R.B. 26/JUN/09 ''Sua casa e seu balcão de negócios''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Sua casa e seu balcão de negócios"

São Paulo, 26 de junho de 2009 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, com ''boas chances'' de fechar o mês acima dos 53.000pts, diante da melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e consolidação das ''apostas'' de que a economia brasileira sairá ''mais importante e mais forte'' da atual crise financeira mundial.
- O DÓLAR pode seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar o mês abaixo dos R$ 1,95, diante do crescente fluxo positivo de recursos externos (1) destinados a investimentos na Bovespa, (2) oriundos do superávit da balança comercial e (3) cujo objetivo é aproveitar um dos maiores juros reais do mundo.

ONTEM
- BOVESPA 3,7%, abriu ''de lado'', para na mínima recuar 0,6%, porem, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY, passou a subir ainda na parte da manha, também beneficiada pelo avanço dos preços das commodities no mercado internacional, para fechar acima dos 51.000pts (aos 51.503pts).
- DÓLAR -1,7% à R$ 1,95, já abriu em queda e, apesar dos leilões de compra do BC, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo a melhora do ''humor'' nas bolsas mundiais e ainda influenciado pelas expectativas de um forte ingresso de recursos externos destinados ao pagamento do IPO da Visanet.
- Na ÁSIA, recuperando perdas recentes, JAPÃO 2,2%, puxada pelas compras no mercado futuro e com destaques de alta para as exportadoras do setor tecnológico, como Tokyo Electron (4,1%) e TDK (4,2%), ajudadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 0,1%, sustentada pela recuperação nos papéis de bancos ''pesos pesados'', como Banco Industrial e Comercial da China (1,5%) e Bank of China (0,9%) e CORÉIA 2,1%, diante das boas expectativas para os balanços do segundo trimestre.
- Na EUROPA, seguindo a abertura instável das bolsas de NY, INGLATERRA -0,6%, FRANÇA -0,7% e ALEMANHA -0,7%, pressionadas pelo declínio dos papéis de bancos após a divulgação de dados mais fracos que a expectativa dos investidores sobre a economia da zona do euro, como a queda de -35,5% das encomendas à indústria da zona do euro.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 2,1%, DJ 2,1% e NASDAQ 2,1%, influenciadas pela revisão para cima, de -6,1% para -5,5%, do PIB local no primeiro trimestre e pelo aumento de 1,4% nos gastos dos consumidores no primeiro trimestre do ano, após uma queda de -4,3% no quarto trimestre de 2008.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Corroborando com a opinião de Mantega e contrariando as ''apostas do mercado'', a agência de classificação de risco Moody's divulgou um relatório no qual estima que, graças a uma melhor condição macroeconômica e a um mercado interno estimulado, o PIB brasileiro crescerá 0,9% neste ano.

Diante queda na arrecadação, causada pelas reduções de impostos e pela desaceleração da economia, e o aumento das despesas, que ocorreu devido ao aumento dos investimentos públicos, em MAI/09 as contas do governo federal apresentaram um déficit primário de R$ -120,2mi, o que representa o quarto resultado negativo registrado desde o início da crise e o primeiro déficit para meses de MAI desde MAI/99.

Estimulado pelas recentes reduções na taxa básica de juros, em MAI/09 o volume de crédito no Brasil atingiu a marca histórica de R$ 1,3tri, porem, no mesmo período BC também detectou que o nível de inadimplência atingiu nível recorde.

Dando sinais de recuperação da economia interna, (1) a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil caiu de 8,9% em ABR/09 para 8,8% em MAI/09 e (2) o nível de confiança do consumidor brasileiro na economia voltou aos patamares de SET/09, antes da pior fase da crise financeira mundial.

Ciente de que seu país necessita de mais comércio do que nunca para se recuperar da atual crise econômica, Ron Kirk, representante norte-americano do Comércio, declarou que os EUA querem uma conclusão rápida da Rodada Doha de liberalização comercial, ressaltando que isto contribuirá para uma recuperação econômica mundial e um crescimento de longo prazo.

- A Petrobras subiu 4,0% e a Vale avançou 4,1%, após anunciarem um acordo para exploração de gás natural em três blocos petrolíferos no Espírito Santo.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Como ao que tudo indica Sarney ''confunde'' o publico com o privado, acreditando que o Senado Federal é ''sua casa e seu balcão de negócios'', sua situação fica cada dia mais insustentável e, conforme ressaltou ontem seu ''colega de partido'' Pedro Simon, já não é mais possível a permanência da ''velha raposa'' na presidência da Casa.

Confirmando que ''confundir'' o publico com o privado não é um ''defeito'' apenas de Sarney, nos últimos 30 meses o Senado Federal gastou R$ 209mil para reembolsar 21 ''nobres'' parlamentares das despesas com o telefone residencial.

Com a acusação de abuso de poder político durante a campanha eleitoral de 2006, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral cassaram, por unanimidade, o mandato do peemedebista Marcelo Miranda, governador de Tocantins, e determinaram que deverão ser realizadas novas eleições indiretas, organizadas pela Assembléia Legislativa, para escolher o novo governador do Estado.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Polemico, controvertido, diferente, sofrido, triste e até, segundo ''rumores'', pedófilo, assim era Michael Jackson, o homem que, como seu ídolo Peter Pan, não queria ser adulto e que, como poucos, moldou e mudou a cultura norte-americana e mundial, deixando uma legião de fãs que ainda cultuarão seu mito por muitas décadas.

Na política é assim, você pode ''pegar emprestado'' dinheiro publico, desviar verbas e fraudar licitações, porem não pode faltar com o ''decoro'' e, por ter chamado de ''porca trapaceira'' uma colega da Câmara de Maceió que comprovadamente colocou no bolso R$ 162mil destinados a compra de próteses para crianças deficientes, Heloísa Helena pode perder o mandado de vereadora na capital de Alagoas.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário