R.B. 15/OUT/09 ''Coquetel de números positivos''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Coquetel de números positivos"

São Paulo, 15 de outubro de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, finalmente realizando lucros após fechar acima dos 66.000pts, acompanhando a provável baixa das commodities e das demais bolsas mundiais após a euforia dos últimos dias.
- O DÓLAR deve subir, enfrentando um pouco de resistência para romper o ''suporte'' dos R$ 1,70 após recuar -27,1% no ano, seguindo a provável realização de lucros na Bovespa e também influenciado pelos leilões de compra do BC.

ONTEM
- BOVESPA 2,4%, já abriu em alta e, acompanhando o desempenho positivo das bolsas de NY e a valorização das commodities, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar no maior patamar desde 19/JUN/08, com ótimo volume de negócios (R$ 9,3bi) e também impulsionada por um ''coquetel de números positivos'' da economia brasileira.
- DÓLAR -1,4% à R$ 1,70, já abriu em queda e, acompanhando o ''humor positivo'' das bolsas mundiais e a tendência externa da moeda norte-americana, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, para fechar novamente no menor patamar desde 3/SET/08, também influenciado pelo recuo do risco-Brasil (-5,6%).
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO %, realizando lucros recentes, desta vez pressionada pela baixa nas ações do Mizuho Financial Group (-4,8%), CHINA 1,2%, a segunda alta consecutiva, desta vez com os investidores ''animados'' com os números positivos sobre exportação e importação de SET/09 e CORÉIA 1,2%, com destaques de alta para siderúrgicas e empresas de tecnologia.
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY e beneficiadas pelo anuncio de que em AGO/09 a produção industrial cresceu 0,9% nos países que fazem parte da zona do euro, INGLATERRA 2,0%, FRANÇA 2,1% e ALEMANHA 2,4%, também beneficiadas pela divulgação de fortes resultados trimestrais de empresas como BASF, Intel e JPMorgan Chase.
- Nos EUA, diante do aumento das ''apostas'' de que a economia está se recuperando da crise financeira e da recessão, S&P 1,8%, DJ 1,5% (acima dos 10.000pts pela primeira vez em 1 ano e apenas 7 meses após atingir o menor patamar em 12 anos) e NASDAQ 1,5%, já que as empresas norte-americanas, que deixaram milhares de pessoas desempregadas e reduziram drasticamente seus gastos, começaram a publicar resultados trimestrais melhores do que temiam os analistas.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Confirmando algo que qualquer profissional do mercado financeiro brasileiro já sabia, o Fórum Econômico Mundial classificou o sistema de supervisão bancária e financeira adotado pelo Brasil como o mais eficaz do mundo.

Apresentando um ''coquetel de números positivos'' da economia brasileira, em SET/09 (1) foram gerados 252.617 empregos no Brasil, o que representa o melhor resultado mensal do ano e o oitavo mês consecutivo com saldo positivo, (2) a produção industrial de SP foi 1,6% maior em que AGO/09, (3) o financiamento imobiliário com poupança teve o melhor resultado do ano, com empréstimos de R$ 3,2bi e (4) a Agência Nacional de Aviação Civil revelou que o tráfego aéreo de passageiros teve um crescimento de quase 30% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Diante do ''coquetel de números positivos'' da economia brasileira apresentados acima, em OUT/09 o Índice de Confiança do Consumidor atingiu o recorde histórico de 154,3pts, o que representa um crescimento de 5,6% ante SET/09 e de 11% em relação a OUT/08.

Como mais um fruto do aumento da confiança na economia brasileira, o BC informou que nas duas primeiras semanas de OUT/09 a entrada de dólares no Brasil superou a saída em US$ 3,7bi e, diante das intervenções da autoridade monetária no mercado de dólar, até o final da semana passada as reservas internacionais brasileiras já estavam em US$$ 231,3bi.

- A Vale subiu 4,6%, ''animada'' com a divulgação de que a China comprou um volume recorde de minério de ferro.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Apesar de não avançar numa proposta para resolver os problemas de alianças do PT com o PR nos estados, Dilma, assumindo definitivamente a condição de articuladora de sua candidatura, afirmou, em um jantar oferecido pelo partido anteontem à noite, que seu adversário é Serra e que seu principal desafio é conquistar o voto das mulheres.

Colocando mais uma vez as raposas para cuidar da segurança do galinheiro, os deputados da bancada ruralista ganharam a batalha com os ambientalistas e irão comandar a subcomissão criada para mudar o Código Florestal brasileiro, o que deve culminar com a perigosa transferência para os estados da autonomia de definir o quanto deve ser preservado e quanto pode ser liberado para a produção de alimentos.

Mostrando que Lula não é, e nunca será, 100% Dilma, ontem, durante sua visita às obras de transposição do Rio São Francisco, alem da companhia da ministra chefe da Casa Civil, o presidente também estava acompanhado de Ciro Gomes e de Aécio Neves.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Confirmando a crescente credibilidade do Brasil no cenário internacional, ao lado de Paulo Skaf, presidente da FIESP, Al Gore, ex-vice-presidente norte-americano, defendeu a autonomia brasileira para estabelecer mecanismos de preservação da Amazônia e, contrariando a opinião de muito ''pseudo-ambientalista'' que é bancado pelas grandes industrias de petróleo, elogiou a produção de etanol no país, usando cana-de-açúcar como matéria-prima.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário