R.B. 2/SET/09 "Reenergizar"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Reenergizar"

São Paulo, 2 de setembro de 2009 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode cair, mesmo após recuar -3,4% nos 4 últimos pregões, porem deve-se ressaltar que próxima dos 55.000pts a bolsa brasileira estará em um bom patamar para compras, já que permanecem positivas as perspectivas de recuperação econômica.
- O DÓLAR deve seguir em alta, mesmo após avançar 4,1% nos últimos 7 pregões, ainda pressionada pela piora do ''humor'' nas demais bolsas do mundo, porem deve-se ressaltar que, diante da manutenção do fluxo positivo de recursos externos, a ''trajetória natural'' para a moeda norte-americana ainda é de queda.

ONTEM
- BOVESPA -1,2%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,9%, porem, acompanhando a piora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a cair na parte da tarde, para fechar em baixa pelo quarto pregão consecutivo, desta vez com bom volume de negócios (R$ 5,3bi).
- DÓLAR 0,8% à R$ 1,90, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 1,86, porem, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa, passou a subir na parte da tarde, para fechar em alta pelo sétimo pregão consecutivo, também e ainda influenciado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (1,5%).
- Na ÁSIA, tentando iniciar um movimento de recuperação, JAPÃO 0,4%, com destaques de alta para empresas ligadas à produção de chips de memória, como NEC (11,0%) e Sumco (10,0%), diante do anuncio de melhora dos dados globais de vendas desses componentes, CHINA 0,6%, com destaques positivos para ações de empresas do segmento imobiliário, como China Vanke (5,2%) e Gemdale (4,5%) e CORÉIA 2,0%, puxada pelas montadoras e pelas empresas de tecnologia, diante das expectativas de que divulguem bons resultados.
- Na EUROPA, seguindo as perdas das bolsas de NY e ''desanimadas'' pelo anuncio de que em JUL/09 a taxa de desemprego entre os países da zona do euro atingiu 9,5%, o que representa o maior nível desde MAI/99, INGLATERRA -1,8%, FRANÇA -1,9% e ALEMANHA -2,5%, com destaques de queda para ações de bancos e de mineradoras.
- Nos EUA, fechando em queda pelo terceiro pregão consecutivo, S&P -2,2%, DJ -1,9% e NASDAQ -2,0%, pressionadas por incertezas sobre a saúde de bancos e por preocupações de que o forte rali visto desde MAR/09 possa ter ocorrido a despeito da realidade econômica.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Hoje termina, no início da noite, a reunião do Copom e, como a taxa básica de juros já caiu de 13,75% em JAN/09 para os 8,75% atuais, o que aliás representa o menor patamar da história, a maioria do ''mercado aposta'' em manutenção da Selic.

Apesar do recuo nas exportações (-29,9% na comparação anual) e da queda nas importações (-38,3% também na comparação anual), em AGO/09 a balança comercial brasileira acumulou um superávit 33,7% maior do que em AGO/08 e 15% superior na comparação com JUL/09.

Com uma importante queda de -1,8% na inadimplência, em AGO/09, dando mais um sinal de recuperação da economia interna, as vendas à vista do comércio brasileiro cresceram 5,9% na comparação com AGO/09.

Um pouco abaixo das projeções do mercado (0,51%) e acima do resultado anterior (0,33%), o IPC de AGO/09 registrou inflação de 0,48%, confirmando para o BC que, apesar dos sinais de recuperação da economia, os preços continuam ''comportados''.

Com o objetivo de "reenergizar" as conversas de Doha, que já se arrastam por 8 anos, inclusive definindo um prazo limite para que elas sejam encerradas, esta semana ocorrerá uma reunião de ministros de comércio em Nova Delhi, na índia, que já começa com a convicção de que um desfecho positivo nas negociações pode ser um ''elemento chave'' para ajudar o mundo a se recuperar da atual crise econômica.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Mostrando que o governo Lula ganhou ''força política'' ao ajudar, e muito, no arquivamento dos processos contra Sarney, ontem a oposição não teve sucesso na sua primeira tentativa de trancar a pauta da Câmara para forçar o governo a retirar o pedido de urgência na tramitação dos projetos relacionados ao pré-sal, o que obriga deputados e senadores a votar a proposta em até 90 dias.

Para garantir a aprovação, provavelmente ainda hoje, da reforma eleitoral no Senado, o governo cedeu à oposição e não poderá expandir ou lançar novos programas sociais em 2010, porem conseguiu suprimir do texto de emenda apresentada pelo líder tucano Arthur Virgílio que proibia o reajuste de benefícios sociais, como o Bolsa Família, em ano eleitoral.

Mostrando sua enorme ''agilidade e eficiência em legislar causas próprias, Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, enviou para a Câmara um projeto de lei que prevê aumento de 14,09% para os ministros da Corte, o que elevará sua remuneração de R$ 24,5 mil para R$ 27,9 mil já em FEV/10 e vai beneficiar, por efeito cascata, todas essas categorias do judiciário brasileiro.

Contrariando uma vontade de Lula, o PSB, após uma reunião de cúpula em Brasília, decidiu que a candidatura Ciro Gomes à presidência da República vai ser seu plano "A" e, já trabalhando neste sentido, ordem é colocar o deputado para viajar pelo país.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Finalmente fazendo algo de útil, ontem o Senado brasileiro aprovou o pedido apresentado pelo senador tucano Flexa Ribeiro e deu um "voto de cesura" contra o autoritarismo do governo do presidente venezuelano, no qual ressalta que o ditador Hugo Chávez impede um dos principais direitos da democracia que é a liberdade de imprensa.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário