R.B. 1/SET/09 ''Correndo contra o tempo''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Correndo contra o tempo"

São Paulo, 1 de setembro de 2009 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, com ''boas chances'' de recuperar o patamar dos 57.000pts, impulsionada pela provável valorização das commodities e pela melhora do ''humor'' nas principais bolsas mundiais.
- O DÓLAR deve cair, em um ''ajuste técnico'' após 6 pregões consecutivos de alta, aliviada pelo fim da pressão para a formação da cotação de fechamento do mês e seguindo a provável melhora do ''humor'' nos demais mercados mundiais.

ONTEM
- BOVESPA -2,1% (3,1% em AGO/09), já abriu em queda, para na mínima recuar -2,7% e, acompanhando a piora do ''humor'' das bolsas de NY, manteve a trajetória negativa ao longo de todo pregão, com bom volume de negócios (R$ 5,7bi), também pressionada pela forte queda das commodities.
- DÓLAR -0,4% à R$ 1,89 (1,3% em AGO/09), já abriu em alta e, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao logo de todo pregão, também influenciado pela elevação do risco-Brasil (1,50%) e pelos leilões de compra do BC, para fechar maior patamar em mais de um mês.
- Na ÁSIA, acompanhando as perdas em NY na sexta-feira passada, CHINA -6,7%, diante de ''temores'' de que o governo "puxe o freio" do crescimento econômico e que os bancos locais desacelerem a concessão de empréstimos, JAPÃO -0,4%, já que a avaliação positiva da vitória do Partido Democrático do Japão nas eleições para a Câmara Baixa, no domingo, foi suprimida pela desvalorização do dólar diante do iene e pelas dúvidas acerca das políticas financeiras do novo governo e CORÉIA -1,0%, seguindo o ''humor negativo'' dos mercados locais.
- Na EUROPA, com baixos volumes de negócios, diante do feriado na Inglaterra, e acompanhando as perdas das bolsas da China e a abertura negativa das bolsas de NY, INGLATERRA não funcionou devido a feriado local, FRANÇA -1,2% e ALEMANHA -1,0, com destaques de queda para ações de empresas do setor bancário, como Bank of Ireland (-8,9%) e Deutsche Post (-1,8%).
- Nos EUA, acompanhando as fortes perdas dos mercados asiáticos, S&P -0,8%, DJ -0,5% e NASDAQ -1,0%, também em um movimento de cautela devido à expectativa pela divulgação de dados importantes sobre a economia local, como a taxa de desemprego e o número de empregos perdidos no país neste mês.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ocupando cada dia mais seu lugar de direito no cenário internacional, no dia 10/JUL/09 o Brasil superou a Índia como o maior mercado acionário dos Brics (Brasil, Rússia, Índia e China) e desde lá segue liderando o grupo, com base na capitalização de mercado ajustada para o free float.

Dando mais 2 importantes sinais de recuperação da economia interna, (1) em JUL/09, apresentando o sétimo mês consecutivo de expansão, a produção industrial brasileira cresceu 2,2%, puxada principalmente pelo setor de máquinas e equipamentos e (2) em AGO/09, ultrapassando a marca dos 100pts pela primeira vez no ano, o índice da Confiança da Indústria brasileira ficou em 105,7pts, o que representa o nível mais alto desde SET/08.

Cada vez mais distante do centro da meta do BC (4,5%), o que pode ''encorajar'' o Copom a cortar a Selic na reunião que acaba hoje, o ''mercado'' reduziu, de 4,32% para 4,29%, suas ''apostas'' para o IPCA de 2009.

Diante da avaliação de que o pior da crise econômica já passou, o Banco do Brasil, em mais um lance agressivo para ganhar mercado dos bancos privados, lançará hoje um novo pacote com linhas de crédito para micro e pequenas empresas, cujo valor pode chegar a R$ 14,5bi.

- A Petrobras caiu -3,6%, diante do anuncio do novo marco regulatório do pré-sal, no qual a empresa informou que vai iniciar "prontamente" os procedimentos necessários para a aprovação da capitalização da companhia.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Obviamente não se esquecendo de lembrar que os tucanos queriam ''exterminar'' a Petrobrás privatizando-a com o nome de Petrobrax, ontem Lula anunciou o lançamento da nova Lei do Petróleo que, apesar das resistências da oposição, vai para o Congresso em regime de urgência e tem 90 dias para ser aprovada.

''Correndo contra o tempo'' para tentar recuperar o tempo perdido e já que somente as mudanças na legislação aprovadas até 2/OUT/09 poderão ser aplicadas nas eleições do próximo ano, o Senado quer aprovar logo a proposta de reforma eleitoral que começou a ser debatida na Casa semana passada.

Já fazendo oposição, apenas 1 dia depois de se filiar ao PV, a senadora Marina Silva disse que está havendo um retrocesso nas políticas ambientais do governo federal e acusou o Congresso de atender a setores ligados ao desmatamento ilegal da floresta amazônica.

Apesar do PT ter rasgado sua cartilha da ética para defender Sarney, em AGO/09, diante da não liberação das emendas dos parlamentares, caiu para 37,45% a média de apoio ao governo na Câmara, ante 48,81% em JUN/09.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Confirmando que a economia chinesa ainda não é 100% confiável, alem de piratear artigos de grifes internacionais, como Nike, Adidas e Montblanc, as industrias da China também falsificam marcas brasileiras de vários tipos de produtos, como biquínis, alimentos, cadeados, fechaduras, calçados e bebidas, chegando inclusive a exporta-las para outros países.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário