R.B. 21/AGO/09 ''O PT rasgou a página da ética''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"O PT rasgou a página da ética"

São Paulo, 21 de agosto de 2009 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, ampliando a valorização acumulada no mês (3,8%), ''animada'' pelo anuncio de mais uma descoberta de petróleo leve pela Petrobrás e acompanhando a valorização das commodities no mercado internacional.
- O DÓLAR pode voltar a cair, aumentando a desvalorização já apurada em AGO/09 (-1,2%), seguindo o provável ''bom humor'' na Bovespa e o crescente e constante fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 1,2%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar -0,1%, porem, apesar do baixo volume de negócios (R$ 4,4bi), logo passou a subir, seguindo o desempenho positivo das Bolsas NY e embalada por notícias favoráveis tanto do setor externo quanto doméstico.
- DÓLAR -0,2% à R$ 1,84, abriu em alta, para na máxima atingir R$ 1,85, porem, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa, passou a cair na parte da tarde, apesar dos leilões de compra do BC e da leve elevação do risco-Brasil (0,8%).
- Na ÁSIA, recuperando parte das perdas do pregão anterior, JAPÃO 1,8%, impulsionada por ações de empresas do setor imobiliário, diante das ''apostas'' de recuperação do mercado de condomínios, CHINA 4,5%, com destaques de alta para empresas do setor de energia, que foram beneficiadas pela valorização do petróleo e CORÉIA 2,0%, liderada pelas ações financeiras e do setor automotivo, como KB Financial Group (6,1%) e Hyundai Motor (4,5%).
- Na EUROPA, diante da divulgação de bons indicadores econômicos, INGLATERRA 1,4%, FRANÇA 1,6% e ALEMANHA 1,5%, também impulsionadas pelo avanço das bolsas na Ásia e pelo bom desempenho dos papéis de empresas mais dependentes da recuperação econômica, como montadoras e mineradoras.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 1,1%, DJ 0,8% e NASDAQ 1,0%, beneficiadas pela divulgação de indicadores econômicos positivos sobre a economia local, como o de indicadores antecedentes, que teve alta de 0,6% em JUL/09, o que representa o quarto ganho consecutivo após 7 meses de declínio.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Aumentando a lista daqueles que acreditam que ''o pior já passou'', o Bundesbank (''BC'' da Alemanha), após informar que no segundo trimestre o PIB do país aumentou 0,3% na comparação com os 3 meses anteriores, afirmou que a economia mundial pode ter chegado ao seu ponto mais baixo no primeiro semestre, ressaltando que a melhora da demanda externa é uma condição importante para a retomada da confiança, confiança esta que aliás entre os consumidores locais atingiu em AGO/09 o maior patamar desde ABR/06.

Desdenhando da queda na arrecadação de impostos, Mantega, ministro da Fazenda, ''garantiu'' que o Brasil fechará 2009 com o menor déficit nominal entre os países do G-20, ''apostando'' que o resultado nominal, que engloba receitas menos despesas, incluindo os gastos com juros, ficará entre 2,1% e 2,2% do PIB.

Dando um ''inesperado e consistente'' sinal de recuperação da economia interna, segundo o IBGE em JUL/09 a taxa de desemprego no Brasil estava em 8,0%, patamar abaixo do esperado por boa parte dos economistas (8,4%), o que aliás ajudou no aumento da renda do trabalhador que, após 5 meses consecutivo de queda, cresceu 0,5% na comparação com JUN/09.

Como fruto das medidas de desoneração tributária implementadas pelo governo para estimular a recuperação da economia interna, em JUL/09, pelo nono mês consecutivo, a arrecadação federal caiu, desta vez -9,4% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Fazendo ''sua parte'' para estimular a concorrência no ''super-concentrado'' setor bancário brasileiro, ontem o Banco do Brasil anunciou a ampliação de sua linha de microcrédito, de R$ 1 mil para R$ 2 mil, estendeu o prazo máximo para 48 meses e principalmente reduziu a taxa de juros, que antes era fixa em 2% ao mês e agora, dependendo do prazo de contratação, pode cair até para 0,99% ao mês.

- A Petrobrás subiu 0,8% e, após o fechamento do pregão anunciou a descoberta de óleo leve em reservatórios situados na bacia de Campos.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Ontem, após convencer Mercadante a adiar para hoje sua decisão de renunciar à liderança do PT no Senado, Lula negou que a defesa de Sarney e a saída de senadores Flávio Arns e Marina Silva possa enfraquecer o seu partido.

Após afirmar que ''o PT rasgou a página da ética'' de seu estatuto, o senador Flávio Arns ressaltou que o partido de Lula se transformou com a necessidade de continuar no poder e que atualmente só enxerga um objetivo: a eleição presidencial de 2010.

Como sabe que não terá espaço em 2010 para disputar a reeleição pelo PMDB do Piauí, que aliás é ''dominado'' pelo PT, o senador peemedebista Mão Santa, considerado um ''rebelde'' pelo governo, anunciou que sairá do partido.

Trucando a ''toda poderosa'' Dilma, ontem a Câmara dos Deputados enviou para a Casa Civil um pedido de acesso a uma série de informações, como agendas e principalmente vídeos, que possam comprovar ou não o encontro da ministra com a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando que precisa urgentemente ''baixar sua bola'', ontem, esquecendo-se que a oposição é salutar e até indispensável para a democracia, Lula afirmou que a posição é pior que doença que não tem cura, ressaltando que ''eles'' ficam inventando qualquer coisa.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário