R.B. 8/JUN/09 "Por acaso"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Por acaso"

São Paulo, 8 de junho de 2009 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, com ''boas chances'' de fechar a semana próxima dos 55.000pts, caso o Copom confirme as ''apostas'' e, com o objetivo de estimular a economia interna, reduza esta semana a Selic em -1,0%, de 10,25% para 9,25%.
- O DÓLAR pode seguir em queda, com ''boas chances'' de testar o ''suporte'' dos R$ 1,90 ainda esta semana, seguindo o provável ''bom humor'' nas bolsas mundiais e ainda influenciado pelas ''apostas'' de que o Brasil sairá ''maior e mais forte'' da atual crise financeira mundial.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -0,2%, abriu em alta, para na máxima avançar 2,1%, porem perdeu forças ainda na parte da manhã, mantendo-se próxima da estabilidade ao longo de ''quase'' todo pregão, acompanhando o mesmo desempenho nas bolsas de NY.
- DÓLAR 0,8% à R$ 1,96, abriu em queda, para na mínima recuar -0,7%, porem, em um pregão marcado pela forte volatilidade (máxima R$ 1,97 e mínima R$ 1,90), passou a subir já no inicio da parte da tarde, pressionado pelos leilões de compra do BC e seguindo a instabilidade da Bovespa, apesar do risco-Brasil ter fechado -3,2% abaixo da pontuação anterior.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,0%, impulsionada pelos ganhos em ações do setor de petróleo, diante da alta da commoditie no mercado internacional, e dos bancos, influenciados pela valorização de seus concorrentes nos EUA, CHINA -0,5%, realizando lucros pelo segundo pregão consecutivo, já que os investidores continuaram preocupados com a possibilidade de redução da liquidez, caso Pequim libere novos IPOs no final do mês e CORÉIA 1,2%, ''aliviada'' com o anuncio de que a Coréia do Norte propôs negociações com a Coréia do Sul.
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY, INGLATERRA 1,2% (0,5% na semana), FRANÇA 0,8% (1,9% na semana) e ALEMANHA 0,2% (2,8% na semana), com destaque de alta para as ações da mineradora Rio Tinto (10,3%), após a empresa rejeitar um acordo de US$ 19,5bi com a China Aluminium Corp., confirmar uma oferta de ações que chega a US$ 15,2bi e anunciar um acordo com sua concorrente BHP Billiton, cujas ações subiram 6,8%, para formar uma joint venture de minério de ferro.
- Nos EUA, próximas da estabilidade, após um pregão marcado pela volatilidade, S&P -0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,1%, divididas entre a tendência de realização de lucros após 4 pregões consecutivos de alta e o anuncio de que a economia do país perdeu ''apenas'' -345 mil postos de trabalho em MAI/09, o que é o menor corte desde SET/08.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Estimulando a economia interna, este ano, principalmente no segundo semestre, quase R$ 100bi em recursos extras, provenientes do aumento da massa de rendimentos e da ampliação da oferta de crédito, serão injetados no consumo dos brasileiros, o que certamente transformará a demanda doméstica no motor da recuperação do PIB prevista para o segundo semestre.

Com o objetivo de aquecer sua economia, o governo de SP anunciou uma renúncia fiscal de ICMS que pode chegar a R$ 350mi, privilegiando cerca de 85 mil empresas de segmentos com grande potencial de geração de emprego e, segundo projeções, podendo estimular investimentos de mais de R$ 3bi no Estado.

Podendo estimular ainda mais o Copom, que aliás se reúne esta semana, a seguir cortando a taxa básica de juros, segundo um estudo da FGV a inflação para as famílias de baixa renda tende a desacelerar ainda mais este mês, já que não haverá pressão dos preços administrados, dos medicamentos, dos cigarros e principalmente de alimentos como arroz, feijão, frango e açúcar.

Desconfiando da existência de um cartel entre as 2 empresas que dominam o mercado de cartões de pagamento no país, que são a VisaNet, que detém a exclusividade para credenciar a bandeira Visa, e a Redecard, que monopoliza a licença da bandeira MasterCard, o governo planeja mudar as leis e as portarias que regulam o setor no Brasil, ressaltando que ele é extremamente concentrado, impede a entrada de novos participantes e, por isso, precisa passar por profunda reformulação para repassar ganhos de escala e beneficiar a economia como um todo.

Mostrando que, apesar do aprofundamento da crise econômica global aumentar a pressão por protecionismo, ainda há esperança de que as condições políticas para um acordo de comércio mundial estejam melhorando, ontem 19 grandes países agricultores, incluindo Brasil, Austrália e África do Sul, deram início a conversações em Bali com o objetivo destravar a Rodada de Doha.

- O Bradesco caiu -0,8%, após anunciar que vai adquirir o banco Ibi, braço financeiro do grupo de varejo C&A, por R$ 1,4bi, com o objetivo de incrementar sua base de cartões de crédito.
- A Sadia caiu -1,0%, após anunciar que vai desistir de sua primeira planta industrial no exterior, na Rússia.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como está disposto a consolidar ampla coligação em apoio à Dilma, o comando do PT fixou como estratégica a costura de alianças nos seis principais Estados do país, ainda que à custa do sacrifício dos próprios petistas, não descartando inclusive renunciar à candidatura em SP, berço da sigla, em favor do lançamento do nome de Ciro Gomes ao governo do Estado.

Querendo acabar com o ''xerife'', a Câmara votará em 2 semanas um projeto que restringe os poderes do Tribunal Superior Eleitoral na definição das regras que vão nortear as eleições, inclusive a de 2010.

Com o objetivo de fortalecer e premiar sua base aliada, que tem aprovado tudo que o democrata quer, Kassab, prefeito de SP, transferiu R$ 2,3mi para 19 eventos esportivos que serão realizados por meio de parcerias com entidades e, entre as modalidades beneficiadas, se destaca o 3º Campeonato Municipal de Truco, que recebeu a ''bagatela'' de R$ 223 mil pedida pelo vereador tucano Juscelino Gadelha.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Com o objetivo de ''cortar o mal pela raiz'', depois de apenas 3 meses de negociações, o banqueiro Daniel Dantas, dono do Opportunity, comprou 51% da Editora Três, que ''por acaso'' publica a revista IstoÉ que, também ''por acaso'', se destacou nas denuncias de corrupção que levaram o referido banqueiro à ser condenado por corrupção ativa por tentar subornar com US$ 1mi um delegado com o intuito de barrar a Operação Satiagraha, também da PF.

Repetindo algo que ''todo mundo está careca de saber'', a revista britânica "The Economist", em um artigo da sua edição mais recente, ressalta que a má qualidade das escolas publicas brasileiras, talvez mais do que qualquer outra coisa, é o que "freia" o desenvolvimento do país.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário