R.B. 26/MAI/09 "Nas horas vagas"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Nas horas vagas"

São Paulo, 26 de maio de 2009 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, ainda com ''boas chances'' de fechar o mês acima dos 52.000pts, influenciada por novos sinais de controle da inflação brasileira, que devem fazer o Copom seguir cortando a Selic, e pela divulgação de dados econômicos apontando uma recuperação da economia dos EUA.
- O DÓLAR deve seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar o mês abaixo dos R$ 2,00, ainda influenciado pelo crescente fluxo positivo de recursos externos e agora também pressionado pela aproximação do último dia útil do mês, data em que é formada a taxa média de câmbio que vai referenciar o vencimento dos contratos futuros.

ONTEM
- BOVESPA 0,5%, já abriu em alta e, com baixíssimo volume de negócios (R$ 1,5bi) devido ao feriado em NY, manteve-se no território positivo ao longo de todo pregão, diante da crescente melhora das expectativas para a economia brasileira.
- DÓLAR -0,1% à R$ 2,02, já abriu em queda e, também com baixo volume de negócios e pouca volatilidade, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, mesmo com o leilão de compra do BC, diante do fluxo positivo de recursos externos.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,3%, impulsionada pelos ganhos em ações ligadas às commodities, como as da JFE Holdings (3,7%), e pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, que beneficiou as exportadoras, como a Sony (1,8%), CHINA 0,5%, com destaque positivo para as petrolíferas, diante de notícias de que a PetroChina está comprando US$ 1 bilhão em participação na concorrente Singapore Petroleum e CORÉIA -0,2%, após um pregão com muita volatilidade, já que o índice chegou a recuar -6,3% diante do teste nuclear na Coréia do Norte.
- Na EUROPA, com poucos negócios, sem uma tendência única e baixa volatilidade devido ao feriado nos EUA e no Reino Unido, INGLATERRA não teve pregão devido a feriado local, FRANÇA 0,25%, com destaques de alta para ações de bancos e ALEMANHA -0,1%, recuperando quase que todas as perdas iniciais, quando foi pressionada pelo relatório do instituto alemão Ifo sobre a confiança empresarial, que aliás ficou abaixo do esperado.
- Nos EUA, S&P, DJ e NASDAQ não funcionaram devido a feriado local.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após engrossar a lista daqueles que ''garantem'' que o Brasil não terá recessão este ano, Luciano Coutinho, presidente do BNDES, afirmou que acredita que o País deve atingir um crescimento econômico entre 3,5% e 4% em 2010.

Dando mais um ‘’sólido sinal’’ de que o fluxo do crédito, a circulação do dinheiro e a liquidez estão se normalizando, ontem, seguindo o Itaú que alongou o prazo dos financiamentos de veículos para 72 meses, o Bradesco anunciou que alongará o prazo de todas as linhas de crédito imobiliário, de 25 para 30 anos, e reduzirá os juros desta modalidade, de 10% para 8,9%, para residências avaliadas em até R$ 120.000,00, e de 11% para 10,9% ao ano, para imóveis de até R$ 500.000,00.

Apesar do governo ''garantir'' que a economia brasileira não terá recessão este ano, o ''mercado'' novamente piorou suas ''apostas'' para o crescimento do PIB do Brasil em 2009, desta vez de -0,49% para -0,53%.

Como reflexo das recentes reduções dos juros, dos cortes de impostos e da redução do desemprego, em MAI/09, pelo terceiro mês consecutivo, o Índice de Confiança do Consumidor teve alta de 1,3% na comparação com MAR/09.

Podendo dar mais um passo em direção da meta de tornar o Brasil o maior produtor de energia limpa e renovável do mundo, a Agência Nacional de Energia Elétrica identificou locais na Amazônia para a possível construção de 7 usinas hidrelétricas que, somadas, poderiam gerar 14.245 megawatts de potência, o que equivale a 13,6% da energia gerada atualmente por instalações do gênero no país.

Confirmando que a crise mundial afetou o resultado das grandes empresas brasileiras, apesar de nenhuma delas quebrarem, como aliás aconteceu muito nos EUA, no primeiro trimestre de 2009, como conseqüência da forte desaceleração da economia, do crédito ainda restrito e do cenário externo recessivo, o lucro líquido de 122 empresas de capital aberto, divididas em 24 setores, caiu -26% na comparação com o primeiro trimestre de 2008, porem, destes 24 setores que compõem a amostra, 5 apresentaram crescimento de Ebitda, são eles : Açúcar e Álcool, Aviação, Consumo, Construção Civil e Logística.

Mostrando que a inflação está ''super controlada'' e que o Copom pode seguir cortando a Selic, o IPC da terceira quadrissemana de MAI/09 apontou inflação de 0,34%, resultado dentro das ''apostas do mercado'' e idêntico ao da segunda e ao da primeira quadrissemana do mês.

Diante da forte queda das importações (-25% na comparação com o mesmo período de 2008), até a semana passada a balança comercial brasileira acumulava um superávit de US$ 8,5bi, resultado 22,2% maior que o registrado no mesmo período de 2008.

''Apostando'' no Brasil, mais do que muitos brasileiros, nos últimos 30 dias o banco britânico Barclays comprou 5,02% das ações preferenciais classe A da Vale e 5,37% das ações preferenciais do Itaú Unibanco, o que representa um investimento de cerca de R$ 6,8bi.

- A TecToy subiu 28,5%, após confirmar que, como ultima cartada para tirar a empresa do buraco, começou a vender o console Zeebo, cujo diferencial é não usar mídias físicas e ter os jogos são baixados por meio de uma rede 3G.
-------------------------------------------------------------------------------
Política:

Com os peemedebistas devidamente ''controlados'', base aliada, com o objetivo de atrasar o início das investigações, vai usar todo o tempo previsto pelo regimento interno do Senado para indicar os senadores que vão integrar a CPI da Petrobras.

Descartando veementemente a possibilidade de ser vice na chapa do PT das eleições presidenciais de 2010, o que aliás seria o melhor cenário possível para Dilma, Sergio Cabral, governador do RJ, ''garantiu'' que será candidato à reeleição nas próximas eleições.

''De olho'' no governo do Estado de SP, obviamente sem avisar isto para Alckmin, Kassab, prefeito de SP, já elevou em 134% a verba para publicidade de seu governo para este ano, ignorando a previsão de queda de cerca de R$ -3bi na arrecadação.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Segundo os críticos como Obama é muito bonzinho e, diferentemente de Bush, não mete medo em ninguém, ontem a Coréia do Norte, mais uma vez desrespeitando uma decisão da ONU, disparou 2 mísseis de curto alcance em direção ao mar do Japão, apenas 1 dia após realizar um teste nuclear.

Ajudando a aumentar a lista daqueles que querem o terceiro mandato de Lula, Gilmar Mendes, o chefe de capangas que ''nas horas vagas'' é presidente do Supremo Tribunal Federal, afirmou que tanto o terceiro mandato e como a prorrogação de 2 anos nos atuais mandatos têm muita características de casuísmo e, por isso, dificilmente serão referendadas ou ratificadas pelo STF.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário