um projeto do governo para o pagamento da ''bagatela'' de R$ 30 milhões à UNE como compensação pela destruição da sede da entidade no Rio, incendiada em abril de 1964.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário