R.B. 4/JUN/09 ''Mais um passo''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Mais um passo"

São Paulo, 4 de junho de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, retomando sua trajetória positiva após 2 dias de uma ''saudável'' realização de lucros, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e novamente influenciada pelas ''apostas'' de que o Brasil, beneficiado por queda dos juros, crescimento do consumo interno e aumento das vendas para a China, pode se recuperar da crise global mais rápido que as economias centrais.
- O DÓLAR pode cair, também retomando sua ''trajetória natural'' após o ''ajuste técnico'' do pregão anterior, diante do crescente fluxo positivo de recursos externos (1) destinados a investimentos na Bolsa de Valores, (2) oriundos do superávit da balança comercial e (3) cujo objetivo é aproveitar um dos maiores juros do mundo.

ONTEM
- BOVESPA -3,5%, já abriu em queda e, ainda realizando lucros recentes, foi intensificando a trajetória negativa ao longo do pregão, acompanhando as perdas das bolsas de NY e pressionada pela desvalorização das commodities, porem novamente com bom volume de negócios (R$ 6,5bi).
- DÓLAR 2,1% à R$ 1,96, já abriu em alta e, em um ''ajuste técnico'' após 8 pregões consecutivos de queda, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo dia, acompanhando o ''humor negativo'' das bolsas mundiais e pressionado pelos leilões de compra do BC e pela elevação do risco-Brasil (3,9%).
- Na ÁSIA, ''animadas'' com o inesperado crescimento de 0,4% do PIB da Austrália no primeiro trimestre de 2009, JAPÃO 0,4%, sustentada pelas ações das empresas de matérias-primas e das incorporadoras imobiliárias, ainda diante das expectativas de recuperação da economia local, CHINA 2,0%, no maior patamar desde 1º/AGO/08, com destaques de alta para as ações de bancos, como Shanghai Pudong (10,0%), China Merchants (7,1%) e Bank of Communications (6,5%) e CORÉIA 0,1%, sustentada pelas ações da Samsung Heavy Industries (7,1%), diante de ''rumores'' de que a companhia ganhará da Shell um contrato para construir um navio-plataforma de GNL, em um projeto avaliado em US$ 5bi.
- Na EUROPA, acompanhando a realização de lucros nas bolsas de NY, INGLATERRA -2,1%, FRANÇA -2,0% e ALEMANHA -1,7%, pressionadas principalmente pelo declínio nos papéis de bancos, como Barclays (-5,0%) e UBS (-4,2%), e de empresas ligadas ao segmento de commodities, como Royal Dutch Shell (-1,7%) e Anglo American (-5,9%).
- Nos EUA, realizando lucros após 4 pregões consecutivos de alta, S&P -1,3%, DJ -0,7% e NASDAQ -0,6%, pressionada (1) por resultados negativos do setor de serviços, (2) pelo anuncio de que foram perdidos 532 mil postos de trabalho no setor privado em MAI/09, (3) pelo crescimento abaixo do esperado no volume de encomendas às indústrias em ABR/09 e (4) por declarações de Bernanke, presidente do Fed (''BC'' local) mostrando preocupação com o tamanho do déficit público norte-americano.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Otimista, como sempre, Lula voltou a ''garantir'' que o Brasil foi o último país a entrar na crise e que está sendo o primeiro a sair dela, ressaltando, para os críticos que não acreditavam na sua capacidade de governar em tempos difíceis, que não vacilou em nenhum momento de tomar decisões para manter a economia brasileira com juros em queda e inflação controlada.

Ressaltando que a euforia que existe no mercado internacional com o Brasil é porque os investidores internacionais apostam que o país vai sair mais forte da crise, Meirelles, presidente do BC, afirmou que não existe investimento mais forte em Bolsa de Valores se há previsão de que a economia vai entrar em recessão mais prolongada, porem também voltou a afirmar que ainda é "um pouco prematuro" para se ''garantir'' que o pior da crise internacional já passou.

Confirmando que crise financeira mundial está perdendo força, ao menos no Brasil, (1) em MAI/09 os investimentos estrangeiros no setor produtivo brasileiro ficaram positivos em US$ 2,7bi, o que representa uma alta de 111% na comparação com MAI/08 e (2) o comércio de shopping center projeta vendas 3% maiores por conta do Dia dos Namorados neste ano em relação a 2008.

Dando uma ''ótima justificativa'' para a desvalorização de -9,7% do dólar frente ao real em MAI/09, segundo o BC no mês passado o fluxo cambial brasileiro ficou positivo em US$ 3,1bi, o que representa o melhor resultado desde ABR/08.

Elevando as reservas internacionais brasileiras para US$ 205,6bi, no mês passado o BC, com o objetivo de absorver uma boa parte do fluxo cambial positivo de US$ 3,1bi, comprou US$ 2,7bi no mercado de câmbio à vista por meio dos leilões diários que tem realizado desde 12/mai/09, o que representa o maior volume adquirido pela autoridade monetária em um único mês desde ABR/08.

Fazendo o Brasil dar ''mais um passo'' no sentido de se tornar o maior produtor de energia limpa do mundo, a União Europeia, convencida de que não conseguirá produzir biocombustíveis para cumprir a meta de adicionar 10% de renováveis em sua matriz de combustíveis até 2020, ''avisou'' que passará a importar etanol do Brasil, porem exigiu que ele terá de ser certificado e dentro dos padrões da UE.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Podendo adiar os planos de aposentadoria de Lula, que ''garantiu'' que voltaria à São Bernardo do Campo assim que deixasse a presidência do Brasil, ''rumores'', obviamente não confirmados, indicam que Obama, presidente dos EUA, quer o petista na presidência do Banco Mundial, que aliás desde a sua criação, há 65 anos, é comandado apenas por um norte-americano.

Ainda ''sonhando acordado'' com a possibilidade de ser o candidato tucano à presidência em 2010, Aécio, governador de MG, ''aproveitou-se'' do encontro do "PSDB Mulher" para cobrar a definição de uma agenda eleitoral para o partido diferenciar suas propostas das que os candidatos do governo levarão.

Impedindo manobras como a que fez Sarney ao se eleger como senador pelo Amapá, mesmo sendo do Maranhão, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou um projeto de lei do deputado democrata André de Paula que proíbe prefeitos, governadores e o presidente da República de transferirem seus títulos eleitorais durante o mandato.

Pressionada pela opinião publica, que inclusive está preparando um grande abaixo assinado, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou ontem o projeto de lei, de autoria do senador peemedebista Pedro Simon, que exige "idoneidade moral e reputação ilibada" aos candidatos que disputam as eleições.

Como quer Palocci na disputa pelo governo de SP em 2010, Lula espera apenas o STF arquivar a denúncia contra o ex-ministro da Fazenda no caso da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo para reincorpora-lo ao governo numa pasta de "médio porte", na qual ficaria até a desincompatibilização de Dilma Rousseff, no final de MAR/10.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Dando mais um passo na direção da PAZ, ontem a Organização dos Estados Americanos, obviamente com o aval dos EUA, revogou a resolução de 1962 que expulsou Cuba dos seus quadros, o que abre caminho para a reincorporação da ilha ao órgão.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário